Resenha - A Tentação de Lila & Ethan

Resenha feita pela 
Título: A Tentação de Lila e Ethan
Título Original: The Temptation of Lila & Ethan
Série: Segredo
1- O Segredo de Ella e Micha (2013)
2- O Para Sempre de Ella e Micha (2014)
3- A Tentação de Lila e Ethan (2015)
4- The Ever After of Ella and Micha (2013 US)
5- Ella and Micha: Infinitely and Always (2014 US)

Autora: Jessica Sorensen
Editora: Geração Editorial
Páginas: 376
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon // Extra // Submarino 

Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores.

SinopseNa superfície, Lila Summers é impecável: boa aparência, roupa cara e um grande e belo sorriso. Mas seu passado sombrio e seus segredos ainda mais escuros estão ameaçando acabar com sua fachada perfeita. Ela vai fazer de tudo para esconder o vazio dentro de si — o que a leva em situações que sempre acabam mal. Cada vez que ela chega ao fundo existe apenas uma pessoa que sempre está lá para pegá-la: Ethan Gregory.
Ethan estabeleceu regras há um tempo: Lila e ele são amigos. Ele não é um cara de relacionamentos. Embora sua aparência de bad boy tatuado esteja bem longe da imagem de princesa de Lila, Ethan não pode negar que entre eles existe uma conexão mais profunda do que ele está acostumado. Se ele não for cuidadoso, ele corre o risco de se apaixonar — e ele aprendeu da pior forma que se apaixonar só leva a desilusão.
Quando Lila cai mais longe do que jamais caiu, Ethan continuará ajudando-a apenas como um amigo? Ou será que ele também está perto de cair... por ela?

A Trama: Li apenas o primeiro volume dessa série e não ter lido o segundo não interferiu em nada. Aliás, pra quem também não leu os anteriores, que foram resenhados pela Luh, saiba que os personagens se apresentam aqui bem o suficiente pra que o leitor não se perca na trama, até porque o casal protagonista é diferente dos outros dois livros. No começo, achei que o livro iria me decepcionar e trazer mais do mesmo, mas felizmente, fui gostando cada vez mais da trama conforme lia. Então, minha dica é: não desista nas primeiras páginas, leia até entender o drama dos personagens e seus sentimentos, que vale a pena.
Lila e Ethan são melhores amigos, mas a amizade deles apresenta uns momentos de carinho que não deixaria amigos "comuns" muito a vontade. Lila sente que Ethan não é o tipo de cara que sua família aprovaria, família essa formada por uma irmã que é mãe solteira e viciada em drogas e vive afastada dos pais há tempo, e pais que mantém um casamento de fachada e querem filhas lindas, loiras e bem casadas dentro da sociedade de classe alta em que vivem. Já Ethan não deixa que sua amizade com Lila evolua para algo mais por não conseguir superar o fim trágico de seu relacionamento anterior e não conseguir se livrar do peso da culpa do que aconteceu, fora o trauma que o casamento violento dos pais deixou nele.

Os Protagonistas: Lila cresceu sob o controle de um pai que só pensa em ser bem sucedido e uma mãe vaidosa que vive para agradar o marido. A vida desregrada que ela leva em Las Vegas é uma forma de se sentir finalmente livre. Ethan cresceu vendo a agressividade do pai com a mãe e teme se tornar uma pessoa como ele e por isso foge de relacionamentos. Os dois levam uma vida bem parecida e isso é o que os faz tão unidos. Gostei de ambos igualmente e da força dos personagens quando encaram a necessidade de lutar contra o passado e buscar um futuro melhor.

Personagens Secundários: O livro é bastante focado no casal protagonista e isso foi ótimo, pois deixou a leitura  ágil e sem enrolação. Foi legal rever Ella e Micha aqui, acho até que gostei mais deles do que no primeiro livro, mas meu casal favorito dessa série, obviamente, continua sendo Lila e Ethan. Por mais que eu já espere de tudo nesse gênero literário, a mãe da Lila ainda foi uma personagem que me deixou chocada por aceitar ser submissa do jeito que é, somente por um dinheiro que só tem uso para ela comprar roupas caras e fazer tratamento estético e de resto viver como uma marionete nas mãos do marido, que só quer status social e trata a esposa e as filhas como objetos.

Capa, Diagramação e Escrita: Não sou fã dessa capa, mas a diagramação do livro está ótima. Como já disse, o começo dele não me prendeu, mas a autora conseguiu construir uma bela história e gostei da sua escrita. Sei que há mais um conto sobre o casal e estou com muita vontade de ler, já a trama de Ella e Micha não me interessa muito, e no momento não é provável que eu os dê outra chance.

Concluindo: Recomendo pra quem gosta de New Adults, pode ler sem medo e se jogar em mais uma trama cativante.

Quotes:
A necessidade constante de ser perfeita, o tempo todo, me oprime e me faz sentir esmagada. Às vezes, posso jurar que a minha casa se encolhe e se expande, que suas paredes se aproximam e depois recuam. Quando estou sozinha, o espaço parece exageradamente grande, com excesso de cômodos, excesso de paredes. Porém, quando meus pais também estão, é como se eu não tivesse espaço suficiente, quase como se eu não pudesse respirar, mesmo estando do lado oposto da casa.

- Se você diz... Seja como for, eu nunca entendi o que há de tão especial em ler. 
- Ir para outro lugar. Perder-se no tempo. Fingir que você está vivendo outra vida.[...] O que há para não amar? 
Classificação: