Resenha - Sangue de Dragão

Resenha feita pela Tay!
Título: Sangue de Dragão

Título Original: Shadow Scale
Série: Seraphina
1- Seraphina (2013)
2- Sangue de Dragão 
Autor: Rachel Hartman
Editora: Jangada
Páginas: 464
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Essa resenha não contém spoilers de Seraphina, exceto na sinopse.

Sinopse
A guerra começou... Seraphina se vê envolvida na luta pelo poder entre os dragões rebeldes e a corte humana. O segredo cuidadosamente guardado de sua verdadeira identidade - meio-dragão, meia-humana - agora é uma vantagem para ela. Só Seraphina pode unir o reino de Goredd e, para isso, lançará mão de todos os seus recursos. Ela percorre o país em busca dos outros meios-dragões, cujos dons especiais talvez façam a diferença na luta. Mas quanto mais coisas ela descobre, mais percebe que alguém está prejudicando seu plano. Que esperança haverá de promover a paz entre dragões e humanos se um de seus próprios aliados pretende ver ambos os mundos destruídos?

A Trama: Nesse livro, Seraphina vai atrás dos outros meio-dragões. A trama se desenvolve de forma lenta, me fazendo demorar muito tempo para terminar essa leitura, o que me frustrou um pouco, já que eu gostei bastante do ritmo de Seraphina, o primeiro livro. O ritmo e a jornada da protagonista foram um pouco cansativos, com passagens longas de mais, como se a autora estivesse apenas enchendo linguiça para dar volume ao livro. A trama é interessante e tem vários aspectos que chamaram minha atenção, mas alguns ficam perdidos em páginas e mais páginas de pura enrolação.

Terça do Top #110

Top Livros Para a #MLI

 

Olá gente! Não sei se todos estão sabendo, mas em julho ocorrerá a Maratona Literária de Inverno (vulgo MLI), onde todos nos unimos para tentar ler bastante!
Caso você tenha interesse em participar, pode conferir as informações no vídeo oficial e nós faremos uma postagem especial com nossas pilhas de leitura, mas hoje viemos ajudar vocês a escolherem alguns livros que se encaixem nas categorias da maratona e são rápidos de ler!
Como temos muitas sugestões, farei um apanhado geral, sem entrar em detalhes de cada livro. Basta clicar nos nomes para ver nossas resenhas e descobrir  mais sobre cada um.

Ps: Como já fizemos uma lista semelhante em 2014, não vamos repetir aqueles livros.

SEMANA 1: Livros encalhados - Livros que foram lançados há dois anos ou mais;




SEMANA 2: Livros com hype - Livros que todo mundo quer ler ou está lendo


Dama da Meia-Noite, Uma Chama Entre as Cinzas, Na Estrada Jellicoe, Para Todos os Garotos Que Já Amei, Como Eu Era Antes de Você

Como já temos muitas opções, por hoje é só, mas logo vem a segunda parte com os livros para a terceira e quarta semanas!

Resenha - Talvez Um Dia

Resenha feita pela Luh!
Título: Talvez Um Dia
Título Original: Maybe Someday
Livro Único (mas a série tem um conto)
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 368
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Extra

Uma experiência completamente diferente.

Sinopse: Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex- melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento... Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido. Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. Um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

A Trama: Este é o meu sétimo livro da Colleen, e é meu predileto. Para não mentir para vocês, acho que todos são meus prediletos, e gostei tanto de O Lado Feio do Amor quanto deste livro, mas Talvez Um Dia tem um elemento especial: uma trilha sonora criada especialmente para o livro, onde as músicas são mencionadas na trama e você pode ir acompanhando. Foi absolutamente incrível.
Sydney é garota normal que tenta ser independente e, após uma desilusão amorosa, acaba indo morar na casa do vizinho gato. Eu gostei de como as coisas progrediram rápido no início, para dar um ritmo bom para a trama, e depois foram seguindo lentamente, permitindo que os  leitores se apaixonem pelos protagonistas junto com os mesmos. A trama é romântica, mas também é muito engraçada e foca bastante na amizade e em fazer as escolhas certas.
O final, apesar de previsível, foi absurdamente fofo.

Os Protagonistas: O livro traz capítulos intercalados dos pontos de vista de Sydney e Ridge. É claro que me identifiquei mais com Sydney e acabei sofrendo junto com a protagonista, torcendo para acontecer alguma coisa que resolvesse sua situação. Gostei muito de como a protagonista tenta se virar sozinha e vai amadurecendo e mostrando suas inúmeras qualidades. É claro que Sydney sabe ser um pouco teimosa, porém nada de anormal.
Me apaixonei por Ridge pela sua lealdade inquestionável. Ridge é, mais do que tudo, uma pessoa correta, que tenta sempre colocar o bem dos outros antes do próprio bem, mesmo que implique em um pouquinho de sofrimento. Ele foi um daqueles caras que você deseja muito que seja real.

Os Personagens SecundáriosApesar de ter me apaixonado pelos protagonistas, os personagens secundários, especialmente as pessoas que moravam com Ridge (Warren e Bridgette), também conseguiam roubar a cena às vezes, com os diálogos mais hilários que já vi.

Capa, Diagramação e EscritaA pessoa loira na capa não se parece nem um pouco com a imagem que eu tenho de Sydney, porém gostei muito das cores e da imagem. O destaque, porém, vai para o título, perfeito para a trama.
A diagramação também está ótima, com várias fontes diferentes para representar momentos especiais do texto.
Sempre elogio muito a escrita da Colleen e se você já viu alguma das minhas outras resenhas, vai saber que ela é uma das minhas autoras prediletas por conta de sua escrita. Ela utiliza muitos recursos especiais, como mensagens de texto e, dessa vez, a música. Eu nunca tinha visto um livro com a própria trilha sonora, feita para ele, porém Colleen sempre me surpreende e espero muito que as trilhas sonoras virem moda, porque quero mais!

ConcluindoPreciso dizer que amei? Este livro é uma mistura perfeita de romance, comédia e drama, capaz de conquistar até os leitores mais exigentes. E, caso você o leia, faça um favor a si mesmo e acompanhe com a playlist, fica muito mais divertido!

Classificação:

Resenha - O Caderninho de Desafios de Dash e Lily


Resenha feita pela Maay!  
Título: O Caderninho de Desafios de Dash e Lily
Título Original: Dash & Lily's Book of Dares 
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera
Páginas: 256
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Livraria Cultura

E o prêmio de personagem mais insuportável do ano vai para: Escandalily! 

SinopseO novo livro de David Levithan e Rachel Cohn que juntos escreveram Nick e Nora Uma noite de amor e música acompanha a dupla Lily e Dash. Ela está doida pra se apaixonar e, pra encontrar o par perfeito, decide criar um caderninho cheio de tarefas e deixá-lo na livraria mais caótica de Manhattan. Quem encontra o moleskine é Dash, e os dois começam a se corresponder e trocar sonhos, desafios e desejos no caderninho, que vai se perdendo nos mais diversos lugares de Nova York.

A Trama: É difícil falar sobre a trama de um livro que tem uma protagonista tão insuportável a ponto de não te permitir curtir a leitura. É bem difícil. Mas vamos lá...
Escandalily (sim, esse é o apelido do qual ela se orgulha) foi preparada durante um ano para a viagem de lua de mel (após 25 anos de casados) que seus pais resolveram fazer durante o natal. Mas parece que um ano não foi o suficiente para nossa protagonista absorver a mensagem, e ela está atazanando a vida de todos ao seu redor. Para se livrar ajudar a irmã a lidar melhor com a situação, Langston (o irmão) tem a brilhante ideia de encontrar um namorado para Lily. Porém, como provavelmente ninguém seria louco o suficiente para namorar com esse ser ele resolve fazer isso de uma maneira diferente, criando um caderninho de desafios e deixando-o na prateleira de uma livraria. 
Dash encontra o caderninho e sem saber na cilada em que está se metendo resolve dar continuidade aos desafios. A partir daí os dois vão trocando o caderninho e a trama se desenvolve.

Os ProtagonistasDash me conquistou desde sua primeira frase - a melhor descrição de natal que já li na vida. Ele é um personagem sensacional! Ácido, inteligente, sarcástico, leal... Merecia uma pessoa como Sofia. Ou qualquer outra garota, menos a "ursinha Lily". 
Juro para vocês, eu não lembro de outra personagem que tenha me irritado tanto quanto Lily. A garota tem dezesseis anos e age como se tivesse no máximo, forçando muito a barra, oito. Ela é completamente perturbada, e conseguiu estragar com um livro que tinha tudo para ser memorável. 

Os Personagens Secundários: Boomer me lembrou uma versão jovem de Don Tillman (de O Projeto Rosie), e isso foi suficiente para que eu me apaixonasse pelo personagem - que, pasmem, apesar de nitidamente ser portador de alguma deficiência mental, é mais maduro que Escandalily.
Outras duas personagens de quem gostei muito foram a tia-avó de Lily - uma senhora super moderninha e divertida - e Sofia, ex de Dash. 

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é bonita e combina com o livro. O susto você leva quando vê as orelhas pinks do livro (brincadeira). 
O livro é narrado alternadamente pelos protagonistas, o que foi bom e ruim ao mesmo tempo. Lia os capítulos narrados por Dash sem nem me dar conta, era uma leitura leve, fluída e divertida. Os capítulos narrados por Lily, no entanto, eram uma uma forma bem peculiar de tortura.

ConcluindoAntes de qualquer coisa, quero dizer que li muitas resenhas positivas desse livro. Muita gente gostou, então pode ser que o problema seja comigo, posso ser uma pessoa intolerante demais, quem sabe... 
Esse livro tinha um potencial imenso, tem passagens, momentos e citações incríveis - isso sem contar em um dos melhores quotes que já li na vida. Infelizmente, todo esse potencial foi desperdiçado em uma protagonista intragável. 
Lógico que cada um deve ler e tirar suas próprias conclusões, esse pode até se tornar um dos seus livros favoritos, nunca se sabe. 

Quotes:
- Não sabe quem é Nicholas Sparks? - perguntou Dash. 
Balancei a cabeça negativamente. 
- Por favor, nunca descubra. - disse ele. 

Classificação:

Saciando a Fome #147

Amei os livros dessa semana!


Tem como escolher qual a capa mais linda?
Recebemos livros bem diferentes essa semana, uma fantasia, A Coroa Escarlate (Cinda Williams Chima - Suma de Letras), uma distopia com elementos de ficção científica, Temporada dos Ossos (Samantha Shannon - Fantástica), um suspense com releitura, Dorothy Tem Que Morrer (Danielle Paige - Rocco) e, claro, um romance lindo de uma autora que eu amo, Talvez Um Dia (Colleen Hoover - Galera Record).
Todos os livros realmente parecem muito bons.

Resenha - Temporada dos Ossos

Resenha feita pela Luh!  
Título: Temporada dos Ossos
Título Original: The Bone Season
Série: Bone Season
1- Temporada dos Ossos (2016)
2- The Mime Order (2015 US)
Autora: Samantha Shannon
Editora: Fantástica
Páginas: 448
Saiba mais: Skoob
Comprar:  Fnac // Amazon

Não esperava gostar tanto!

Sinopse: Ambientada em 2059, a trama acompanha a protagonista Paige Mahoney, uma andarilha onírica, alguém capaz de entrar na mente das pessoas e captar pensamentos e fragmentos de sonhos. Considerada traidora pelo governo, Paige paga por seu dom com a sua liberdade e é enviada para uma prisão secreta em Oxford. Lá, ela conhece os Rephaim, criaturas de uma raça antiga que desejam controlar a clarividência de Paige e de outros como ela, e precisará aprender a confiar em aliados improváveis não só para reconquistar a liberdade, mas garantir a própria sobrevivência. 

A Trama: Em um mundo distópico onde uma boa parte da população tem poderes especiais e é perseguida por isso, Paige tenta sobreviver usando seu dom e faz o que for necessário para se manter segura. O início do livro pode ser um pouquinho complicado, já que demora até você entender os diferentes dons das pessoas, porém logo a autora introduz a ação, com perseguições, algumas mortes e muito perigo.
Adorei o ritmo do livro, que intercalava entre lutas, muito suspense e algumas cenas fofas em que Paige interagia com outras pessoas e tentava ferozmente proteger até os desconhecidos.
O final foi ótimo, eu gostei bastante e mal posso esperar pelo próximo livro. Não dei nota máxima por dois motivos: primeiramente, acredito que a autora escolheu tipos demais de dons, há 7 classe principais com suas subclasses e no início fica difícil mesmo acompanhar. Além disso, apesar de essa história ser bem original, às vezes eu tinha a sensação de estar lendo uma trama que já havia lido outras 10 vezes - sentimento típico em livros distópicos.

Resenha - Anna Vestida de Sangue

Resenha feita pela Tay!
Título: Anna Vestida de Sangue

Título Original: Anna Dressed In Blood
Série: Anna
1- Anna Vestida de Sangue
2- Girl of Nightmares (2012 US)
Autor: Kendare Blake
Editora: Verus
Páginas: 252
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon

Sinopse
Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro. Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas.
Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?

A Trama: Adoro histórias sobrenaturais que conseguem ser nostálgicas e únicas ao mesmo tempo. Anna Vestida de Sangue sempre me chamou a atenção por me lembrar da série Supernatural (uma das minhas favoritas eveeer!), o primeiro capítulo, inclusive, lembra bastante o Piloto da série. Depois disso, a única coisa que me fez lembrar de Supernatural durante o livro foi a vibe da história (e o athame do Cas, que me lembra a faca que os Winchester usam para matar demônios), e isso foi muito gostoso. O livro tem um toque sobrenatural e misterioso ao mesmo tempo, além de vários momentos de humor que quebram o gelo dessa aura mais tensa. Ah, e tem bastante sangue! Apesar de não ter cenas muito gráficas, a autora vai te dizer quando tiver alguém sendo estripado, em detalhes suficientes para a sua imaginação trabalhar. Talvez por eu já ser acostumada com esse tipo de história, não achei tão assustadora, mas tem alguns momentos que dão uns arrepiozinhos, principalmente se você estiver bem concentrado na leitura. Tem um pouco de romance também, mas ele não toma grande parte do livro. A história só se perdeu um pouquinho pra mim com o plot twist que tem pelo final. Eu sei que aquilo fez sentido e me surpreendeu, mas não me convenceu totalmente. Pareceu que a história tinha acabado algumas páginas a menos do que a autora desejava e ela decidiu colocar aquilo dentro desse livro para dar um pouquinho mais de volume.

Resenha - Mau Começo

Resenha feita pela Tay!
Título: Mau Começo

Título Original: The Bad Beginning
Série: Desventuras em Série
Livro Primeiro - Mau Começo
Livro Segundo - A Sala dos Répteis
Livro Terceiro - O Lago das Sanguessugas
Livro Quarto - Serraria Baixo-Astral
Livro Quinto - Inferno no Colégio Interno
Livro Sexto - O Elevador Ersatz
Livro Sétimo - A Cidade Sinistra dos Corvos
Livro Oitavo - O Hospital Hostil
Livro Nono - O Espetáculo Carnívoro
Livro Décimo - O Escorregador de Gelo
Livro Undécimo - A Gruta Gorgônea
Livro Duodécimo - O Penúltimo Perigo
Livro Tredécimo - O Fim 
Autor: Lemony Snicket
Editora: Seguinte
Páginas: 152
Ano: 2001
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Sinopse
Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".

A Trama: O livro começa com os irmãos Baudelaire recebendo a notícia de que seus pais morreram em um incêndio que consumiu completamente a casa em que moravam. Por um desejo de seus pais, deixado em testamento, os três irmãos deveriam ser criados por alguém da família. Então eles são designados ao Conde Olaf, um primo que eles nunca ouviram falar, mas que é o parente que vive mais perto. A partir daí, as crianças passam maus bocados tentando desmascarar Conde Olaf, que nada mais quer que a herança das crianças. Talvez pelo livro ser curto demais, eu fiquei um pouco desapontada com o começo, mas eu sei que é uma série que eu posso vir a amar conforme for lendo. Para quem já viu o filme (que conta a história dos três primeiros livros), o livro tem algumas diferenças, e eu até gostei delas, porque me deixou curiosa para saber como a série se desenrolará. 

Resenha - Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 02

Resenha feita pela Lary!  
Título: Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 02
Título Original: Scott Pilgrim & the Infinite Sadness
Série: Scott Pilgrim Contra o Mundo
1- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 01
2- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 02
3- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 03
Autor:
Editora: Quadrinhos na Cia. (Cia das Letras)
Páginas: 408
Comprar: Cultura // Amazon


Sinopse: Neste segundo volume das aventuras de Scott Pilgrim: ninjas, rock’n’roll canadense, vegetarianismo radical e lojas de departamento satânicas. A vida de Scott Pilgrim parece estar se acertando. De saída, ele já mandou para a lona dois dos ex-namorados do mal de Ramona Flowers (faltam cinco). Além disso, o namoro com a misteriosa americana parece estar engrenando, e até mesmo sua banda, a Sex Bob-Omb, tem conseguido acertar um ou dois acordes. Claro que, num país tão tumultuado quanto o Canadá, as coisas nunca são fáceis, e o período de relativa tranquilidade é interrompido pela chegada da turnê do Clash at the Demon's Head, a banda de rock mais incrivelmente poderosa de que se tem notícia. Não bastasse, o grupo é liderado por Envy Adams, ex-namorada de Scott, que o colocou numa espécie de coma emocional ao largá-lo, um ano e meio atrás. E o embate com o passado traz consigo um conflito - o atual namorado de Envy Adams é ninguém menos que Todd Ingram, o vegan com poderes místicos que Scott precisa derrotar no seu caminho para o coração de Ramona. Dotado de poderes incríveis, Todd será o maior desafio de Pilgrim. Ou pelo menos é o que se imagina. Scott irá descobrir outra faceta de sua enigmática namorada, será perseguido por ninjas e samurais e terá de lidar com os grandes dilemas da vida adulta – dividir ou não um apartamento com seu melhor amigo gay e, principalmente, arrumar um emprego ou continuar jogando videogame.

A Trama: Scott já namora Ramona há 6 meses, a banda de sua ex Envy Adams - a Clash At DemonHead já muito famosa vem a Toronto e Scott descobre que o novo namorado dela, Todd é um dos ex-namorados do mal de Ramona e para piorar ele é vegano, o que o confere poderes sobrenaturais.


Terça do Top #109

Top 10 Adaptações Para o Cinema
Que Destruíram as História Originais

 

Olá, Olá! Já fizemos aqui no Blog um top com as 10 melhores adaptações de livros para o cinema, mas hoje não vamos falar de qualidade, e sim na falta dela! Deixando claro que eu estou dando motivos plausíveis para que sejam consideradas ruins, mas se alguém tiver uma opinião diferente gostaríamos muito de ouvir!



Eragon
Eragon tem uma construção maravilhosa, acho que me apaixonei ainda mais pelo universo quando descobri que o autor só tinha 15 anos. A adaptação é ruim pelo simples motivo: mudaram completamente a trama, a ponto de sumir com alguns personagens muito importantes e mudar a personalidade de alguns outros.



As Crônicas de Spiderwick
Os livros compõe uma série infanto-juvenil muito criativa, que de certa forma me lembra Desventuras em Série - apesar de um não ter nada a ver com o outro. A adaptação em si não é ruim - um pouco infantil e pobre sim, mas o pior é o fato de terem colocados todos os livros em um único e  medíocre filme.

                                                                      

Pilha de Leitura da Lary #4

Olá, Olá! Faz séculos dês que fiz minha última pilha...meu ano não foi muito fácil, retornei para a minha cidade e perdi uma pessoa insubstituível na minha vida, acabei passando mais de um mês sem ler e abandonei completamente os blogs - além desse eu sou resenhista e colunista no Trechosdelivros.com, então preparem-se por que essa pilha está monstruosa!

 A última Pilha:

Vitamin foi um pouco forçado, apesar da crítica e evolução da personagem como um todo, eu não gostei da leitura. Gostei de Bullet Armors, me lembrou aquela comunidade que vemos no início de Star Wars - O Despertar da Força em uma mistura louca com Mad Max. To Love-Ru é um mangá muito famoso e já até um pouco antigo no Japão, que me foi uma completa decepção, muito irritante. O cão de caça é uma GN de LoveCraft, eu gostei mas esperava mais impacto. Não me lembro muito bem do que se trata, Birman Flint e o Mistério da Pérola Negra,  e continuo não lembrando por que ainda não li...vieram tantos livros mais urgentes que acabei deixando de lado, por enquanto. A Desconhecida foi interessante, mas o final foi pobre. Todos os Nossos Ontens foi uma ótima surpresa! Obsidiana é clichê e pouco criativo, mas têm uma leitura envolvente. O Mistério de Elêusis vocês já conhecem - e eu estou empurrando ele com a barriga, fiou para a próxima pilha e Guardiões da Galáxia estava ansiosa para ler, gosto muito da HQ - mas ainda não consegui por ter livros mais urgentes para ler.

Terça do Top #108

Top 10 Livros de Romance populares 


Já que esse é o mês dos namorados - e não fizemos nenhum post referente... Para o amor, sempre há tempo... Não concordam?


Eu sei que esse livro não é nenhuma novidade, mas não dá para falar de romances populares sem falar dele, febre internacional não havia quem não amasse ou odiasse essa história.

Será que ele é classificável como romance? Bom... ele acabou gerando um eu acho, eu nunca li mas com certeza foi e ainda é muito popular, se não me engano o filme referente ao segundo livro será lançado ainda esse ano.

Resenha - Rainha das Sombras

Resenha feita pela Luh!  

Título: Rainha das Sombras
Título Original: Queen of Shadows
Série: Trono de Vidro
1- Trono de Vidro (2013)
2- Coroa da Meia-Noite (2014)
3- A Herdeira do Fogo (2015)
4- Rainha das Sombras (2016)
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 644
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Extra // Amazon

Definitivamente melhor que o anterior.
Atenção: Essa resenha NÃO contém spoilers dos livros anteriores, exceto na sinopse.

Sinopse: Todos que Celaena Sardothien amou lhe foram tirados. Mas finalmente chegou a hora da retribuição. A vingança promete ser tão dura quanto o aço da Espada de Orynth — a espada de seu pai. Finalmente Celaena retornou ao império; por justiça, para resgatar seu reino e confrontar as sombras do passado.
A assassina está morta. Ela abraçou a identidade de Aelin Galathynius, rainha de Terrasen. Mas antes de reclamar o trono, precisa lutar. E ela vai lutar. Por seu primo, a Puta de Adarlan, o general do Norte... um guerreiro preparado para morrer por sua soberana; por seu amigo Dorian, um príncipe preso em uma inimaginável prisão; por seu povo, escravizado por um rei cruel e à espera do retorno triunfante de sua líder; por seu carranam e a libertação da magia.
Ao avançar em seu plano, no entanto, Aelin precisa tomar cuidado com velhos inimigos. E abrir o coração para novos e improváveis aliados. Tudo isso enquanto os valg continuam trabalhando nas sombras. E Manon Bico Negro, a Líder Alada das Treze, treina suas bestas voadoras. Mas é de Morath, a fortaleza montanhosa do Duque de Perrington, que uma ameaça como nenhuma outra promete destroçar seu grupo de rebeldes e sua corte recém-formada. 

A Trama: É difícil falar sobre a trama sem dar spoilers do que aconteceu até agora, mas nesse livro muita coisa mudou completamente. Em Herdeira do Fogo a autora já vinha trazendo um ar mais sombrio e adulto à trama, e o quarto livro da série enfatizou isso ainda mais, com mais violência e manipulação do que os anteriores.
Continuo amando a série e a Sarah J. Maas é mestre em surpreender o leitor mesmo quando ele acha que já sabe o que vai acontecer, com uma daquelas tramas em que você ignora um acontecimento, como se fosse algo de pouca importância, apenas para descobrir lá no final que tudo se encaixa. Além disso, apesar de a série já está no seu quarto livro, a trama realmente não fica cansativa, em cada livro o cenário e alguns dos personagens mudam, renovando a história.

Resenha - O Livro de Cam

Resenha feita pela Tay!
Título: O Livro de Cam

Título Original: Unforgiven
Série: Fallen
1- Fallen (2010)
2- Tormenta (2011)
3- Paixão (2011)
3.5- Apaixonados (2012)
4- Êxtase (2012)
4.5- Anjos na Escuridão (2014)
5- O Livro de Cam
Editora: Galera Record
Páginas: 308
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Essa resenha não possui spoilers dos outros livros da série.

Sinopse
Cam sabe o que é tormento. Ele viveu mais no Inferno que qualquer anjo jamais deveria. Seu mais recente martírio se chama ensino médio. E o belo anjo está ciente da ironia nisso tudo. Mas após a escolha de Luce e Daniel, Cam não pode deixar de sentir que chegou a hora de também se render a única coisa que o leva mais alto que as próprias asas: o amor.
Assim, Cam sela um pacto com o diabo... Para tentar libertar das garras de Lúcifer a única alma que já amou: a mortal Lilith. A garota habita um purgatório particular em sua existência nos círculos do Inferno. Cada um escolhido e arquitetado com esmero pelo demônio. Tudo por causa de Cam… e seus pecados. No mais recente, ela é a pária da Escola Preparatória Trumbull. Nenhum amigo, nenhuma esperança.
Mas, se em quinze dias Cam reconquistar Lilith, ela será libertada. E ambos poderão viver o amor que um dia o anjo renegou. Caso ele fracasse, há um lugar de destaque o guardando além da Muralha das Trevas. O livrod e Cam é mais um emociontante capítulo na saga de Fallen, que em breve chega aos cinemas pelos estúdios Disney. Uma história envolvente repleta de mitologia, romance e suspense — em Fallen o amor nunca morre.

A Trama: Cam descobre que o seu amor de muitos anos atrás, Lilith, está presa no Inferno sob os caprichos de Lúcifer, que faz com que a "vida" da menina seja pior em cada Inferno que ele constrói para ela. Então Cam decide fazer um acordo com Lúcifer: ele tem quinze dias para fazer Lilith se apaixonar por ele novamente, tarefa nada fácil, já que ele partiu o seu coração quando se conheceram pela primeira vez, e agora, mesmo não sabendo que é Cam, Lilith tem certeza de que odeia esse garoto novo que apareceu na sua escola. Admito que eu esperava mais dessa história, já que Cam é um personagem muito querido pelos fãs de Fallen, que esperaram muito tempo para saber o que aconteceu com ele depois do final de Êxtase. O livro todo se passa num ambiente escolar, o que não deu muito certo, porque apesar de sabermos que há um aspecto sobrenatural na história, o enredo mais parecia de um filme adolescente bobinho da Disney

Resenha - Rebelde

Resenha feita pela Luh!

Título: Rebelde
Título Original: Rebel
Série: Reboot
1-  Reboot (2015)
2- Rebel (2016)
Autor: Amy Tintera
Editora: Galera Record
Páginas: 320
Saiba mais: Skoob
Comprar: Extra // Amazon

Atenção: Essa resenha não contém spoilers dos livros anteriores, exceto na sinopse.

Sinopse: Wren Connoly acreditou que seu lado humano tivesse ficado para trás no instante em que ela morreu... e voltou à vida como Reboot em surpreendentes 178 minutos. Com uma força extrema e treinada para ser o soldado perfeito, Wren precisou fugir da CRAH, Corporação de Repovoamento e Avanço Humano, para salvar Callum 22, o rapaz que lhe mostrou ser possível ter emoções, compaixão e até amor, sendo Reboot.
Após terem escapado da CRAH, Wren e Callum estão prontos para recomeçar a vida em paz, na reserva Reboot. Mas Micah, o Reboot que comanda o local, tem planos malignos em mente: dizimar os humanos da Terra. Micah vem construindo um exército Reboot há anos, e finalmente está pronto para iniciar ataques às cidades. Agora que fugiram, Wren e Callum precisam decidir se ficam ao lado de Reboots ou se abandonam tudo e vivem longe da guerra. Aos poucos, os dois percebem que só há uma alternativa: precisam se tornar rebeldes.


A Trama: Rebelde foi um livro bem similar à Reboot, porém com personagens um pouquinho mais maduros. Infelizmente, tive alguns problemas. Mais do que tudo, achei esse livro desnecessário. Reboot poderia ser um livro único com facilidade, bastava inserir um epílogo, mas a autora optou por "criar" um problema apenas para continuar a trama. Além disso, a trama inteira foi ainda mais previsível que a do primeiro, já no capítulo 2 eu sabia o que aconteceria lá pelo capítulo 20.
Agora, ignorando os problemas, foi um livro divertido. A trama foi bem mais sombria do que eu esperava, com mais violência, mas teve seus momentos fofos. Além disso, a autora conseguiu criar momentos de suspense em que me prendeu completamente.
O final foi o que eu esperava, porém ainda assim gostei, especialmente da última cena, que é daquelas que parece passar uma mensagem.

Pilha de Leitura da Luh #32

Estou até com medo de quanto tempo vou levar pra ler essa pilha.
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que nós vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais.

A Última Pilha:


Com a exceção de um livrinho, li exatamente o que eu planejava. Quando faço calendários de leitura, super funciona pra mim e consigo ler bastante!
Meus livros favoritos, por mais engraçado que pareça, são justamente os que não tenho em livro físico. Lock and Key é extremamente fofo, outro livro lindo da Sarah Dessen que trata de uma família, Herdeira do Fogo faz parte de uma das minhas séries favoritas e me apaixonei pelos personagens novos, e Catching Jordan me prendeu tanto que li de uma só vez, não conseguia parar.
Agora, falando dos outros livros, achei que Jovens de Elite poderia ter sido melhor e Rebelde não acrescentou muito à trama, porém Onyx é divertido, A Profecia do Pássaro de Fogo tem personagens ótimos e uma trama cheia de aventura, e De Repente foi mais fofo do que eu esperava, um tipo de O Diário da Princesa.
O Melhor da Pilha: Difícil escolher, mas acho que Lock and Key, a Sarah Dessen é boa demais.
O Pior da Pilha: Dessa vez não peguei nenhuma bomba, mas Rebelde foi um pouco decepcionante.

A Nova Pilha:

Sim, essa pilha está uma bagunça, eu sei!
Começando pelos livros físicos, Iron Knight foi o único livro que veio da pilha antiga, não tive tempo de ler, mas estou animada para terminar a série. Temporada dos Ossos parece ser um livro mais sombrio e acho que envolve bruxaria (?), e A Coroa Escarlate é outra finalização de uma série que estou adorando. Rainha das Sombras assusta pelo tamanho, é um livro gigante, mas amo essa série, então a história passa muito rápido.
Agora, para os livros que ainda não chegaram, Ps: Ainda Amo Você foi o vencedor da última votação e agora que sei que terá mais um livro, estou com muita vontade de ler, Fração de Segundo também faz parte de uma série, e gostei muito do livro anterior, Talvez um Dia é um new adult de uma das minhas autoras favoritas.
A Coroa é a finalização (acredito eu) da série que começou lá em A Seleção, um dos primeiros livros resenhados no blog, e por fim Kiss of Deception é um livro que eu estava louca pra ler, mistura fantasia com vários outros gêneros e com certeza vai ter resenha aqui no blog!
A Votação:

Somente três livros, uma ficção científica, O Mar Infinito, que é a continuação de A 5ª Onda e envolve uma invasão alienígena, Os 13 Porquês sobre um suicídio, que é um drama, e Minha Vida Mora ao Lado, um romance contemporâneo.


Resultado do Desafio de Aniversário!

Eu sei que vocês estavam esperando ansiosamente, então vamos ao resultado!


Resenha - A Caderneta Vermelha


Resenha feita pela Maay!  
Título: A Caderneta Vermelha
Título Original: La Femme au carnet rouge
Livro Único.
Autor: Antoine Laurain
Editora: Alfaguara
Páginas: 135
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: Livraria Cultura // Saraiva // Amazon

Uma comédia romântica, em Paris!!!


Sinopse: Caminhando pelas ruas de Paris em uma manhã tranquila, o livreiro Laurent Letellier encontra uma bolsa feminina abandonada. Não há nada em seu interior que indique a quem ela pertence — nenhum documento, endereço, celular ou informações de contato. A bolsa contém, no entanto, uma série de outros objetos. Entre eles, uma curiosa caderneta vermelha repleta de anotações, ideias e pensamentos que revelam a Laurent uma pessoa que ele certamente adoraria conhecer. Decidido a encontrar a dona da bolsa, mas tendo à sua disposição pouquíssimas pistas que possam ajudá-lo, Laurent se vê diante de um dilema: como encontrar uma mulher, cujo nome ele desconhece, em uma cidade de milhões de habitantes?

A Trama: Juro para vocês que quebrei minha cabeça buscando algo sobre a trama para acrescentar à sinopse, mas ela é bastante completa e não me sobrou nada. Enfim, romance e Paris combinam muito, não tinha como resultar em uma história ruim.