Resenha - Doctor Who: 12 Doutores,12 Histórias

Título: Doctor Who: 12 Doutores, 12 Histórias 
Livro Único. 
Autor: Eoin Colfer; Neil Gaiman, Richelle Mead, Holly Black et Al.
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 480
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva \\  Cultura

I'm the Doctor!!!

Sinopse: Não é qualquer universo que pode receber 12 visitantes tão ilustres e acolher 12 interpretações tão radicalmente diferentes do mesmo herói. Doctor Who, o fenômeno cultural britânico que conquistou o mundo, a série de ficção científica mais antiga da televisão, conta as aventuras do Doutor, um alienígena de aparência humana que trafega livremente pelo tempo e o espaço. Fascinado pelo planeta Terra e a humanidade, o Doutor está sempre acompanhado de um terráqueo enquanto viaja na sua nave, a TARDIS, por todos os cantos do universo e da história. Para celebrar os 50 anos da série, completados em 2013, 12 dos maiores nomes da literatura fantástica da atualidade entre eles Eoin Colfer, Marcus Sedgwick, Philip Reeve, Richelle Mead, Neil Gaiman e Holly Black homenageiam o personagem com histórias inéditas na aguardada coletânea Doctor Who: 12 doutores, 12 histórias. Em 51 anos de TV, o Doutor foi interpretado por 12 atores diferentes, cada um deles uma encarnação diferente do personagem, com personalidades e trejeitos diferentes. As muitas faces do Doutor e suas jornadas infinitas ofereceram aos criadores da série a liberdade de explorar não só as galáxias e profundezas do tempo, mas também temas que vão do lírico ao terror, numa verdadeira investigação do coração e da mente do ser humano. É essa mesma liberdade de imaginação que agora vemos nas mãos de 12 dos autores de ficção mais queridos da atualidade, que foram conquistados pelas peripécias do Doutor, alguns desde que eram crianças, e que agora compartilham com os fãs dele e seus próprios leitores 12 visões muito particulares do personagem mais cativante deste lado da galáxia. Lançada pela BBC britânica em 1963 e exibida em mais de 60 países, a série Doctor Who segue arrebatando novos fãs a cada dia e inspirando autores de fantasia e ficção científica de todo o mundo. As histórias reunidas na coletânea Doctor Who: 12 doutores, 12 histórias também estão disponíveis individualmente em e-book.

A Trama: Doctor Who: 12 Histórias, 12 Doutores é um livro de contos que aborda todas as existências do Doutor até a publicação do mesmo. Para os desavisados, Doctor Who é uma série britânica clássica de ficção científica, onde um alienígena humanoide viaja em uma "nave" em formato de cabine telefônica pelo tempo e espaço (para os fãs - como eu - a explicação poderia ser mais detalhada, mas praticidade é vida). 

As Personagens: Não vou falar dos personagens secundários, por que além de muitos eles são ligeiramente superficiais - não de forma a prejudicar a qualidade da escrita, mas também não importantes a ponto de serem citados. Sobre nosso protagonista, ele é o mesmo "ser" mas tem ligeiras mudanças de personalidade e estilo de acordo com suas regenerações. Explicando: O Doutor é um Senhor do Tempo, que têm em seu ciclo de vida a habilidade de tomar um novo corpo quando ele é ferido gravemente (ou seja, quando acontece algo que supostamente causaria a morte de um indivíduo normal, ele consegue "fabricar" um novo corpo - já adulto, que têm personalidade própria e normalmente peculiar). Ele costuma escolher companheiros humanos para suas viagens, onde ajuda diversas espécies e planetas com situações extremamente divertidas, elaboradas e insanas.

Capa, diagramação e Escrita: A capa é de uma brochura incomum, não chega a ser Dura, mas também não é maleável como as comuns. A cor e o design minimalista da Tardis são lindos e muito característicos. A diagramação é simples e amei a silhueta de cada Dr no inicio dos contos. As escritas são variadas, mas todas fiéis e fluidas - meus contos preferidos são dos autores que citei acima, no cabeçalho.


Concluindo: Eu amo Doctor Who, é a minha série preferida, então dificilmente eu não iria gostar do livro - apesar de não me encantar com livros de contos eu mal notei a mudança entre as tramas pois a série já têm uma vertente volúvel, então mudanças abruptas não são tão impactantes. Além disso embora curtos, todos os contos são bem completos. Recomendo a todos que assistam a série e leiam o livro como complemento, vocês nunca irão se entediar com o Doutor.