Resenha - Os Lendários Heróis de Green Wood

Título: Os Lendários Heróis de Green Wood
Série: Os Guardiões do Cálice de Fogo
1 - Os Lendários Heróis de Green Wood (2015)
Autor: Alex Godoi
Páginas: 160
Saiba mais: Skoob
Comprar: Cultura // Editora Scortecci

Para quem desejar, o primeiro capítulo está disponível online aqui!

Sinopse: Em uma terra distante chamada Green Wood, quatro jovens aventureiros são vítimas dos ataques sofridos em seus vilarejos pelo general Latril e seu maldito exército.
Forjados na dor pela morte de seus familiares, com ajuda de três amigos, o destino os unirá e, fortalecidos pela amizade, buscarão o paradeiro do assassino para o acerto de contas.
Em meio à aventura, abordados inesperadamente pelo bardo Fenrir, os jovens serão levados à épica missão de retomar a fortaleza dos guardiões (o Santuário) da tirania do imperador das trevas.
Os jovens aventureiros se encontrarão no meio de sete guardiões do cálice de fogo liderados na batalha pelo druida Guillian. A jornada os levará ao desconhecido, por terras repletas de elfos, anões, grifos, centauros, cães infernais, sereias, gnomos, homens-lagartos, polvos gigantes, feiticeiros, uma aventura de tirar o fôlego!
Conseguirão os guardiões reaver sua fortaleza e deter o mal que ameaça a paz em Green Wood? Os jovens aventureiros terão êxito em sua busca? Será feita justiça com o sangue inocente derramado? 
Nesta fantástica aventura, valores como amizade e fidelidade, e a contraposição entre o bem e o mal, a razão e o coração definirão o futuro dos reinos de Green Wood.

A Trama: O livro lembra muito um jogo de RPG. Temos uma profecia, um grupo de heróis, "classes" como rangers e magos, tudo lembra um RPG. Os capítulos são separados como se fossem missões e o grupo sempre acaba se metendo em confusões, o que resulta em muitas cenas de luta. Por ser um livro curto, as cenas são rápidas e os heróis logo seguem para a próxima parte de sua jornada.
Apesar de divertidos, achei os capítulos um pouco repetitivos, como se todos seguissem um mesmo roteiro. Senti falta de mais cenas lentas, daquelas onde todos simplesmente interagem, sem a necessidade de uma grande luta ou perigo de vida.
O final seguiu a mesma linha que o resto da trama, porém já preparando o leitor para o próximo livro da série.

Os PersonagensMeu grande problema com esse livro está nos personagens. Para começar, são tantos personagens "principais" que no início é difícil saber quem é quem e, mesmo assim, todos me pareceram bem semelhantes, sem aquelas peculiaridades que definem a personalidade de uma pessoa. Além disso, durante todo o livro senti a falta de um elemento importante: a motivação. Ninguém faz as coisas apenas por ser muito bom ou muito malvado, há a necessidade de uma motivação real e eu não conseguia extrair a motivação dos personagens e, portanto, suas ações ficam sem sentido.

Capa, Diagramação e Escrita: Eu adorei a capa e a diagramação interna do livro. As ilustrações são interessantes e combinam com a trama. O livro poderia usar uma revisão, porém não encontrei muitos erros.
A escrita não é ruim, porém é um pouco rasa. Senti falta de mais detalhes na relação entre os personagens principais e, às vezes, de descrições mais aprofundadas do cenário. 

Concluindo: É um livro bom para os fãs de RPG, no mesmo estilo das campanhas. Entretanto, não é muito profundo, então provavelmente os leitores mais exigentes vão sentir falta de detalhes. É bom também para leitores mais jovens, na faixa de 12 anos, que vão adorar as cenas de luta.