Especial Bienal 2016

Ooi gente! Em clima de Bienal do Livro, viemos conversar um pouquinho sobre como foi a nossa experiência. Ano passado eu e a May fomos na Bienal do Rio de Janeiro, mas foi nossa primeira vez em SP (e a primeira vez da Lary em qualquer uma delas).



Pra começar, achei a Bienal desse ano bem cara. O ingresso no final de semana estava R$25 a inteira e o estacionamento R$40 para carros! Mas ok, não pensem que por isso estava vazio.

Como de costume, a Bienal estava linda! Alguns estandes realmente capricharam, sendo que o meu favorito foi o estande da editora Rocco, onde foi feita uma decoração temática de Harry Potter para comemorar o lançamento do novo livro em breve.


Falando no lançamento do livro, também teve um evento da editora Rocco especial de Harry Potter, onde eles responderam algumas perguntas, tiveram sorteios e etc. Eu senti falta de saber os próximos lançamentos da editora (o que é comum em eventos de editoras parceiras), mas ainda foi divertido.

É bom explicar para vocês que os eventos das editoras são minha parte favorita da Bienal, já que nós podemos interagir com outros blogueiros e com o pessoal das editoras mais legais! Além do evento da Rocco, comparecemos ao do grupo Companhia das Letras e da Arqueiro.
Os dois eventos foram Ó-T-I-M-O-S. O da Cia contou com a presença da fofíssima Jennifer Niven, além de alguns autores nacionais e eles nos apresentaram os próximos lançamentos da editora, falaram um pouquinho sobre as séries atuais de diversos selos da editora, nos presentearam com uma ecobag linda (porém meio frágil) e livros lindos! Já o evento da Arqueiro foi onde eu mais me diverti, porque os moderadores, o pessoal que trabalha na editora, é muito honesto e nos contou os motivos reais para uma série ser lançada super rápido, outra ficar empacada, sobre quais livros serão lançados em breve e etc. Também ganhamos brindes lindos (e livros, claro).

Para vocês entenderem, eis um pouquinho dos kits lindos que recebemos na Bienal.


Sobre os autores, como os autores internacionais tem muita fila e nós não gostamos de pegar fila, só fomos na sessão de autógrafos da Ava Dellaira e da Jennifer Niven, aquela que era conjunta.
As duas autoras eram muito simpáticas, a Jennifer tinha um sorriso sincero no rosto e a Ava até autografou em português!

(Se você não nos conhece, essas são a Luh e a May!)

Agora, voltando a falar um pouquinho da Bienal em si. O número de banheiros era meio pequeno, mas alguns estandes estavam muito bons para comprar livros, especialmente o da Ciranda Cultural e o Estande da V&R. Minha promoção favorita da Bienal inteira foi a de A Maldição do Vencedor e O Crime do Vencedor por R$44. Sim, os dois livros. Valeu muito a pena!
Além disso, uma garota estava lá no estande vestida com a roupa de A Maldição do Vencedor pra tirar fotos com a galera!


Agora sobre a parte não tão boa, eu senti falta de algumas coisas bem importantes! A primeira foi o estande da Novo Conceito, que ano passado estava tão bom. Esse ano eles simplesmente não tinham um estande na Bienal, nem mesmo um pequeno! A segunda coisa foram as promoções da Intrínseca. Ano passado comprei vários livros lá no estande deles e esse ano, por incrível que pareça, os livros estavam mais caros que no ano passado. E eu estou me referindo ao mesmo livro, que agora não era mais lançamento, e estava mais caro! (E não foi um ou dois, foi a maioria). Além disso, passamos lá diversas vezes e eles não tinham nem marcadores :(

Ok, acho que é só. O importante da Bienal é aproveitar, passear bastante e tentar comprar os livros só no final do dia pra não ficar com dor nos ombros, e foi o que fizemos. Já ficam as dicas para a próxima!

Até a Bienal do ano que vem. E pra quem já foi, não esqueça de nos contar como foi a sua experiência.