Resenha - Espada de Vidro

Resenha feita pela Luh!  

Título: Espada de Vidro
Título Original: Glass Sword
Série: A Rainha Vermelha
1- A Rainha Vermelha (2015)
1.5 - Coroa Cruel (2016)
2- Espada de Vidro (2016)
Autor: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Páginas: 496
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva

Melhor ainda.
Atenção: Essa resenha não tem spoilers do primeiro livro, exceto na sinopse.

Sinopse: O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.

A Trama: O início do livro já dá indícios de como a trama será: no segundo capítulo, em menos de 20 páginas, a autora conseguiu criar um ar de perigo iminente que se mantém até o fim.
A trama é tudo o que eu poderia esperar, com um pouquinho de romance (envolvendo os personagens mais inusitados), poderes especiais, personagens novos maravilhosos e um final que eu realmente não estava preparada para conhecer. Há mortes de personagens muito importantes, tantas traições que perdi as contas e cenários maravilhosos e muito diferentes. 
Só espero que no próximo livro a frase "todo mundo pode trair todo mundo" não apareça mais, porque ela foi repetida uma dúzia de vezes ao longo do livro, ao ponto de ficar extremamente repetitiva.

A Protagonista: Mare é uma pessoa bem difícil de entender. Ela se tornou uma garota muito sombria, que pensa com frequência na própria morte e questiona as próprias decisões o tempo todo. Porém, acredito que isso a torna ainda mais realista, pois ninguém é confiante o tempo inteiro. Gostei muito dos defeitos da personagem e compreendi todos os seus dilemas, especialmente seus sentimentos em relação a Maven. Só achei as interações dela com Cal um pouco estranhas, muitas vezes eu não sabia mais o que estava acontecendo entre os dois.

Os Personagens Secundários: Gostaria que os "vilões" tivessem recebido mais espaço nesse volume, já que mal apareceram e foram meus personagens prediletos no livro anterior. Entretanto, a quantidade de pessoas novas e maravilhosas que são apresentadas compensou completamente. Cameron, Jon, Nanny, foram tantas pessoas novas que não consigo escolher uma predileta. Alguns tem personalidades difíceis, do tipo "durão que na verdade tem o coração mole", outros são simplesmente tão amáveis que é impossível não torcer por eles.

Capa, Diagramação e Escrita: As capas dessa série estão entre minhas 10 prediletas, de tão lindas que são. Honestamente não sei se gosto mais dessa ou da capa de A Rainha Vermelha, mas ambas são belíssimas. A diagramação também está ótima, com uma fonte boa e algumas frases em itálico simbolizando pensamentos da protagonista.
A escrita da Victoria melhorou bastante, as descrições estão vívidas e os diálogos parecem fluir. Além disso, ela conseguiu acertar no ritmo do livro, com cenas mais agitadas que todos adoram e algumas cenas mais calmas para que o leitor tenha tempo de conhecer os personagens (antes de ela matá-los).

Concluindo: Acho que gostei mais do primeiro livro, mas continua sendo uma série eletrizante, que entrou para as minhas favoritas e não me canso de recomendar.
Quotes:
Com aquele único gesto, ele mudou meu futuro e destruiu o próprio.

Um dia ele vai partir ou morrer ou me trair como tantos outros já fizeram. Um dia, ele vai me magoar. 

Classificação: