Terça do Top #95

Top 10 Terças do Top

 

Sendo que já estamos na 95ª edição da coluna, senti que era hora de mencionar alguns temas antigos da Terça do Top que vale a pena conferir!

 - Terça #91 - Top Livros que Marcaram a Minha Vida
Edição especial feita pela May onde ela menciona aqueles que realmente marcaram ela para sempre.

- Terça #83 - Top Livros Para se Fantasiar no Halloween
Serve para qualquer festa a fantasia, inspirações ótimas para ir como seu personagem literário favorito!

- Terça #68 - Top Livros Sem Romance
Porque todo mundo cansa daquele love o tempo todo. Livros que focam na trama, no desenvolvimento dos personagens ou em qualquer coisa que não seja o romance!

- Terça #65 - Top Livros Para Quem Não Costuma Ler
Para se apaixonar pela leitura é preciso começar e ninguém vai encarar um livro de 1000 páginas logo de início, então separamos aquelas tramas envolventes e fáceis que conseguem encantar a todos.

- Retrospectiva 2013 - Parte 1, parte 2 e parte 3
Os melhores livros que a Tay, a May e a Luh (eu) leram em 2013. É ótimo tirar um tempo descobrir o que realmente nos encantou, especialmente considerando que cada uma de nós lê mais de 50 livros por ano!

- Terça #60 - Top Adaptações Para o Cinema que Valem a Pena
Porque tem muitos filmes ruins por aí e queremos que vocês saibam quais não serão perda de tempo.

- Terça #51 - Top Problemas com Livros
Junte-se a nós reclamando bastante daqueles detalhes pequenos que incomodam pra caramba!

- Terça #43 - Top Casais Literários
Em um especial de dia dos namorados, separamos aqueles casais fofíssimos que te farão suspirar.

- Terça #33 - Top Nomes de Personagens Que Eu Colocaria em Meus Filhos
Dispensa explicações, mas vale a pena conferir os nomes bons e rir dos ruins.

- Terça #20 - Top Livros Que Me Surpreenderam
Sabe quando você espera que o livro seja mais ou menos e ele acaba se provando maravilhoso? Listei as raras vezes em que isso aconteceu comigo.

Ok gente, aí está! Recomendo dar uma olhadinha nos tópicos, tem uns realmente muito bons, mas já se preparem para aumentar a lista de desejados.

Maratona Literária de Inverno 2015


Depois do sucesso que foi a nossa maratona de aniversário, estávamos loucas para começar uma maratona nova! A Maratona Literária de Inverno 2015, criada pelo Victor do canal Geek Freak, vai de 6 de julho a 3 de agosto e todas nós vamos participar. Para quem quiser mais informações, a maratona tem um vídeo de apresentação e um evento no Facebook! Basicamente, o objetivo é ler mais do que o normal e, para quem quiser uma dificuldade extra, há uma lista de desafios para tentar cumprir!
Para quem quiser participar, também criamos um Top 20 livros para ler durante uma maratona, com várias dicas legais pra ajudar!
Sem mais delongas, vamos às metas!

Resenha - Lobos de Loki

Resenha feita pela Luh!
Título: Lobos de Loki
Título Original: Loki's Wolves
Série: Crônicas de Blackwell
1- Lobos de Loki (2015)
2- Odin's Ravens (2014 US)
3- Thor's Serpents (2015 US)
Autores: K. L. Armstrong, M. A. Marr
Editora: Rocco
Páginas: 320
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Amazon

Muita mitologia!

Sinopse: Primeiro volume da série Crônicas de Blackwell, Lobos de Loki é considerado “o Percy Jackson da mitologia nórdica”. Aos 13 anos, Matt Thorsen, não dava muita importância ao fato de ser um dos descendentes de Thor, o deus do Trovão. Até porque, na pequena Blackwell, a maior parte da população é descendente de deuses. Mas, quando as runas revelam que o Ragnarok – uma batalha capaz de provocar o fim do mundo – está próximo, Matt se vê obrigado a cumprir um destino pelo qual ele não esperava e embarca numa incrível aventura para salvar o mundo, com a ajuda dos primos Fen e Laurie, descendentes do deus Loki. Repleto de ação, fantasia e reviravoltas, Lobos de Loki é um início arrasador para uma saga única.

A Trama: O que mais me surpreendeu em Lobos de Loki foi a quantidade de mitologia nórdica inserida nos livros. Um dos protagonistas, Matt, vem de uma família de descendentes de Thor com uma longa tradição de passar de geração a geração as antigas lendas nórdicas, fazendo com que ele tivesse um vasto conhecimento disso e auxiliasse o leitor quando nos sentimos meio perdidos.
Amei o fato de que cada personagem é descendente de um deus nórdico, como Thor, Odin, Loki, Freya e etc, sendo que cada um herdou habilidades especiais de acordo com sua herança genética. Não bastasse isso, a trama, cheia de ação, envolve diversas outras criaturas mitológicas como Valquírias, Nornes e gigantes. Uma coisa que não faltou nesse livro foram lutas, além das diversas reviravoltas, traições e tarefas que os protagonistas precisavam tentar cumprir.

Lançamentos de Junho #3



Vamos ignorar que eu esqueci do post de lançamentos de domingo e conferir o que vem de bom por aí. Hoje temos lançamentos do Grupo Editorial Pensamento, da Agir e da Companhia das Letras. Gostei de Hugo & Rose, Do Que é Feita Uma Garota e O Gigante Enterrado.

A Odisseia de Tibor Lobato - Gustavo Rosseb - Jangada
Depois de perder os pais num terrível incêndio no acampamento cigano onde moravam e passar dois anos num orfanato, Tibor Lobato e sua irmã Sátir são encontrados pela avó e vão morar no seu sítio. Ali fazem amizade com Rurique, um garoto conhecedor das lendas e histórias de assombração do lugar.
Durante a quaresma, coisas muito estranhas começam a acontecer na região e seres fantásticos do folclore - como a Mula Sem Cabeça, o Boitatá e a Cuca -, ganham vida e começam a assombrar os habitantes dos Sete Vilarejos. Os três começam a correr perigo quando descobrem segredos que ligam a família dos irmãos a esses seres fantásticos e a um lendário Oitavo Vilarejo. A partir daí inicia-se uma odisseia cheia de magia, que levará os três amigos a reconhecerem e valorizarem virtudes como lealdade, coragem, esperança e amizade.

Se a humanidade achava que conhecia suas origens, chegou a hora de repensar tudo, porque todas as crenças estão prestes a ser questionadas...
A pesquisadora científica Evelyn Edwards e sua equipe descobrem um corpo de 40 mil anos enterrado sob a calota polar da Antártida. Mas, quando começam a extrair o corpo do gelo, o sonho se transforma em um horrível pesadelo quando todos são marcados para a morte por alguém que quer manter enterrado esse segredo. Evelyn mal consegue escapar com vida. Ela pede ajuda a seu ex-marido Matt Adams, antigo membro de uma unidade de elite do governo.
Logo eles se veem envolvidos em uma corrida alucinante contra o tempo, que os leva ao Grande Colisor de Hádrons, em Genebra, enquanto tentam desvendar a maior conspiração de todos os tempos, antes que seja tarde demais para a espécie humana.

Resenha - Reze Pelas Mulheres Roubadas

Resenha feita pela Luh!  
Título: Reze Pelas Mulheres Roubadas
Título Original: Prayers for the Stolen
Livro Único;
Autor: Jennifer Clement
Editora: Rocco
Páginas: 240
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Amazon // Extra

Original e bem informativo.

Sinopse: Contundente retrato do México atual, Reze pelas mulheres roubadas mostra a dura vida das mulheres na região de Guerrero, a mesma onde mais de 40 estudantes foram mortos em 2014. Narrativa ficcional escrita a partir de mais de 10 anos de pesquisas da autora, o livro acompanha a história da menina Ladydi, que aos 11 anos vê sua melhor amiga ser roubada para o harém de jovens escravas de um chefe do narcotráfico. É para evitar esse destino que as mulheres da região, e de outros recantos esquecidos pelos governos, deixam de frequentar a escola, cortam os cabelos ou até mesmo se mutilam, a fim de ficarem menos femininas e passarem despercebidas aos olhos da elite do tráfico.

A Trama: Esse livro tem um objetivo um pouco diferente do usual, na minha opinião. Enquanto a trama é uma ficção, ela poderia quase ser vista como autobiografia, por tratar com tanta clareza da vida das mulheres na pequena região de Guerrero, no México. A trama segue Ladydi, a protagonista, pela maior parte de sua infância e adolescência, dando destaque especial ao terror que as mulheres da região sentem pelos traficantes que as roubam para vender como escravas ou objetos sexuais.
Não é um livro feliz e também não é uma história fofa. Entretanto, Reze Pelas mulheres roubadas é muito real e vai transportar o leitor para um local que quase parece ficção, ou décadas no passado, porém é completamente contemporâneo.

Saciando a Fome #128

É hora de mostrar o que chegou!


Essa foi a semana das provas de livro. Recebi duas, como vocês podem ver na foto, a primeira de Um Mundo Sem Príncipes (Soman Chainani - Gutemberg), continuação de A Escola do Bem e do Mal, e a outra é de Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer (Jesse Andrews - Rocco). Ambos são livros que estou ansiosa para conferir! Continuando, chegou também O Trono Lobo Gris (Cinda Williams Chima - Suma de Letras), que provavelmente vai furar a fila porque adoro essa série e Em Busca de Abrigo (Jojo Moyes - Bertrand), um relançamento de um livro antigo da Jojo.

Resenha - A Torre Partida

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Torre Partida
Título Original: The Severed Tower
Série: Saga da Terra Conquistada
1- Cidade da Meia-Noite (2014)
2- The Severed Tower (2015)
3- Valley of Fires (2014 US)
Autor: J. Barton Mitchell
Editora: Jangada
Páginas: 472
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Americanas

Ainda melhor que o primeiro!
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de Cidade da Meia-Noite (exceto na sinopse).

Sinopse: Neste segundo volume da Saga da Terra Conquistada, Mira, Holt, Zoey e Max embarcam numa jornada épica em busca da Torre Partida - um marco famoso e sombrio no meio do cenário mais perigoso do mundo: as Terras Estranhas. Os poderes de Zoey despertam, mas quem ela é continua sendo um mistério. Tudo o que ela sabe é que precisa chegar à Torre Partida. Os alienígenas, chamados pelos sobreviventes de Confederados, perseguem Zoey, e entre eles um novo grupo cujas intenções parecem diferir das dos demais. Para tornar tudo pior, o Bando - grupo que persegue Holt - também está nas Terras Estranhas, liderado por uma bela e ameaçadora pirata chamada Ravan. Assim como o primeiro amor de Mira, Benjamin Aubertine, cuja ambição desmedida para chegar à misteriosa Torre pode levar todos à morte. E há também as próprias Terras Estranhas, que inexplicavelmente começam a se expandir, tornando-se ainda mais poderosas e mortais. De alguma forma, tudo parece ligado à Zoey, e quanto mais perto da Torre mais enfraquecida ela parece ficar.

A Trama: A série se passa em um mundo pós invasão alienígena em que adolescentes e crianças lutam para sobreviver. Enquanto eu gostei bastante do livro anterior, A Torre Partida está em outro nível. Além de uma trama de tirar o fôlego, o autor conseguiu criar aquela qualidade mágica em que o leitor diz para si mesmo "só mais uma página" e, quando percebe, está lendo há horas.
Há muitas cenas de ação, um pouco de mistério, traições que me deixaram honestamente chocada, porém o mais interessante é a maneira como tudo parece estar ligado. Há tempo eu não ficava tão obcecada com um livro e é claro que a série entrou para as minhas prediletas.
O único pequeno detalhe é que a explicação da Torre Partida foi um pouco estranha, mas nada de anormal nesse universo complexo criado pelo autor.

Resenha - Brutal

Resenha feita pela
Título: Brutal
Título Original: Cold Killing
Série:
Falling
0.5 - Redemption of the Dead (2013 UK)
0.6 - The Netwok (2014 UK)
1 - Brutal (2015)
2 - The Keeper (2013 UK)
3 - The Toy Taker (2014 UK)
4 - The Jackdaw (2015 UK)
Autor: Luke Delaney

Editora: Fábrica231 (Rocco)
Páginas: 416
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Americanas // Submarino // Extra

Sinopse: O que levaria alguém a golpear outra pessoa na cabeça e, na sequência, esfaqueá-la 77 vezes? O garoto de programa Daniel Graydon jamais imaginaria que encontraria tamanha perversão nos clientes com quem saía. Mas viu seu fim se aproximar ao ir contra sua regra de ouro: nunca levar os homens para casa. Seu parceiro sexual e algoz, porém, tinha algo de sedutor e era difícil recusar a proposta de uma noite regada a sexo, e muito bem paga. Daniel tornara-se apenas uma das vítimas de um personagem sombrio, cuja pulsão pela morte o levava a matar com regularidade e método. Cada morte representando um passo adiante no aperfeiçoamento da macabra arte de tirar vidas: cruel, dolorosa, limpa e sem pistas. Um desafio para a polícia de Londres e sua divisão de Crimes Graves do Grupo Sul, liderada pelo atormentado detetive-investigador Sean Corrigan.
Brutal é o primeiro thriller policial de Luke Delaney, que serviu por muitos anos na polícia londrina investigando crimes diversos, dos cometidos por assassinos em série aos resultados de conflitos entre gangues e máfias. Nos livros de Delaney, Sean Corrigan é o herói que encarna a missão de desvendar mortes e descobrir quem os cometeu, e fazê-los pagar. O violento passado do detetive fez com que ele desenvolvesse a incrível habilidade de reconhecer o mal onde quer que ele esteja. Ele sabe que precisa ser rápido o bastante para evitar que o assassino faça sua próxima vítima.

A Trama: O livro começa morno, e vai esquentando lentamente, tanto que o clímax só chega bem no final. Durante todo o livro o detetive Sean Corrigan e sua equipe trabalham para juntar provas suficientes para prender um assassino psicopata que conhece todas as manhas para esconder sua presença no local do crime, o que dificulta muito seu objetivo.  Um forte suspeito eles já têm. James Hellier vive se esquivando da polícia e é mestre em despistá-los de seu rastro.
É quase impossível falar sobre o que o livro me passou sem dar spoilers, mas posso dizer que fiquei muito surpresa com a forma com que o autor conduziu a trama, e tive vontade de reler tudo só por saber que sentiria algo totalmente diferente do que senti ao final da história.

Resenha - O Descompasso Infinito do Coração

Resenha feita pela Tay!
Título: O Descompasso Infinito do Coração
Série: Batidas Perdidas
1- As Batidas Perdidas do Coração
2- O Descompasso Infinito do Coração
3- Sem Título
Autor: Bianca Briones
Editora: Verus
Páginas: 406
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Casas Bahia

SinopseClara acaba de descobrir a traição do marido. Com dois filhos pequenos e a baixa autoestima que a consome, ela vê sua vida mudar drasticamente, apesar do desejo de permanecer na zona de conforto.
Bernardo é apaixonado por Clara desde a adolescência. Agora ele tem a chance de conquistá-la e mostrar que os dois devem finalmente ficar juntos. Mas o que parece tão simples, para ele, é complexo demais para ela.
Enquanto Bernardo é preenchido por certezas, o coração de Clara é inundado de receios, traumas e dúvidas.
Como viver o presente quando o passado não deixa você olhar para frente? Será que um coração despedaçado pode recuperar a capacidade de amar?
E o mais importante: como se entregar de corpo e alma quando não se consegue amar nem a si mesma?
Em O descompasso infinito do coração, Bianca Briones mostra que o verdadeiro amor pode resistir ao tempo e a cada obstáculo que a vida lhe impõe. Esta é uma história intensa e comovente de segredos, paixão e amizade. É a última chance de dois corações que cansaram de viver separados.

A Trama: Esse livro é intenso! Não apenas pelo romance, mas pela carga emocional que ele proporciona. Não acompanhamos apenas um cara tentando conquistar uma garota, mas sim duas pessoas que se redescobrem e aprendem juntas. Tudo é muito bem construído e a autora consegue deixar o leitor com vontade de mais, sem querer parar de ler um segundo sequer. Em alguns momentos a leitura até se torna um pouco chatinha, por conta de alguns acontecimentos, mas garanto que há mais altos que baixos por aqui. Muito mais. É um romance para nos deixar apaixonados, mas também para nos ensinar algumas lições que, tenho certeza, muitas pessoas precisam aprender. 

Terça do Top #94

Balanço das Metas Literárias de 2015

 

Olá! Falta apenas uma semana para atingirmos a metade do ano e pareceu uma boa hora para conferir como andam minhas metas literárias de 2015. Para quem não lembra, descrevi todas as metas no início do ano aqui.

Vamos conferir uma por uma:

- Ler ao menos 80 livros.
Por um breve período de tempo, pensei que não iria conseguir, mas me animei com as leituras em maio e junho, então já estou adiantada em 4 livros, o que é ótimo!

- Não comprar mais livros para mim.
Não comprei um livro sequer para mim em 2015, já perdi o hábito, pois tenho muitos livros aqui aguardando que eu tenha um tempinho para eles. Eu diria que, até o momento, essa meta foi um completo sucesso.

- Diminuir minha "Pilha de Leitura" em 15 livros.
Vou confessar que essa é uma meta complicada, porque recebemos muitos livros de parceria e os da estante sempre ficam para "depois". Porém já completei 8 livros e 3 contos, então estou indo bem.

- Agendar as postagens com 5 dias de antecedência.
Ok, é aqui que eu admito que falhei. Não adianta, ser uma pessoa organizada não é o meu forte e apesar de às vezes conseguir agendar as postagens, geralmente isso não acontece. Vamos torcer para que no próximo semestre eu consiga!

- Terminar 12 séries literárias.
Outro desafio em que estou tentando muito não falhar, mas está um pouquinho difícil. Até o momento só terminei 3 séries, então tenho que ler muito para conseguir alcançar o objetivo! Além disso, iniciei 9 séries que pretendo continuar, o que não ajudou muito.

- Participar de 3 maratonas.
Ufa, mais um objetivo que logo vou completar! No início do ano tivemos a Maratube, em maio foi a maratona de aniversário do blog (só entre as meninas da equipe) e em julho teremos a Maratona Literária de Inverno! Eu consigo ler bastante nas maratonas e é uma ótima oportunidade de diminuir minha Pilha de Leitura, então estou torcendo para participar de mais.

Pronto, era só. Provavelmente vou completar 4 das 6 metas, o que não é tão ruim. Só resta ler muitas séries para tentar conseguir mais uma!
E vocês, tem metas durante o ano? Estão conseguindo completar alguma?
Aceito dicas para me ajudar nas minhas!

Saciando a Fome #127

Oi gente, voltei! Essa semana com o dobro de fotos, porque também vim mostrar o que chegou para a Tay.



Ok, vamos começar por cima! Eu recebi Sr. Daniels (Brittainy C. Cherry - Record), um new adult que será resenhado pela Tay, O Bicho-da-Seda (Robert Galbraith - Rocco), suspense que já tem resenha no blog, A Herdeira (Kiera Cass - Seguinte), que eu não me segurei e já li, Reze Pelas Mulheres Roubadas (Jennifer Clemment - Rocco), ficção com drama que já ganhou muitos prêmios e Véu da Morte (Jenna Burtenshaw - Rocco), que é para a promoção que já está no ar.
Agora, dos livros da Tay, Red Hill (Jamie McGuire - Verus), uma ficção com zumbis, pulou a fila e já tem resenha, assim como Dias Infinitos (Rebecca Maizel - Galera Record), um sobrenatural com vampiros. A Cidade Murada (Ryan Graudin - Seguinte), livro que promete bastante, é uma distopia com muito mistério e O Descompasso Infinito do Coração (Bianca Briones - Verus) é um romance nacional!

Promoção - A Herdeira

Boa noite gente! Como vai o final de semana de vocês? Minha semana foi uma #$%~@, sério. E porque sou uma pessoa muito legal e não quero nenhum de vocês se machucando como eu, vou dar um aviso: nunca batam nada quente no liquidificador. Faz vácuo, e vocês podem acabar se queimando. Aviso dado, vamos ao que interessa. 
O livro de hoje foi criticado por muita gente, mas olha... Eu confio na Luh, e não nessa muita gente aí. Então, se ela gostou, eu acredito que é bom e a gente traz para vocês. A Herdeira é o quarto volume da série A Seleção, mas também pode ser lido separadamente. Então, mesmo que você não tenha lido os primeiros três, se inscreva!


Resenha - A Vítima Perfeita

Resenha feita pela Maay!  
Título: A Vítima Perfeita
Título Original: Hurting Distance
Série: Spilling CID
1 - Little Face
2 - A Vítima Perfeita (2015)
3 - The Wrong Mother
4 - The Other Half Lives
5 - A Room Swept White
6 - Lasting Damage
7 - Kind Of Cruel
8 - The Carrier
9 - Woman with a Secret
10 - The Narrow Bed
Autora: Sophie Hannah
Editora: Rocco
Páginas: 432
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Amazon // Fnac

Uma maravilhosa surpresa!


Sinopse: Naomi Jenkins dedica-se a um trabalho incomum: construir por encomenda relógios de sol nos quais sempre grava frases em latim: “Horas non numero nisi aestivas” (“Eu só conto as horas ensolaradas”). É solteira, mora com uma amiga, e há três anos passou por uma dolorosa experiência, que não quer revelar a ninguém. Nem sequer a Robert Haworth, o motorista de caminhão que é seu amante, e com quem se encontra todas as quintas-feiras, no mesmo horário, e no mesmo quarto de hotel.
Um dia, Robert não comparece ao encontro e não atende as chamadas de telefone. Desconfiada, Naomi decide procurá-lo. O caminhão está estacionado em frente a casa dele, mas, mesmo assim, ao espiar pelas janelas, ela intui que alguma coisa terrível aconteceu. Sobretudo quando Juliet, a mulher de seu amante, a descobre espionando, e lhe diz, friamente, que as duas, a partir de agora, estarão muito melhor sem ele.
Quando Naomi procura a polícia para registrar o desaparecimento de Robert, entram em cena outros personagens importantes na obra de Sophie Hannah: os detetives Charlie Zailer e Simon Waterhouse, casal cheio de química, e que vive às turras com o inspetor Giles Proust, apelidado Homem de Neve. A agitada Charlie e o circunspecto Simon são protagonistas de uma série de livros da autora, e conferem um tom mais ameno, às vezes francamente engraçado, às tramas mais pesadas dos livros.

A Trama: Esse livro é o típico romance policial, e é isso o que eu esperava dele. Mas encontrei algo a mais. Me deparei com uma trama envolvente e viciante, daquele tipo que você não quer parar de ler e, se para, não consegue parar de pensar no que vai acontecer.
O começo, admito, foi bastante confuso, e um pouco do final também. Mas isso a gente releva. Também é fácil relevar o exagero de coincidências, porque elas são tão bem explicadas que convencem. Pelo menos eu me deixei convencer totalmente por Hannah - e não vejo a hora de ter a oportunidade de ler outra obra sua.
Agora, duas observações importantes. Primeira, sim, eu fugi de falar sobre a trama, afinal, vocês viram o tamanho da sinopse - qualquer coisa que eu dissesse seria repetição. Segundo, esse livro é o segundo volume de uma série, mas os livros são completamente independentes (tanto que o primeiro sequer foi lançado no Brasil ainda). 

Resenha - Red Hill

Resenha feita pela Tay!
Título: Red Hill
Título Original: Red Hill
Livro Único (mas há um conto chamado "Among Monsters" para ser lido depois).
Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 350
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva

SinopsePara Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.
Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano.
O que acontece quando aquele por quem você morreria, se transforma naquele que pode lhe destruir? Red Hill prende desde a primeira página e é impossível deixa-lo até o final surpreendente. Este é o melhor da autora Jamie McGuire!

A Trama: Acompanhamos a história sob três pontos de vista: Scarlet, uma enfermeira que presencia os primeiros casos do vírus nos EUA; Nathan, um homem que fará de tudo para proteger a filha; e Miranda, uma garota que queria ir com os amigos para o rancho do pai, o Red Hill. Já disse pra vocês que eu adoro histórias de zumbis? O livro não decepciona, mas também ficou bem longe de ser uma história excelente com essas criaturas. O foco é na sobrevivência dos personagens e temos poucas cenas de confronto com os rastejantes/mordedores/tortos (como eles os chamavam). Isso, um pouco mais pra frente na leitura, acabou tornando o ritmo do livro bem lento, porque praticamente nada acontecia, a não ser que os personagens decidissem fazer uma incursão para "limpar" a cidade. O que, em determinado momento, acaba sendo uma decisão estúpida e um tanto egoísta de uma das personagens e uma desculpa para a autora poder falar "Estão vendo? Eu mato personagens! MUAHAHA" - risada malvada. 

Quinta das Capas #78



Livros Amarelos - Parte 1


O tema de hoje é a cor amarela! Já fizemos a coluna com esse tema, mas temos novos lançamentos, então vamos atualizar a situação!

Apesar das capas de LandlineCartas Amarelas não sejam completamente dominadas pelo amarelo, os detalhes dessa cor é o que chama mais atenção, a combinação de cores da primeira ficou harmoniosa, já a segunda me dá fome e vontade de deitar no chão bagunçado. Por sua vez Uma página de cada vez não poderia ser mais simples e prática, só de olhar a cor chama sua atenção e é óbvio que se trata de um livro interativo.

No caso de Samantha Sweet, executiva do lar eu acho que a produção ficou pobre, a imagem central está pequena e é difcícil distinguir á primeira vista todos os detalhes, e o azul e o amarelo que tanto combinou em Landlines, ficou incoerente na imagem, talvez se a fonte do título fosse maior...The Mystic Arts of Erasing all Signs of Death me deixou curiosa, ela não é bonita e é até um pouco confusa, mas é criativa. Alice é peculiar, reconhecemos os personagens de longe, mesmo sem ler o título, e o amarelo mostarda de fundo causa um efeito de "floresta ao pôr-do-sol" que é lindo. 




A capa de Goldfinger para mim é sem propósito...por que "cortar o revólver" ? Parece que a finalização da imagem ficou incompleta e o símbolo da editora está perdida ali no meio. Já O Rei Amarelo me faz torcer o nariz, literalmente, a capa me passa uma impressão de sujeira e de que a roupa do Rei está ensebada e se desfazendo. Adoro a ilustração de Good Kings Bad Kings é um tanto sádica, mas eu achei engraçado.

Ainda não terminamos com as capas amarelas, mas se você lembrar de alguma que não esta aqui, diga nos comentários para colocarmos no próximo post!

Resenha - A Herdeira

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Herdeira
Título Original: The Heir
Série: A Seleção
1- A Seleção (2012)
2- A Elite (2013)
3- A Escolha (2014)
4- A Herdeira (2015)
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 352
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Saraiva // Fnac // Extra

Eu gostei!

Sinopse: A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. 

A Trama: Começo avisando que apesar de A Herdeira ser considerado parte da série, ele pode ser lido separadamente sem problema algum. Esse livro foi amado por muitos e odiado por outros tantos, talvez por ser uma leitura envolvente, porém um pouco superficial. Eu gostei porque sabia exatamente o que esperar, os personagens eram fofos, as festas me deixavam animada e simplesmente não conseguia desgrudar do livro.
O foco realmente foi em Eadlyn e na Seleção, o leitor não tem quase nenhuma notícia do que acontece fora dos muros do palácio, porém com 35 garotos fofos para encher as páginas, não senti muita falta de desenvolvimento ou construção do cenário. Vou confessar também que me derreti vendo a princesa interagindo com cada um dos garotos e compreendendo o que os tornava especiais.
A única parte do livro que não gostei foi o final, quando vários personagens, incluindo a protagonista, tomam atitudes deploráveis.


Resenha - Sangue Mágico

Resenha feita pela Luh!
Título: Sangue Mágico
Título Original: Magic Bites
Série: Kate Daniels
1- Sangue Mágico (2015)
2- Magic Burns (2008 US)
3- Magic Strikes (2009 US)
(...)
8- Magic Shifts (2015 US)
Autora: Ilona Andrews
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 256
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Extra // Submarino

Divertido, mas eu queria mais.

Sinopse: Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham. Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes.
Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão. Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural.

A Trama: Kate, a protagonista, definitivamente é a estrela da série. Ela é uma mercenária de aluguel que vive com o dinheiro contado, sem muito luxo, e às vezes precisa passar por situações bem desagradáveis - como entrar num esgoto - para concluir o serviço. Porém sua vida muda drasticamente quando o homem que a criou como filha morre, deixando segredos e algumas pistas sobre seu desaparecimento.
Kate acaba trabalhando para uma organização da qual fazia parte e a trama gira em torno da investigação da morte de seu "pai". Eu gostei do mistério, porém o universo criado pela autora é uma confusão. Lobisomens, demônios, vampiros e muitos outros seres sobrenaturais coexistem, cada espécie com sua própria maneira de viver e suas regras, e senti que a autora não dedicou o tempo necessário para explicar tudo isso, apenas "jogando" o leitor nas cenas sem o devido contexto.