Resenha - Último Sacrifício

Resenha feita pela Tay!
Título: Último Sacrifício
Título Original: Last Sacrifice
Série: Academia de Vampiros
1- O Beijo das Sombras (2010)
2- Aura Negra (2010)
3- Tocada Pelas Sombras (2010)
4- Promessa de Sangue (2010)
5- Laços do Espírito (2012)
6- Último Sacrifício 
Autor: Richelle Mead
Editora: Agir
Páginas: 532
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Saraiva 

Essa resenha não contém spoilers dos livros anteriores, apenas na sinopse.

SinopseRose Hathaway sempre jogou com suas próprias regras. Ela quebrou as regras quando fugiu da Academia St. Vladimir com sua melhor amiga e a última princesa Dragomir sobrevivente, Lissa. Ela quebrou as regras quando se apaixonou por seu maravilhoso e fora-dos-limites instrutor, Dimitri. E ela ousou desafiar a Rainha Tatiana, a líder do mundo Moroi, arriscando sua vida e reputação para proteger futuras gerações de guardiões dhampir. Agora a lei finalmente pegou Rose por um crime que ela sequer cometeu. Ela está presa pelo mais alto crime imaginável: o assassinato de um monarca. Ela precisará da ajuda de Dimitri e Adrian para encontrar a única pessoa viva que pode atrasar sua execução e forçar a elite Moroi a reconhecer uma chocante nova candidata ao trono real: Vasilisa Dragomir. Mas o relógio está correndo contra a vida de Rose. Ela sabe em seu coração que o mundo dos mortos a quer de volta… E desta vez ela realmente não tem uma segunda chance. A grande questão é: quando sua vida é dedicada a salvar os outros, quem vai te salvar?

A Trama: Depois do final surpreendente de Laços do Espírito, o último volume da série começa com um ritmo muito bom, que se torna melhor ainda e vai caindo aos pouquinhos até pegar fôlego de novo. Eu esperava algo mais, confesso, e algumas partes no meio foram um pouquinho chatas, mas quando estava chegando na última página do livro me escorreu até uma lágrima solitária por estar terminando essa série.


A Protagonista: Eu adoro Rose, mas algumas de suas escolhas poderiam ser melhores. Eu gosto de como ela é determinada e auto-confiante, principalmente nesse livro onde ela tem uma missão tão importante. Mas ela não é infalível, foi até mesmo bem burra em determinados momentos, mas é algo que dá pra relevar. A única coisa que me incomodou realmente foi seu desfecho com Adrian no final do livro, se você leu sabe o porquê. 

Os Personagens Secundários: Adrian continua sendo meu favorito, sem dúvidas. Ele tem vários problemas e não esconde isso, mas eu queria que ele tivesse aparecido mais um pouquinho (eu sei que Bloodlines é só dele, mas não dá pra ter demais de Adrian Ivashkov). Para quem sabe da condição de Dimitri desde o quinto volume, ele passa por um momento de auto-conhecimento, digamos assim. O romance dele com Rose, apesar de ser mais quente, é uma coisa tipo Katniss e Peeta: "só você consegue me entender completamente por tudo o que passei, então somos destinados a ficar juntos". Continuo adorando como a autora não colocou apenas o romance como foco principal dos livros, mas também a amizade entre Rose e Lissa, que continua incrível até o fim. Lissa se tornou uma personagem de quem gosto mais, mesmo não sendo uma das minhas favoritas. Seus ideais são muito importantes, principalmente na nova posição que passou a ter no desfecho da história.

Capa, Diagramação e Escrita: Essa não é a pior capa da série, vocês têm que concordar. A diagramação é a mesma dos outros livros, então não tenho nada de novo para acrescentar. A escrita da Richelle é simples, mas que dá a personalidade certa à Rose. É bem gostosa de acompanhar também, mas alguns capítulos poderiam ser menores.

Concluindo: Eu gostei bastante de acompanhar essa série, apesar dos autos e baixos. Os personagens são cativantes e daqueles que você consegue se lembrar perfeitamente depois de terminar o livro. O final não foi aquilo tudo que eu esperava, mas gostei e quero bastante ler a série spin-off (Adrian!!!). Se você gosta de YAs sobrenaturais, vale a pena conhecer o humor sarcástico de Rose Hathaway.

Classificação: