Resenha - Kobane Calling

Resenha feita pela Lary
Título: Kobane Calling - Ou como fui parar no meio da Guerra na Síria
Título Original: Kobane Calling
Autor: Zero Calcare
Editora: Nemo
Páginas: 272
Ano: 2017
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon // Folha

Sinopse: Viajando como enviado de um jornal italiano, o quadrinista Zerocalcare atravessa os confins da Turquia, do Iraque e do Curdistão Sírio para chegar à cidade de Kobani ao encontro do exército de mulheres curdas, que luta contra o avanço do Estado Islâmico. A partir dessa viagem, Zerocalcare produz uma reportagem de sinceridade pungente, um testemunho indispensável e perturbador que transmite a complexidade e as contradições de uma guerra muitas vezes simplificada pela mídia internacional e pelos discursos políticos. Tudo isso com um tom inimitável, extremamente bem-humorado e ao mesmo tempo tocante – a linguagem e o universo de um autor que sabe como ninguém representar as pessoas, o cotidiano, os medos e as aspirações de sua geração. Blogueiro e autor de quadrinhos com viés autobiográfico, Zerocalcare é um fenômeno editorial de um sucesso sem precedentes na história dos quadrinhos italianos, pronto para conquistar o mundo.
A Trama: ZeroCalcare é um quadrinista italiano, a pedido do jornal em que trabalhava ele vai para a Síria, e na cidade de Kobani se depara com a resistência da população ao Estado Islâmico. Eu amei toda a construção dessa Graphic Novel. Eu não gosto de histórias de guerra, reais ou não - e normalmente absorvo as informações passadas pelos jornais o mínimo necessário para manter meu conhecimento, (me julguem a vontade - mas eu tenho uma parcela e tanto de sofrimento na vida, e simplesmente não me divirto ou me interesso pelo drama alheio como entreterimento, por isso o gênero e histórias desse tipo não me atraem - eu amo livros, por poder viver aventuras, romances, viagens e coisas maravilhosas com eles, e não sofrer os lendo. Com o intuito de fazer a diferença, prefiro fazer algo fisicamente como ZeroCalcare, do que ficar sentada sofrendo e perdendo tempo.) mas eu amo HQs, e imaginei que isso poderia tornar toda a experiÊncia diferente.



Resenha - O Livro das Listas



Título: O Livro das Listas
Autor: Renato Russo
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 220
Ano: 2017
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva 

Uma chuva de filmes, músicas e livros para você incluir nos seus desejados.

Sinopse: 
Além de artista compulsivo, dotado de uma criatividade sem limites, Renato Russo era também um ávido consumidor de toda forma de arte. Durante sua vida breve e produtiva, entre um palco e outro, estúdios e turnês, o líder da Legião Urbana usou todo seu tempo livre para descobrir novas obras e revisitar as que amava. Discos, livros, filmes, artistas e referências variadas eram rapidamente integradas ao vasto repertório de Renato, que organizava seu pensamento criativo por meio de listas, muitas listas. Feito a partir das anotações do artista, até hoje inéditas ao público, este livro apresenta um panorama de suas grandes influências acompanhadas de informações acerca dos artistas e obras mencionadas. Reveladoras dos temas de interesse que podem ter influenciado as composições de Renato, as listas não apenas serviam para classificar o que ele já conhecia e para indicar o que ele ainda pretendia ler, ouvir, assistir e viver, como também são uma forma de conhecer o processo criativo de um dos grandes nomes da cultura popular brasileira.

A Trama: Se você já leu as outras duas obras de Renato Russo publicadas pela Companhia das Letras, já percebeu que Renato gostava (muito) de fazer listas. E esse livro nada mais é do que a reunião dessas inúmeras listas: de músicas, filmes, livros, artistas, o que fazer...
Cada lista apresentada nos permite entender um pouco melhor como funcionava a cabeça do músico - e também é uma ótima oportunidade para aumentarmos exponencialmente nossa lista particular de filmes para assistir/músicas para ouvir/ livros para ler. 

Resenha - Fraude Legítima

Título: Fraude Legítima
Título Original: Genuine Fraud
Livro Único
Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 280
Ano: 2017
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino


Sinopse: Jule West Williams é uma garota capaz de se adaptar a qualquer lugar ou situação. Imogen Sokoloff é uma herdeira milionária fugindo de suas responsabilidades. Além do fato de serem órfãs, as duas garotas têm pouco em comum, mas isso não as impede de desenvolver uma amizade intensa quando se reencontram anos depois de terem se conhecido no colégio. Elas passam os dias em meio a luxo e privilégios, até que uma série de eventos estranhos começa a tomar curso, culminando no trágico suicídio de Imogen e forçando Jule a descobrir como viver sem sua melhor amiga. Mas, talvez, as histórias das duas garotas tenham se unido de maneira inexorável — e seja tarde demais para voltar atrás.

A Trama: Serei honesta com vocês. Eu não costumo ler suspenses, e esse livro trata de um suspense young adult. A narrativa meio que começa pelo fim, e vai voltando poucas semanas ou meses a cada novo capítulo. Eu achei bem confuso até mais ou menos metade do livro, mas provavelmente porque nunca tinha lido algo nesse formato. Definitivamente é interessante e original, cada novo capítulo vai te dando pequenas pistas de quem realmente são Jule e Imogen, as principais personagens, e do que aconteceu com elas.
A trama demonstra, em certos trechos, o estilo young adult com toda a certeza. As personagens são bem jovens e ainda tem um pouco daquele ar de festas, romances e etc. Ao mesmo tempo, conforme me aproximava do fim do livro, eu me sentia como se estivesse lendo um suspense adulto, da mesma qualidade.