Resenha - A Caminho do Azul Sereno

Título: A Caminho do Azul Sereno
Título Original: Into the Still Blue
Série: Never Sky
1- Sob o Céu do Nunca (2015)
2- Pela Noite Eterna (2016)
3- A Caminho do Azul Sereno (2017)
Autora: Veronica Rossi
Editora: Rocco
Páginas: 352
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino

Um bom desfecho.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers dos livros anteriores, exceto na sinopse.

Sinopse: Aria e Perry estão determinados a encontrar o Azul Sereno, o último refúgio contra as tempestades de éter, cada vez mais constantes no mundo em que vivem. Mais do que o amor proibido que os mantém ligados, eles precisam unir Forasteiros e Ocupantes se quiserem sobreviver, e salvar a vida daqueles que amam. Sem escolha e determinados a permanecerem juntos, contra todas as probabilidades, os dois protagonistas partem para a mais perigosa de suas aventuras, que não só colocará à prova seu amor, coragem e capacidade de liderança, como também exigirá grandes sacrifícios. Será que eles estão preparados para a jornada A caminho do Azul Sereno?

A Trama: Após dois livros trabalhando na trama principal sobre o que estava acontecendo no mundo em Never Sky, finalmente conseguimos ver o desfecho e descobrir se há um lugar seguro ou não. 
Eu achei que, de todos os livros, esse foi o que teve menos desenvolvimento na trama - parecia uma luta sem fim. Por outro lado, gostei que a autora não tornou as coisas fáceis, cada conquista veio com seu preço e isso foi muito realista. Ainda, as diferenças entre os Forasteiros, pessoas que viveram suas vidas aprendendo a sobreviver como antigamente, e os Ocupantes, uma parcela da população que tinha muitas facilidades e tecnologia ao seu dispor, foram intrigantes e muito bem exploradas.
Só acho importante deixar um porém: esse livro foi lançado nos Estados Unidos naquela época da "moda das distopias", então para quem já leu muitos livros nesse estilo, a trama pode parecer bem repetitiva.

Os Protagonistas: Ária foi a personagem que mais amadureceu durante os livros, apreciei sua confiança e a maneira como a garota sempre tentava lutar suas batalhas, mesmo que fosse difícil.
Entretanto, Perry foi meu personagem favorito nessa conclusão da trilogia. Senti que agora realmente conseguia compreender o personagem e seus dilemas, apesar de Perry ser um pouco "perfeito" demais no final. Adorei que ele tentava dar tudo de si para os outros, sempre buscando o melhor daqueles ao seu redor.

Os Personagens Secundários: Roar é um personagem formidável e apesar de ele estar meio carrancudo nesse livro, continuo gostando de sua personalidade fácil e transparente. Eu diria que os "vilões" foram os personagens que receberam mais espaço na trama, o que foi importantíssimo para compreender melhor o que estava acontecendo, então foi ótima que a autora tenha se dedicado nesse ponto.

Capa, Diagramação e Escrita: Como não adorar as cores dessas capas? Gostei especialmente do efeito do título, que tem uma "aura" azul. A imagem em si não é magnífica nem nada, mas combina com as anteriores, então gostei.
A escrita da Veronica continua muito criativa, apesar de não ter se aprofundado muito nas descrições dessa vez.

Concluindo: Adorei a conclusão da trilogia, que conseguiu responder às maiores dúvidas e ainda matar as saudades dos personagens fofos. É uma pena que a série tenha acabado, e achei que esse último livro poderia ser um pouquinho maior, porém estou feliz de ter apostado na série.