Promoção - O Amor Nos Tempos de #Likes

Oi povo lindo!!! 
Olha eu aqui de novo!!! E o livro de hoje é um romance que a Tay adorou e vai aquecer o coração de muitos de vocês: O Amor Nos Tempos de #Likes! O livro foi escrito por quatro booktubers e é um espécie de releitura de três clássicos da literatura, ambientados na era digital. 
E aí, vocês não vão perder essa oportunidade né? Corram para se inscrever!!! 


Pilha de Leitura da Tay #24

Resultado da minha MLI2016 - que não deu muito certo.

A Última Pilha: 


Comecei a maratona lendo Adeus, Promessas, um livro bom, mas que teria funcionado melhor se não tivesse todo o spoiler da divulgação. O Amor nos Tempos de #Likes contém três contos muito fofos e super apaixonantes. The Kiss of Deception foi incrível! Me envolvi muito com a história, li mais de 300 páginas em um dia e estou louca para ler a continuação. Dorothy Tem que Morrer foi uma decepção, mas algumas coisas salvam na história. Há coisas que gostei e que não gostei em A Guerra dos Mundos, mas num geral foi um livro que curti bastante. Não consegui terminar Cidade das Cinzas durante a maratona, mas irei lendo-o durante o mês de agosto. 
O Pior da Pilha: Dorothy Tem Que Morrer, porque eu esperava gostar muito da leitura e não foi o que aconteceu.
O Melhor da Pilha: The Kiss of Deception!!! <3

Resenha - A Geografia de Nós Dois


Resenha feita pela Maay!  
Título: A Geografia de Nós Dois
Título Original: The Geography Of You And Me
Livro Único. 
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Fnac // Extra

"Pegou no tranco", mas me encantou. 

SinopseLucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.

A TramaSabe quando, apenas pela sinopse de um livro, você reconhece a assinatura do autor? Jennifer E. Smith é exatamente assim. Duas pessoas que se encontram de uma forma absurdamente inusitada, que só pode ser atribuída ao destino, e uma relação que terá de superar a distância.
A trama é leve e divertida. Esse pode não ser um livro que vai marcar sua vida, mas vai te divertir por algumas horas

Resenha - A Guerra dos Mundos

Resenha feita pela Tay!
Título: A Guerra dos Mundos

Título Original: The War of The Worlds
Livro Único.
Autor: H. G. Wells
Editora: Suma de Letras
Páginas: 310
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Sinopse
Eles vieram do espaço. Eles vieram de Marte. Com tripés biomecânicos gigantes, querem conquistar a Terra e manter os humanos como escravos. Nenhuma tecnologia terrestre parece ser capaz de conter a expansão do terror pelo planeta. É o começo da guerra mais importante da história. Como a humanidade poderá resistir à investida de um potencial bélico tão superior?
Publicado pela primeira vez em 1898, A guerra dos mundos aterrorizou e divertiu muitas gerações de leitores. Esta edição especial contém as ilustrações originais criadas em 1906 por Henrique Alvim Corrêa, brasileiro radicado na Bélgica. Conta também com um prefácio escrito por Braulio Tavares, uma introdução de Brian Aldiss, membro da H. G. Wells Society, e uma entrevista com H. G. Wells e o famoso cineasta Orson Welles responsável pelo sucesso radiofônico de A guerra dos mundos em 1938 , que fazem desta a edição definitiva para fãs de Wells.

A TramaSe você estiver esperando ler o filme com o Tom Cruise nesse livro, já adianto que não é isso o que irá encontrar. Apesar de se passar no final do século XIX fiquei impressionada com a riqueza de detalhes das tecnologias marcianas criadas pelo autor. A história ainda é dividida em dois livros. Eu gostei do início da primeira parte, mas achei o restante um pouco enrolado, principalmente quando o protagonista começa a falar sobre o que estava acontecendo com seu irmão. Eu sei que essa foi uma estratégia para poder mostrar como estava a situação de Londres com a invasão, mas foram capítulos bem entediantes para mim. Já a segunda parte foi minha favorita, pois várias coisas interessantes acontecem, e isso foi o que me manteve grudada às páginas. O mais interessante, num geral, é compararmos as reações das pessoas daquela época com as de hoje em dia, como o caos toma conta e ninguém consegue pensar com clareza.

Resenha - A Maldição do Vencedor

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Maldição do Vencedor
Título Original: The Winner's Curse
Série: Trilogia do Vencedor
1 - A Maldição do Vencedor (2016)
2 - The Winner's Crime (2015 US)
3 - The Winner's Kiss (2016 US)
Autora: Marie Rutkoski
Editora: Plataforma21
Páginas: 328
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Fnac

O livro mais lindo do ano.

Sinopse: Kestrel quer ser dona do próprio destino.
Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos –, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas.
O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida…
As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas.

A Trama: Honestamente não quero fazer ninguém criar expectativas absurdas... mas acredito que esse tenha sido meu livro favorito do ano até agora. Eu li ele inteirinho em um dia só, porque simplesmente precisava saber o que iria acontecer com os protagonistas e o mistério do futuro é tão envolvente que deixa qualquer um viciado.
Enquanto tenta esquivar-se dos planos do pai para seu futuro, Kestrel acaba comprando um escravo em um momento impulsivo e se arrepende, tentando ignorar o jovem que conseguiu sua atenção com uma palavra. Entretanto, Arin é um enigma esperando para ser desvendado, e Kestrel não consegue ignorá-lo por muito tempo.
Essa trama é absolutamente deliciosa, daquelas repletas de reviravoltas, onde no final as coisas estão tão diferentes do início que mal parece o mesmo livro, mas de uma maneira que te deixa empolgado para saber o que virá pela frente. O romance - oh, sim, há romance - é lento, pequenas gotinhas aqui e ali, porém o que realmente chama a atenção neste livro é a formidável estratégia política. Resumindo, tem um pouquinho de tudo, e cada pedacinho foi executado com perfeição.

Resenha - Eu Sem Você

Resenha feita pela Luh!
Título: Eu Sem Você
Título Original: Me Without You
Livro Único.
Ano: 2016
Autora: Kelly Rimmer
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Fnac

Um livro que teve seus altos e baixos.


Sinopse: Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. 
Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la.  Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer. 
Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida. 
Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

A Trama: Como acontece com quase todos os romances, a trama é bem previsível. Ainda assim, é gostoso acompanhar o relacionamento de Callum e Lilah, desde o dia em que se conheceram até... bem, vocês já imaginam.
Eu acho difícil alguém olhar para esse título ou ler a sinopse e não saber do que o livro trata, mas não vou contar porque é mais gostoso não criar expectativas. Basicamente, a trama gira em torno da vida de um homem comum que conhece uma mulher meio doida que muda a vida dele.

Resenha - Scott Pilgrim Contra o Mundo Vol. 3


Resenha feita pela Lary!  
Título: Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 03
Título Original: Scott Pilgrim Vs the Universe
Série: Scott Pilgrim Contra o Mundo
1- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 01
2- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 02
3- Scott Pilgrim Contra o Mundo vol. 03
Autor:
Editora: Quadrinhos na Cia. (Cia das Letras)
Páginas: 432
Comprar: Extra // Americanas


Sinopse: Mesmo que não aparente, Scott Pilgrim deu passos importantes em direção à vida adulta. Ele já tem um emprego, mora com a namorada, Ramona Flowers, sua bandinha de garagem percebe que não tem futuro e ele consegue até assumir a responsabilidade de criar um gato. Já era hora, pois Scott acaba de completar 24 anos. Mas mesmo aos 24 você pode participar de festas a fantasia temáticas - como a festa dos políticos-canadenses-por-volta-de-1972-que-na-verdade-eram-Batman - regadas a tequila, intrigas e lutas com robôs. Sim, lutas com robôs, pois mais dos outros Ex-Namorados do Mal de Ramona apareceram, os gêmeos Katayanagi, e quem luta com Scott no lugar deles são suas criações robóticas. Os gêmeos podem ser a menor preocupação de Scott Pilgrim. Não porque "ah, ele é o Scott Pilgrim", como todos os seus amigos dizem, mas porque algo de estranho pode estar acontecendo com Ramona. São mensagens no celular, cartas suspeitas e o brilho que surge em torno de sua cabeça toda vez que ela entra num assunto de que não gosta. E por que ela não para de mudar o corte e as cores do cabelo? Será que isso tem a ver com a chegada de Gideon, o líder de todos os Ex-Namorados do Mal, a Toronto? Pois é no clube noturno mais cool da cidade, o Chaos Theatre, criado por ele, que vai acontecer o clímax dessa história de paixões, lutas, ex-namorados e mexer-o-traseiro-para-defender-o-que-você-ama.Videogames, música indie, amores adolescentes tardios, mangás e a chegada da vida adulta misturam-se no universo do canadense mais famoso do planeta em seu último volume de aventuras - que reúne duas histórias originais do herói que virou cult instantâneo nos cinemas


A Trama: Scott agora já mora com Ramona há algum tempo, tenta manter o novo emprego a trancos e barrancos e praticamente já desistiu de ensaiar com a banda, que está supostamente "gravando" um demo há meses. Faltando apenas três ex-namorados para que tenha paz com a garota de seus sonhos, Scott tenta ignorar as coisas estranhas que vêm acontecendo em seu relacionamento assim como todos os seus erros do passado que estão se mostrando recorrentes.


Promoção - Dorothy Tem Que Morrer

Oi gatos e gatas!!! 
Eu não morri!!! As promoções apenas se empolgaram com o final do ano, e resolveram prolongar as férias, sabem (haha). Brincadeira, mas estou absurdamente assustada de constatar que a última promo que fizemos foi há exatamente sete meses. Enfim... Voltei, podem comemorar!!! E melhor ainda, voltei com um livro que com certeza está nos desejados de muitos de vocês!!! 
Dorothy Tem Que Morrer é uma releitura que pode agradar muita gente, e provavelmente está entre os desejados de vários de vocês!  
E aí, vão perder essa chance? Corram para se inscrever!!! 


Resenha - Dorothy Tem Que Morrer

Resenha feita pela Tay!
Título: Dorothy Tem Que Morrer

Título Original: Dorothy Must Die
Série: Dorothy Tem Que Morrer
0.1 a 0.9- Contos antecessores ao início da série
1- Dorothy Tem Que Morrer
2- The Wicked Will Rise (2015 US)
3- Yellow Brick War (2016 US)
4- The End of Oz (2017 US)
Autora: Danielle Paige
Editora: Rocco
Páginas: 384
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Sinopse
Primeiro de uma série, Dorothy tem que morrer engrossa um filão de sucesso no mercado editorial, no cinema e na TV: o reconto de clássicos infantis com nova roupagem para os jovens. Nesta releitura sombria do clássico de L. Frank Baum O mágico de Oz, Amy Gumm é uma nova garota do Kansas, que, em meio a um tornado, é enviada à terra de Oz com a missão de remover o coração do homem de lata, roubar o cérebro do espantalho, tomar a coragem do leão e destruir a garota dos sapatinhos vermelhos. Livro de estreia de Danielle Paige, Dorothy tem que morrer chega ao Brasil depois de figurar na lista dos mais vendidos do The New York Times.

A Trama: A premissa da história é que, assim como Dorothy, Amy Gumm foi levada por um tornado para Oz. Só que o lugar não parece tão mágico quanto os livros e filmes dizem, já que Dorothy retornou à Oz e virou uma governante tirana. Após muita confusão (sessão da tarde feelings), Amy é recrutada pela Ordem Revolucionária dos Malvados para matar Dorothy. E esqueçam a coisa de remover o coração do homem de lata, roubar o cérebro do espantalho e tomar a coragem do leão, porque isso é spoiler do plot do próximo livro #tironopé. Esse é um livro que eu estava muito animada para ler, mas foi um pouco decepcionante para mim. Eu não consegui me envolver verdadeiramente com a trama e, apesar de algumas cenas muito boas, em grande parte da leitura eu só queria que o livro acabasse logo. Confesso que uma revelação no final me surpreendeu, definitivamente não esperava por aquilo.

Pilha de Leitura da Luh #33

Aquele sentimento de vitória quando você termina uma pilha grande. Yay!
Se você não conhece a Pilha de Leitura, é uma coluna em que nós vamos falar um pouquinho sobre os próximos livros que pretendemos ler, como está indo nosso ritmo, quais livros gostamos, e quais não, e muito mais.

A Última Pilha:


Consegui seguir exatamente a pilha que eu tinha planejado. Vitória!
Infelizmente (ou felizmente?), completei 4 séries esse mês. Começando pelas minhas duas favoritas, A Coroa Escarlate foi um livro maravilhoso e já estou planejando pegar mais livros dessa autora, que escreve séries maravilhosas de fantasia, e Fração de Segundo faz parte de uma duologia, mas foi o formato perfeito para essa trama. Agora, para as séries que leio mais para "preencher o tempo", Iron Knight seguiu o mesmo nível dos outros livros e é legal, porém nada de especial, e A Coroa faz parte de uma série que costuma ser amada ou odiada, mas eu acho ela legal - nada demais, porém divertida.
Agora, como eu não resisto, comecei duas novas séries.  The Kiss of Deception é muito interessante porque tem um elemento de mistério que te deixa grudado nas páginas e Temporada dos Ossos me surpreendeu positivamente.
Agora, só sobraram meus queridinhos. Talvez Um Dia foi um dos melhores livros que eu já li na minha vida, amei tanto que já estou louca para reler! P.S.: Ainda Amo Você faz parte de uma série fofíssima e é um contemporâneo daqueles engraçados em que você mal vê o tempo passar enquanto está lendo e, para completar, Rainha das Sombras foi gigantesco e começou um pouquinho devagar, mas logo conseguiu aquele ritmo alucinante que eu amo.
O Melhor da Pilha: Dessa vez é como ter que escolher um filho favorito, não consigo. Amei muitos!
O Pior da Pilha: Não foi ruim, mas eu gostaria de algo mais desenvolvido para Iron Knight.

A Nova Pilha:


Minha maior felicidade com as Pilhas desse ano: estou conseguindo ler livros no Kindle!
Começando pelos livros mais tristes, Eu Sem Você e Depois de Você tratam do tema de pessoas com doenças terminais e Os 13  Porquês lida com suicídio, enquanto Como Procurar Um Cachorro Perdido foca em uma garotinha autista e Respire é um romance envolvendo uma órfã. Sim, estou no clima para sofrer, aparentemente. Já vou preparar a caixa de lencinhos, ok?
Para balancear, escolhi alguns romances fofinhos. Maybe Not e Flat-Out Matt são contos mais curtos que complementam livros que eu adorei, Talvez Um Dia e Amor Fora do Ar, e Minha Vida Mora ao Lado é outro romance fofo.
Agora, para escapar um pouco da realidade, escolhi três fantasias. Maré Congelada é o quarto livro de uma série que venho acompanhando há um bom tempo, A Maldição do Vencedor é uma aposta nova e não sei muito sobre o livro, enquanto Amor Letal é a conclusão de uma série que já entrou para as minhas favoritas, então espero que não decepcione!

A Votação:

Não teremos votação esse mês, porque preciso trabalhar em finalizar mais algumas séries!

Saciando a Fome #150

Olá, Olá! Minha primeira vez fazendo o saciando!


Sorry, a foto poderia estar com um foco melhor... Scott Pilgrim 3 (Bryan Lee O'Malley - Quadrinhos da Cia) é o último volume dessa série de quadrinhos incrível que mistura elementos da cultura pop e videogames. Catacomb (Madeleine Roux - Plataforma 21) também é o terceiro de uma série de suspense, que assusta muito já pelas capas. O Oitavo Vilarejo (Gustavo Rosseb - Jangada ) é uma aventura infanto-juvenil com elementos do folclore brasileiro, já li e gostei muito! Esse saciando está cheio de finalizações, A Caminho do Altar (Julia Quinn - Arqueiro) fechou a série dos irmãos Bridgertons - poderia ter sido melhor, mas mesmo assim foi muito bom. A nova e completa edição de O Guia do Mochileiro das Galáxias (Douglas Adams - Arqueiro) é maravilhosa, todos os cinco livros encadernados em capa dura e com uma linda diagramação. Os Bons Segredos (Sarah Dessen - Seguinte ) é o próximo da lista, muito recomendado pela Luh, vai ser resenhado no outro blog do qual participo, a edição é uma graça - colorida e emborrachada.

Resenha - Ser Feliz É Assim

Resenha feita pela Maay!  
Título: Ser Feliz É Assim
Título Original: This is What Happy Looks Like
Série: Ser Feliz É Assim
1- Ser Feliz É Assim
1.5- Happy Again
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas: 400
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Extra

Eu esperava mais, confesso. 

SinopseA vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Uma ligeira mudança no curso pode gerar consequências surpreendentes. Afinal, às vezes, o desvio, o atalho é o verdadeiro caminho. A estrada que deveríamos ter escolhido desde sempre... Se pelo menos tivéssemos a coragem de fazer do coração nossa bússola.
Graham Larkin e Ellie O'Neill não poderiam ser mais diferentes. O rapaz é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem. O cotidiano constantemente sob o escrutínio dos refletores. Agentes, produtores, RPs, assessores... Já Ellie passou a vida escondida nas sombras, fugindo de um escândalo do passado enterrado em sua árvore genealógica.
Mas, mesmo sem aparentemente nada em comum, os dois acabam se conhecendo — ainda que virtualmente — quando Graham envia a Ellie, por engano, um e-mail falando sobre o porco de estimação Wilbur. Esse primeiro contato leva a uma correspondência virtual entre os dois, embora não saibam nem o nome um do outro. Os dois trocam detalhes sobre suas vidas, esperanças e medos.
Então Graham agarra a chance de passar tempo filmando na pequena cidade onde Ellie mora, e o relacionamento virtual ganha contornos reais. Mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes conseguirão ficar juntas? Será que o amor é capaz de vencer — mesmo — qualquer obstáculo? E mais importante... é possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo?


A TramaMais uma vez, Jennifer brinca com o destino. Uma letra errada faz com que Ellie receba o primeiro e-mail de Graham. Os dois começam a conversar, as conversas começam a ser mais frequentes, e aí vocês com certeza sabem que um romance vai nascendo.
Você pode achar que a maior dificuldade nesse romance será o fato de eles morarem em lados opostos o país. Não é. Graham é um astro de cinema e Ellie não sabe disso ainda. E acreditem, para ela, isso será um baita de um problema. 
Enfim... Um belo dia nosso garoto prodígio consegue fazer com que as gravações de seu futuro filme aconteçam na cidadezinha onde Ellie mora, eles se encontram e são felizes para sempre e vão ter que dar muito duro para fazer com que essa relação funcione.
A trama tinha um potencial extraordinário, que infelizmente não foi bem aproveitado.

Resenha - A Coroa

Resenha feita pela Luh!  
Título: A Coroa
Título Original: The Crown
Série: A Seleção
1- A Seleção (2012)
2- A Elite (2013)
3- A Escolha (2014)
4- A Herdeira (2015)
5- A Coroa (2016)
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 310
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Fnac // Amazon

Melhor que o anterior!

Sinopse: Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava. 

A Trama: Essa é uma série um pouco polêmica, muita gente não gosta de A Herdeira e A Coroa, então vou começar explicando o porquê. A trama é um pouco previsível e os personagens precisam de mais desenvolvimento, porém o real problema com a série A Seleção é que os livros parecem um pouco imaturos. O público-alvo da série provavelmente é bem jovem, então leia tendo isso em mente e você não vai ter problema algum!
Agora, focando na trama, eu gostei mais desse livro do que de A Herdeira, primeiro porque com menos garotos ficou bem mais fácil lembrar quem é quem e se conectar melhor aos garotos da seleção, segundo porque esse livro traz uma trama um pouco mais madura, focando mais em política do que em romance. Na verdade, talvez quem espera o mesmo nível de romance que em A Escolha vai se decepcionar um pouquinho, mas eu gostei da mudança.


Resenha - À Procura de Audrey

Resenha feita pela 
Título: À Procura de Audrey
Título Original: Finding Audrey
Livro único.

Autora: Sophie Kinsella
Editora: Galera Record
Páginas: 336
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon // Submarino 

Sinopse: Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.

A Trama: Apesar da sinopse dizer que a Audrey sofreu bulling, no livro não fica claro exatamente o que aconteceu, mas dá para saber que foi causado por outras meninas e teve um grande impacto na vida de Audrey. Ela passou a ter transtorno de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada e episódios depressivos, toma remédios controlados e a única coisa que a faz sair de casa são as consultas com sua psicóloga. No mais, Audrey encontra grande dificuldade em estar na presença de outras pessoas que não são da sua família e de estar em público.
Enquanto estava lendo o livro, me chamou a atenção como os psicólogos são retratados como "vilões" ou pessoas más frequentemente em livros YA e NA, já aqui acontece o contrário, a psicóloga é um amor de pessoa e realmente ajuda muito a protagonista. Claro que eu, como estudante de psicologia, amei esse fato né?!

Resenha - O Amor Nos Tempos de #Likes

Resenha feita pela Tay!
Título: O Amor Nos Tempos de #Likes

Livro Único.
Autores: Pam Gonçalves, Bel Rodrigues, Hugo Francioni e Pedro Pereira
Editora: Galera Record
Páginas: 272
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Sinopse
Os tempos mudaram, mas e o amor? Continua a dar aquele frio na barriga e fazer os jovens atravessarem quilômetros para viver uma paixão? Em "O Amor nos Tempos de #Likes", quatro booktubers se inspiram em três histórias da literatura para criar suas versões de contos românticos na era digital. Uma bela, jovem e famosa youtuber com medo do amor; um casal inesperado em um encontro às escuras (literalmente) e dois meninos apaixonados por livros tentando entender quem são e o que querem são os protagonistas destes contos que evocam "Orgulho e Preconceito" (Pam Gonçalves), "Dom Casmurro" (Bel Rodrigues) e "Romeu e Julieta" (Pedrugo).

Os ContosOs três contos do livro são inspirados em clássicos da literatura, de forma bem romântica e fofa, me deixando com um sorriso bobo no rosto ao ler cada um. Além disso, gostei muito de como os contos se ligam de alguma forma, passando no mesmo universo, seja pela Madu assistir aos vídeos da Liz, ou a família do Júlio ser dona da franquia de hotéis em que a Madu ficou quando viajou. O uso da tecnologia foi bem feito em todos os contos, com redes sociais, likes em fotos e canais no YouTube. 
Próximo Destino: Amor (Pam) - Liz é uma das youtubers mais famosas do Brasil e precisa fazer um vídeo sobre o amor, já que o dia seguinte seria o Dia dos Namorados. O problema é que ela não se sente a vontade para falar de um sentimento que sabe que não conhece. Além disso, ela está indo ficar um tempo na casa dos pais, o que não será nada fácil devido ao gênio de sua mãe. O conto me lembrou um pouco de A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, mas mesmo assim eu gostei e achei super fofo. As referências a Orgulho e Preconceito estão lá, mas só quem leu consegue encontrá-las. Fiquei com vontade de ler mais da história de Liz e Will, com certeza deixou um gostinho de quero mais.
(Re)Começos (Bel) - Madu vai passar seu aniversário de 18 anos em Búzios, longe da família e acaba encontrando muito mais do que esperava nessa viagem. Eu gostei muito desse conto, porque consegui me envolver com os personagens. É aquele que eu queria MUITO que fosse transformado em um romance para continuar lendo sobre a história de Madu e seu "par romântico". O conto ainda aborda outros temas que, apesar do curto espaço que a Bel tinha para trabalhar, ela conseguiu inserir bem. Não li Dom Casmurro, então não tenho ideia de qual foi a referência (talvez o relacionamento abusivo?), mas gostei do texto conter menções a Taylor Swift (<3) e astrologia, porque isso é muito a cara da autora.
337 km (Pedrugo) - Júlio e Ramon se conhecem através do Facebook e não conseguem mais parar de conversar um com outro, já que têm tanto em comum. A única coisa que os separa é a distância, e isso pode ser um problema quando os sentimentos um pelo outro vão ficando mais fortes. Esse conto é recheado de referências (não apenas a Romeu e Julieta, mas também a séries, livros, Inês Brasil) e eu gostei de como isso não pareceu forçado, porque elas combinavam com as personalidades dos personagens. Os autores também tentaram abordar outros temas além do romance (já que é uma história LGBT), mas não tiveram muito espaço e talvez isso fique evidente demais na pressa que algumas coisas são "resolvidas". Além de romântico, o conto também é bem divertido.

Tag dos 50% - Parte 3

Oi, gente! Continuando com a Tag dos 50%, hoje a May vai responder quais foram as melhores leituras do ano até agora - e foi uma missão impossível fazer essa lista.



Resenha - P.S.: Ainda Amo Você

Resenha feita pela Luh!  
Título: P.S.: Ainda Amo Você
Título Original: P.S. I Still Love You
Série: Para Todos os Garotos Que Já Amei
1 - Para Todos os Garotos Que Já Amei (2015)
2 - P.S.: Ainda Amo Você (2016)
Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Americanas // Submarino

Não é tão bom quanto o primeiro, mas ainda é fofíssimo.
P.S.: Essa resenha não contém spoilers do primeiro livro, exceto na sinopse.

Sinopse: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.
Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.

A Trama: Depois de ter absolutamente me apaixonado pelo livro anterior, admito que tinha expectativas muito altas para P.S.: Ainda Amo Você e gostei muito do livro. Admito que não foi tão bom quanto o primeiro, por dois motivos simples: a imaturidade dos personagens e o final, que não me agradou muito.
Porém, é claro que o livro ainda é ótimo, tem tudo o que você poderia desejar de um romance contemporâneo: muitas cenas fofas, beijos, intrigas, mentiras, família e até um triângulo amoroso.
Eu estou muito ansiosa para descobrir como a trilogia termina e quero ler logo o último, porque esse livro te deixa louco para saber o que vai acontecer! Admito que uma coisa é verdade: não achei o final tão previsível, apesar de ter desejado que seguisse a rota mais previsível.

Resenha - Eu Sobrevivi ao Holocausto


Resenha feita pela Maay!
Título: Eu Sobrevivi ao Holocausto - o comovente relato de uma das últimas amigas vivas de Anne Frank
Livro Único.
Autora: Nanette Blitz Konig 
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 192
Ano: 2015
Saiba mais: Skoob

Uma narrativa intensa e comovente.

Sinopse: Como sobreviver a um campo de concentração? Estaria essa sobrevivência condicionada ao acaso do destino? Em um emocionante relato, Nanette Blitz Konig conta a história de um período em que ela e milhões de judeus foram entregues à própria sorte com a mínima chance de sobrevivência. Colega de classe de Anne Frank no colégio, Nanette teve a juventude roubada e perdeu a crença na inocência humana quando esteve diante da morte diversas vezes – situações em que fora colocada em virtude da brutalidade incompreensível dos nazistas. Hoje, aos 86 anos, Nanette vive no Brasil e expõe suas lembranças mais traumáticas aos leitores. As cenas vivenciadas por ela fizeram os mais experientes oficiais de guerra, acostumados a todos os horrores possíveis, chorarem ao tomar conhecimento. Em uma luta diária pela sobrevivência, Nanette deveria suportar o insuportável para manter-se viva. Através de um depoimento ao mesmo tempo sensível e brutal, ela questiona a capacidade de compaixão do ser humano, alertando o mundo sobre a necessidade urgente da tolerância entre os homens.

A Trama: Que eu gosto muito de livros sobre a Segunda Guerra Mundial, acho que vocês já puderam perceber. Mas nunca li nada parecido com isso... Nunca tinha sido colocada frente à realidade dos campos de concentração dessa forma.
Dos horrores desse período e do que ocorria dentro dos campos todos já ouviram falar, agora, ler esse relato através das palavras de uma pessoa que passou por isso, sobreviveu e conseguiu reconstruir sua vida, é... Indescritível. A força que a autora nos passa, os absurdos a que foi submetida, as cicatrizes físicas e psicológicas com as quais é obrigada a viver até hoje - é tudo tão cru, tão real. 
Minha única reclamação real sobre esse livro é a desnecessidade de estabelecer alguma ligação com Anne Frank. Entendo que é uma forma segura de vender mais, mas Segunda Guerra não é apenas Anne. Milhões de judeus foram vítimas do Holocausto e, apesar de ter se tornado uma espécie de mártir, ela não foi a única. Nanette e ela foram colegas de classe e se encontraram no campo de Bergen-Belsen, ok. Porém, o destaque que foi dado a isso foi um pouco forçado e acabou me incomodando. 

Resenha - Tá Todo Mundo Mal

Resenha feita pela 
Título: Tá Todo Mundo Mal
Livro único.

Autora: Jout Jout
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 200
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon // Submarino 

Sinopse: Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, ou Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De voltar frustrada das festas da adolescência por não ter encontrado o príncipe prometido por sua mãe a não fazer a menor ideia de que carreira seguir. Neste primeiro livro, ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão espirituosos e iluminadores quanto os vídeos de seu canal no YouTube. Família, corpo, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar ou mesmo o que fazer com os sushis que sobraram no jantar são algumas das questões que ela levanta e com as quais todos nós podemos nos identificar e até nos confortar - pois nada como conhecer uma crise alheia para aliviar nossas próprias neuras.

A Trama: O livro não traz mais do que o mesmo conteúdo que Jout Jout reproduz em seu canal do youtube, o Jout Jout Prazer (canal muito bom por sinal). Na verdade, algumas das crises contadas já são bem conhecidas de lá e a maioria é "inédita", mas é impossível ler sem visualizar a Julia e imaginar sua voz como se fosse mais um vídeo. A linguagem é divertida, característica de Jout Jout, tanto para falar de assuntos sérios quanto leves.
Tá Todo Mundo Mal não surpreende, e talvez não chame a atenção de quem ainda não conhece a youtuber, já que é mais fácil entrar na internet e procurar um de seus vídeos. Quem já acompanha seu canal não se decepciona já que o tom é o mesmo, mas ao mesmo tempo pode, como eu, achar o livro dispensável, mais interessante para quem tem uma relação mais de fã e deseja obter algum produto de Jout Jout para exibir ou guardar em sua casa.

Resenha - The Kiss of Deception

Título: The Kiss of Deception
Título Original: The Kiss of Deception
Série: Crônicas de Amor e Ódio
1- The Kiss of Deception
2- The Heart of Betrayal (2015 US)
3- The Beauty In Darkness (2016 US)
Autora: Mary E. Pearson
Editora: DarkSide Books
Páginas: 406
Ano: 2016
Saiba mais: Skoob
Comprar: 
Amazon // Saraiva // Submarino

Sinopse: 
Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
Quando se vê refugiada em um pequeno vilarejo distante o lugar perfeito para recomeçar ela procura ser uma pessoa comum, se estabelecendo como garçonete, e escondendo sua vida de realeza. O que Lia não sabe, ao conhecer dois misteriosos rapazes recém-chegados ao vilarejo, é que um deles é o príncipe que fora abandonado e está desesperadamente à sua procura, e o outro, um assassino frio e sedutor enviado para dar um fim à sua breve vida. Lia se encontrará perante traições e segredos que vão desvendar um novo mundo ao seu redor.
O romance de Mary E. Pearson evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor, e como ele pode nos enganar. Às vezes, nossas mais belas lembranças são histórias distorcidas pelo tempo.

A Trama: O plot principal da história todo mundo já sabe: Lia está presa a um casamento arranjado que ela não deseja, por isso decide fugir, indo parar em um pequeno vilarejo, em busca da sua liberdade. Pouco tempo depois, dois homens misteriosos surgem em Terravin, o que Lia não sabe é que um deles é o príncipe com quem deveria ter se casado, e o outro um assassino enviado pelo reino inimigo para matá-la. Ao longo da leitura, nós também não sabemos quem é o príncipe e quem é o assassino, e eu gostei bastante dessa dinâmica. Eu fui uma das pessoas que caiu na trama da autora, eu estava errada o tempo todo sobre quem seria quem. O início pode parecer um pouco lento, porque vamos nos acostumando àquela rotina de Lia, mas um pouco depois da metade, a história dá uma guinada e conseguimos ver realmente para que o livro veio, somos tirados daquela comodidade do vilarejo e jogados em um cenário onde não sabemos o que pode acontecer, para o bem ou para o mal. Sobre o sistema de magia, conhecemos muito pouco sobre ele nesse volume, mas do que conseguimos descobrir, dá para perceber que será bem interessante (e já dá vontade de ver a Lia toda destruidora), então espero que isso tenha mais espaço no próximo volume.