Resenha - Kitsune

Resenha feita pela 
Título: Kitsune
Série: Kitsune
1 - Kitsune
Autora: Fernanda Wolf
Editora: Novo Século
Páginas: 190
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon 

Sinopse: Um novo mundo sempre foi cogitado, as pessoas sempre querem ver algo diferente, mas nunca chegam a pensar que elas podem ser esse “diferente”. É o que acontece com a aluna Mary Knight Walker, até que é confrontada por um lado desconhecido de sua vida. Ela é levada a conhecer um novo mundo e rever suas prioridades para o futuro, sendo constantemente testada durante a jornada. Kitsune é uma mistura de narrativas de diversos personagens em constante evolução, que lutam para atingir objetivos distintos – na verdade, um único propósito –, revelando uma visão interessante das criaturas de um novo mundo fantasioso.

A Trama: Que o livro se tratava de fantasia eu já sabia, mas esperava algo diferente da história contada pela autora. Sua escrita se encaixaria de forma mais apropriada se o livro fosse uma HQ ou mangá. A trama toda se passa de forma rápida, e assim é a transação da vida dos personagens principais na escola, para a revelação de suas identidades de seres que se transformam e vivem como humanos e como animais. A partir daí aparecem os problemas e inimigos com os quais eles precisam lutar.

A Protagonista: Mary é a protagonista, e apesar do livro não ser narrado só por ela, tudo girou em torno da descoberta de sua verdadeira identidade. A personagem não é daquelas que questiona a nova realidade quando a descobre. Mary aceita tudo e só aprende o que tem que aprender e ouve o que a dizem. Senti falta de mais emoção e mais reação por conta da personagem.

Personagens Secundários: A princípio, a relação entre os personagens não é bem definida, nem a personalidade deles. Imagino que a autora tenha tirado inspiração de mangas/animes por conta de algumas descrições de comportamento e de gestos.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é muito bonita e seus elementos - a raposa, os lírios e a pedra - são relacionados a trama. Além da capa, no decorrer do livro há lindas ilustrações da própria autora. Fernanda soube criar uma boa história, mas não gostei da forma com que ela foi contada. Uma narração em terceira pessoa e mais detalhada cairia melhor no livro.

Concluindo: Acredito que quem gosta de mangas e animes vai gostar, mas reafirmo que se o livro fosse lançado em forma de graphic novel a leitura seria bem mais agradável.
Classificação: