Resenha - A Queda dos Anjos

Resenha feita pela Luh!
Título: A Queda dos Anjos
Título Original: Angelfall
Série: Fim dos Dias
1- A Queda dos Anjos (2016)
2- World After (2013 US)
3- End of Days (2015 US)
Autora: Susan Ee
Editora: Verus
Páginas: 279
Saiba mais: Skoob
Comprar: Extra // Amazon

Uma fantasia surpreendente.


Sinopse:  Quando o mundo que conhecemos está prestes a ser arrasado, é preciso apostar tudo na redenção.
Os anjos do apocalipse chegaram — e vieram para aterrorizar a humanidade e acabar com o mundo moderno. Gangues de rua tomam conta do dia, enquanto o medo e a superstição dominam a noite. Quando anjos guerreiros sequestram uma menininha indefesa, sua irmã mais velha, Penryn, fará o que for preciso para salvá-la. Até mesmo um acordo com um anjo inimigo. Raffe é um guerreiro caído, que perdeu as asas. Depois de eras lutando suas próprias batalhas, ele é resgatado de uma situação desesperadora pela jovem Penryn, que concorda em ajudá-lo — desde que ele mostre a ela como encontrar sua irmã. Viajando por um mundo sombrio e perigoso, eles podem contar apenas um com o outro para sobreviver. Juntos, vão em direção à fortaleza dos anjos em San Francisco, onde Penryn arriscará tudo para resgatar sua irmã, e Raffe se colocará à mercê de seus piores inimigos pela chance de voltar a ser inteiro.

A Trama: A Queda dos Anjos é, mais do que qualquer coisa, um livro sombrio. A humanidade está tentando sobreviver, a protagonista tem uma mãe completamente maluca e se você está esperando um romance fofo ou final feliz, passe longe. Agora, se você quer uma trama inovadora, realista, com momentos brilhantes, aposte nesse livro.
Uma coisa que me surpreendeu foi a falta de romance. Eu esperava algum tipo de romance proibido entre anjo e humano, no estilho Feita de Fumaça e Osso, mas a relação de Penryn e Raffe é mais no estilo "eu te ajudo a ficar vivo e você me ajuda a não morrer muito rápido". Além disso, é um livro cheio de violência, membros mutilados, mortes e etc.
Eu amei.

A Protagonista: Penryn não tem uma vida muito fácil. Ela está tentando manter a família viva em um mundo apocalíptico, o que não é fácil quando sua família consiste em uma mãe que escuta vozes e uma irmã em uma cadeira de rodas. Comer é um luxo, banhos quentes são quase inexistentes e Penryn está disposta a matar e ferir quem for preciso para sobreviver. A garota realmente é brutal, uma protagonista forte que está disposta a ir até o inferno se necessário.

Os Personagens SecundáriosRaffe, o anjo, é um enigma do início ao fim, mas aos pouquinhos vamos tendo vislumbres de seu passado e da situação atual. Por ter perdido suas asas (logo no início da trama), ele me deu uma certa pena, mas acredito que em outras situações Raffe seria um assassino implacável.
Agora, a mãe de Penryn honestamente me deu mais medo do que qualquer um dos anjos. Louca não é uma palavra que a descreva, a mulher é uma psicótica sem preocupação alguma. Se eu fosse Penryn, teria abandonado ela antes que ela me esfaqueasse.
Os outros anjos também são interessantes, principalmente as facções internas, mas espero conhecer mais sobre eles nos próximos livros. Quanto aos humanos, é aquela coisa previsível de alguns se reunirem em uma tentativa de rebelião, enquanto o resto tenta sobreviver.

Capa, Diagramação e Escrita: Essa capa é perfeita, muito melhor que a original, com as asas representando as asas arrancadas de Raffe. A diagramação também está ótima.
A escrita da Susan é envolvente, mas dá pra sentir que ela é uma autora novata na falta de descrições. No geral, senti que a escrita é bem simples, ideal para quem não tem paciência para livros longos, mas eu gostaria que o mundo tivesse sido explicado um pouco melhor.

Concluindo: Foi um livro totalmente diferente do que eu esperava, o que foi ótimo, porém ainda precisa melhorar um pouco. Mesmo assim, adorei o ar mais obscuro e espero que o livro siga assim até o fim.


Classificação: