Resenha - Status: Em Muitos Relacionamentos Complicados

Título: Status: Em muitos relacionamentos complicados
Título Original: Available: A Memoir of Heartbreak, Hookups, Love and Brunch
Autor: Matteson Perry
Editora: Fábrica231
Páginas: 256
Ano: 2017
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino

Hilário e muito louco.

Sinopse: Tinder, Happn e dezenas de outros aplicativos de relacionamentos disponíveis no mundo virtual facilitaram, e muito, a vida de quem está a procura de um par, seja para um encontro descompromissado ou mesmo para algo mais sério. Mas diante de tantas possibilidades, quais são as chances de “dar match” na vida real? O roteirista e ator de stand up comedy Matteson Perry resolveu escrever sobre o assunto com base em suas próprias experiências. Tímido, meio nerd, sua vida amorosa nunca foi das mais bem-sucedidas. Já na casa dos 30 anos, quando sua namorada resolve deixá-lo do dia para a noite, Matt desenvolve um plano: Ficar solteiro por um ano. Conhecer várias mulheres. Ninguém sair ferido. Determinado a sair da sua zona de conforto, se divertir um pouco e se conhecer melhor, ele mergulha de cabeça no mundo da paquera e dos relacionamentos digitais e conhece 29 garotas diferentes. Mas como será que seu coração sairá dessa? Uma história divertida e ousada que mostra que as relações no mundo de hoje não são tão fáceis e acessíveis quanto parecem.

As histórias: Matteson baseou o livro em experiências reais que ele teve enquanto, logo após ser chutado, percebeu que passou a maior parte da vida pulando de um relacionamento para o outro, praticamente sem ficar solteiro.
O livro é moderno, com muitas conversas por mensagens de texto e encontros combinados em aplicativos de paquera, porém a essência da história, para mim, é baseada em Matteson descobrindo os prazeres e as desgraças de ser uma pessoa solteira na casa dos trinta anos em uma cidade grande.
Não vou dizer que todas as histórias do autor são absolutamente envolventes e hilárias, porque algumas ficam meio repetitivas, mas a maioria me deixou entretida e algumas até me fizeram rir e marcar citações e mais citações - que não posso compartilhar com vocês, porque a linguagem é bem gráfica.
Apesar de ser um livro de não-ficção, parece um livro de pequenas crônicas sobre as mulheres que passaram na vida do autor, cada uma com suas peculiaridades. Matteson não é um cara muito legal, na maior parte do livro, e apesar de tentar justificar suas ações, ele não deixa de contar alguma coisa porque é moralmente repreensível, então minha parte favorita do livro foi sua honestidade. Nem todos os encontros são bons - na verdade, a maioria é ruim -, o autor magoa algumas mulheres e é magoado também, mas em geral é um relato maravilhoso do relacionamentos nessa época moderna.

Capa, Diagramação e Imagens: Amei a parte gráfica do livro. Achei a capa muito mais bonita que a original, sem falar que combina perfeitamente com o conteúdo, e a fonte interna é cheia de pequenas diferenças para marcar mensagens de textos, listas importantes e até monólogos internos do autor.
A escrita de Matteson foi o ponto alto do livro. Definitivamente não recomendaria para os mais jovens, porque há algumas descrições sexuais e dois capítulos totalmente dedicados à experiência do autor com drogas, porém é essa honestidade sem medidas que me conquistou. Falando nisso, não é um livro para pessoas que não tem a mente aberta, já que o autor consegue ser bem cretino às vezes e honesto demais em outras ocasiões.

Concluindo: Realmente me surpreendi e me diverti mais do que esperava. Talvez nem todo mundo se identifique com o livro, porém eu adorei e fiquei feliz por ter dado uma chance às ideias loucas do autor, que me renderam boas risadas e até algumas reflexões.