Resenha - Meu Passado Me Condena

Resenha feita pela Luh!  
Título: Meu Passado Me Condena
Livro Único;
Autora: Tati Bernardi
Editora: Paralela
Páginas: 120
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Extra // Submarino

Ri do início ao fim.

Sinopse:  Meu passado me condena foi sucesso no cinema (mais de 3,5 milhões de espectadores) e no teatro (mais de cem mil pessoas) e agora, em forma de livro, traz de volta Fábio e Miá em histórias inéditas, marcadas pela sinceridade desconcertante costumeira. Enquanto chocam um ao outro, o leitor se diverte com este livro que reúne ainda os melhores momentos dos dois na peça. Tudo isso fruto do texto inteligente, bem-humorado e cheio de personalidade de Tati Bernardi. 

A Trama: Meu Passado Me Condena é semelhante a um livro de crônicas, onde os personagens alternadamente contam histórias de seus "ex" e tem até dicas de relacionamento no final. Ri com muitas das histórias, me identifiquei com algumas e até me revoltei com as do ponto de vista masculino.
O importante é que me diverti demais com esse livro e minha única reclamação é que ele foi muito curtinho, ficou aquele gostinho de "quero mais" e com certeza pretendo reler daqui algum tempo.

Os Personagens: Como cada crônica tem apenas duas ou três páginas, é difícil se apegar em qualquer personagem, mas amei a honestidade deles. Há homens cultos e comuns, mulheres "burrinhas", pessoas de todos os tipos, sem aquele embelezamento que costumamos ver em histórias fictícias. Realmente é fácil acreditar que aquelas são pessoas reais, geralmente exibidas em seus piores comportamentos.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é super fofa, demonstra bem a ideia do livro. A diagramação está linda demais! Cada crônica é separada em seu capítulo, com direito a títulos inusitados e tudo, sem falar da modernidade, tem até tweets.
A escrita da Tati é super direta e realista, pode assustar quem não conhece, mas eu adoro. Fica a ressalva: esse livro não é para os puritanos ou para os mais jovens hein, se você for dar de presente tome um pouquinho de cuidado. Tati não mede palavras e é comum encontrar frases com "pau" e etc.


Concluindo: Muito melhor do que eu esperava, ri alto tantas vezes em um livro tão curto que já recomendei para os conhecidos e insisti para que alguns amigos lessem. Considerando que o livro é bem barato, você não tem desculpas para não ler!

Quotes:
E era tudo tão ruim. E eu disse isso pra ele e ele terminou comigo. Durante um tempo, achei que era porque eu finalmente tinha falado o que eu pensava, mas depois compreendi que era apenas porque eu tinha (1) falado e (2) pensado.

Meu único arrependimento foi ter assinado sem ler o acordo que dizia algo como "não fica nem com um clipe da minha casa". Dele eu só levei herpes genital e um B. O. que me proíbe de chegar a menos de cem metros de distância dele e da Melissa, a nova namorada.

Eu era o que se podia chamar de beleza indefinida, algo que se tornaria exótico aos vinte e charmoso aos trinta. Quiçá interessante aos quarenta. Mas aos treze eu era o popular feia mesmo.

 - Às vezes eu acho que a gente não tem nada a ver um com o outro.
- E nas outras vezes?
- Eu tenho certeza.

 - Amor, consegui espremer bem espremidinho as minhas coisas e liberei mais uma gaveta pra você.
- Oba! Agora, de 38 eu já tenho duas! Nada como uma divisão justa!

@mia_ma Se fosse fácil chamava engordar e não casamento.

@mia_ma Toda vez que eu durmo sensual acordo gripada. Quem nasceu para moletom nunca vai ser baby-doll.

Classificação: