Resenha - A Menina da Neve

Resenha feita pela Tay!
Título: A Menina da Neve

Título Original: The Snow Child
Livro Único.
Autor: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Submarino // Amazon


Sinopse
Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

A Trama: Não sei por onde começar ao tentar explicar a trama desse livro, porque na verdade não há exatamente uma. Um casal sem filhos e infeliz por causa disso se muda para o Alasca e enfrenta as dificuldades desse lugar selvagem. No seu primeiro inverno, eles constroem uma menina de neve, mas no dia seguinte, no seu lugar, aparece uma menina de verdade, ainda gerando dúvidas se ela saiu mesmo da neve ou se está apenas perdida e precisando de uma família. É ela então que vai trazer algum tipo de felicidade e conforto para o casal. Depois, não acontece praticamente nada. Temos neve, daí eles caçam, depois plantam, a menina some, neva de novo, eles caçam de novo, plantam de novo, a menina some de novo... Entendem? E um acontecimento no final foi bem "wtf?".


Os ProtagonistasMabel e Jack são um casal de meia-idade se perdendo aos poucos um do outro. Ela gosta de cozinhar e desenhar, ele é bom em agricultura, mas agora suas costas não colaboram muito. Quando a menina aparece, trás um pouco mais de cor para as vidas deles, além de mistério. Não consegui gostar nem desgostar de nenhum deles, para mim foram personagens bem indiferentes. 

Personagens SecundáriosFaina - a menina - é misteriosa e esperta, de longe a personagem mais interessante de todo o livro. Foram suas aparições e minha vontade de desvendar seus segredos que me impulsionaram a continuar lendo. Ao mesmo tempo que eu gostava de Garrett, eu não gostava. Eu sei que o livro se passa no Alasca em 1920, mas foi um pouco doloroso ver como ele adorava matar animais para fazer roupas, chapéus, etc (não era só um sentimento de "precisamos dessas peles para nos aquecer", ele gostava mesmo de matar). Gostei bastante de Esther, de certo modo era uma mulher independente e muito amável.


Capa, Diagramação e Escrita: A capa é muito fofa e combina com a história. A diagramação também está bem bonita, com a imagem de uma floresta nevada à noite no início de cada capítulo. A escrita da autora é bem bonita e o livro todo tem um quê de conto de fadas, até porque a história foi baseada em alguns contos infantis com o mesmo tema, mas isso não foi o suficiente para me fazer gostar da história, porque o ritmo é lento e há pouco desenvolvimento, isso me fez ficar entediada por boa parte do livro.

ConcluindoSei de várias pessoas que amaram esse livro, mas ele não foi para mim e isso foi bem frustrante. Talvez eu não estivesse com a sensibilidade certa para ele no momento, mas ainda acho que foi uma história arrastada em que nada acontece. É uma pena, porque poderia ter sido uma história incrível.

Quotes
(...) O Alasca não dava nada de graça. Tudo era simples e selvagem e indiferente à condição humana, e Jack vira isso nos olhos da raposa.

Classificação: