Resenha - Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter

Título: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter
Título Original: Ten Ways to Be Adored When Landing a Lord
Série: Os Números do Amor
1- Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar (2016)
2- Dez Formas de Fazer um Coração Se Derreter (2016)
3- Onze Leis a Cumprir Na Hora de Seduzir (Em breve/2017)
Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Extra

Fofinho e engraçado.

Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou. Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

A Trama: Apesar de ser o segundo livro de uma série, Dez Formas pode facilmente ser lido de maneira independente, sem prejudicar a compreensão da trama. 
Isabel é a filha de um conde que, ao invés de ser uma dama correta e contida, administra um refúgio para garotas que precisam de algum lugar para ficar. Extremamente competente e esforçada, Isabel está disposta a fazer quase tudo para manter seu refúgio a salvo e é exatamente assim que conhece Nick, um cavalheiro que não resiste a uma dama em apuros.
O romance é previsível, porém delicioso, e eu adorei que a trama também focou nas outras garotas presentes, aquelas que estavam fugindo de alguma coisa e se abrigando na casa de Isabel. A interação entre as mulheres e o clima de irmandade foi lindo, porém é claro que minha parte favorita do livro foi Nick. Também adorei a quantidade de cenas engraçadas, senti que passei o livro todo alternando entre suspirar pelos protagonistas e rir dos diálogos deles.

A Protagonista: Isabel é uma pessoa muito forte. Fiquei admirada com a maneira como ela lidava com tudo, muito madura por fora, mesmo que estivesse prestes a desabar internamente. Ela fazia um pouquinho de drama desnecessário na minha opinião, porém ainda assim adorei a personagem e sua teimosia. Além disso, apesar de jovem, ela tinha um carinho maternal pelas outras mulheres que achei muito fofo.

Os Personagens Secundários: Nick é o irmão gêmeo de Gabriel, protagonista do livro anterior, porém Nick é o irmão mais sério. Tendo um passado complicado, ele traz consigo muitos problemas, porém não deixa de ser absolutamente encantador. Adorei as cenas dele e fiquei impressionada com sua inteligência.
As meninas da "Casa de Minerva" (nome do refúgio de Isabel) pareciam ter ótimas histórias para contar e eu gostaria de saber mais sobre o passado de cada uma, mas ainda assim adorei o espaço que a autora conseguiu dar a elas. Afinal, as garotas eram a família de Isabel.

Capa, Diagramação e Escrita: Assim como a capa anterior, essa é elegante e até um pouco sexy, porém de uma maneira delicada. Gostei bastante das cores e do título, que rima. A diagramação interna é boa e no início de cada capítulo vem uma pequena lição para "conquistar um solteiro disponível" que eu achei hilário.
A escrita da Sarah é ótima. Suas cenas são engraçadas e envolventes, todas fluindo em um ritmo gostoso, e os diálogos são brilhantes! Só fica o aviso de que o livro tem algumas cenas bem explícitas, então cuidado.

Concluindo: Com romance quente, personagens engraçados e um cenário tão apaixonante, é um livro delicioso que acaba rápido demais.