Resenha - O Livro de Cam

Resenha feita pela Tay!
Título: O Livro de Cam

Título Original: Unforgiven
Série: Fallen
1- Fallen (2010)
2- Tormenta (2011)
3- Paixão (2011)
3.5- Apaixonados (2012)
4- Êxtase (2012)
4.5- Anjos na Escuridão (2014)
5- O Livro de Cam
Editora: Galera Record
Páginas: 308
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Essa resenha não possui spoilers dos outros livros da série.

Sinopse
Cam sabe o que é tormento. Ele viveu mais no Inferno que qualquer anjo jamais deveria. Seu mais recente martírio se chama ensino médio. E o belo anjo está ciente da ironia nisso tudo. Mas após a escolha de Luce e Daniel, Cam não pode deixar de sentir que chegou a hora de também se render a única coisa que o leva mais alto que as próprias asas: o amor.
Assim, Cam sela um pacto com o diabo... Para tentar libertar das garras de Lúcifer a única alma que já amou: a mortal Lilith. A garota habita um purgatório particular em sua existência nos círculos do Inferno. Cada um escolhido e arquitetado com esmero pelo demônio. Tudo por causa de Cam… e seus pecados. No mais recente, ela é a pária da Escola Preparatória Trumbull. Nenhum amigo, nenhuma esperança.
Mas, se em quinze dias Cam reconquistar Lilith, ela será libertada. E ambos poderão viver o amor que um dia o anjo renegou. Caso ele fracasse, há um lugar de destaque o guardando além da Muralha das Trevas. O livrod e Cam é mais um emociontante capítulo na saga de Fallen, que em breve chega aos cinemas pelos estúdios Disney. Uma história envolvente repleta de mitologia, romance e suspense — em Fallen o amor nunca morre.

A Trama: Cam descobre que o seu amor de muitos anos atrás, Lilith, está presa no Inferno sob os caprichos de Lúcifer, que faz com que a "vida" da menina seja pior em cada Inferno que ele constrói para ela. Então Cam decide fazer um acordo com Lúcifer: ele tem quinze dias para fazer Lilith se apaixonar por ele novamente, tarefa nada fácil, já que ele partiu o seu coração quando se conheceram pela primeira vez, e agora, mesmo não sabendo que é Cam, Lilith tem certeza de que odeia esse garoto novo que apareceu na sua escola. Admito que eu esperava mais dessa história, já que Cam é um personagem muito querido pelos fãs de Fallen, que esperaram muito tempo para saber o que aconteceu com ele depois do final de Êxtase. O livro todo se passa num ambiente escolar, o que não deu muito certo, porque apesar de sabermos que há um aspecto sobrenatural na história, o enredo mais parecia de um filme adolescente bobinho da Disney

Os Protagonistas: Sempre gostei muito de Cam por ser misterioso, mas ele não me convenceu muito nesse livro. Eu sei que ele é apaixonado por Lilith há milênios, mas a forma como ele se aproxima dela nessa "nova vida" não me agradou tanto, como se ele quisesse de qualquer forma ficar com ela logo, ao invés de ir se aproximando aos poucos. Temos uma contagem regressiva de quinze dias, mas de qualquer forma, senti que ele tentou forçar a barra em alguns momentos e isso não me agradou tanto.
Nesse Inferno que Lúficer construiu para Lilith, ela é uma garota pobre, de quem ninguém na escola gosta. Apesar de tudo ser feito exclusivamente para o seu sofrimento, achei ela bastante chata e cabeça dura quando não precisa ser, apenas por birra. Ela é apaixonada por música e até forma uma banda durante a história para competir na Batalha de Bandas do baile de formatura. Com o avançar do livro ela fica mais agradável, mas mesmo assim não é uma personagem que eu me apeguei muito

Personagens Secundários: Os personagens secundários, em sua maioria, são recheados de clichê, principalmente Chloe, a arqui-inimiga de Lilith, colocada ali apenas para infernizar mais a sua vida. Seus gestos, suas ações, sua personalidade, tudo nela vem com um letreiro escrito CLICHÊ em rosa neon e letras garrafais. Jean e Luis são bem legais, mas nada de muito destaque em suas personalidades. Sempre acabo gostando bastante das crianças, e não foi diferente com Bruce, irmão de Lilith. Ele é um menino adorável e que dá vontade de apertar.


Capa, Diagramação e Escrita: Apesar de tentar seguir os padrões da série, não gostei muito da capa, achei o garoto um pouco estranho. E não gosto nenhum pouco do título brasileiro. Todos sabemos que esse é o livro de Cam, não precisava colocar isso como título, o original faz bem mais sentido. A diagramação é como nos outros livros da série, boa para leitura. Tem muito tempo que li a série Fallen, então não me lembro bem o que achei da escrita da Lauren, mas nesse livro ela me soou bem infantil e amadora. Não gostei muito da construção dos personagens nem do enredo da história, faltou muita coisa para ela me conquistar com esse livro. 

Concluindo: O livro não é de todo ruim, dá para passar o tempo de boa se você gostou dos outros livros da série, mas não consigo deixar de pensar que ele poderia ter sido bem melhor do que foi. 

Classificação: