Resenha - Belas Adormecidas

Resenha feita pela Lary
Título: Belas Adormecidas
Título Original: Sleaping Beauties
Autor: Stephen King, Owen King
Editora: Suma de Letras (Cia das Letras)
Páginas: 728
Ano: 2017
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Americanas // Submarino

Me segura que minhas pernas ainda estão bambas! 

Sinopse: Pelo mundo todo, algo de estranho começa a acontecer quando as mulheres adormecem: elas são imediatamente envoltas em casulos. Se despertadas, se o casulo é rasgado e os corpos expostos, as mulheres se tornam bestiais, reagindo com fúria cega antes de voltar a dormir. Em poucos dias, quase cem por cento da população mundial feminina pegou no sono. Sozinhos e desesperados, os homens se dividem entre os que fariam de tudo para proteger as mulheres adormecidas e aqueles que querem aproveitar a crise para instaurar o caos. Grupos de homens formam as “Brigadas do Maçarico”, incendeiam em massa casulos, e em diversas partes do mundo guerras parecem prestes a eclodir. Mas na pequena cidade de Dooling as autoridades locais precisam lidar com o único caso de imunidade à doença do sono: Evie Black, uma mulher misteriosa com poderes inexplicáveis. Escrito por Stephen King e Owen King, Belas Adormecidas é um livro provocativo, dramático e corajoso, que aborda temas cada vez mais urgentes e relevantes.

A Trama: Uma estranha epidemia se alastra pelo mundo, todas as mulheres sem exceção entram em coma logo após cair no sono, de forma tranquila uma fina seda produzida pelas mesmas as envolvem e protegem seu sono. Ao tentar abrir os casulos de forma forçada, suas ocupantes reagem atacando o "agressor" furiosamente para depois retornar ao sono profundo. Desesperada a população masculina se vê  sozinha e perdida diante da situação. Inicialmente muitas mulheres ainda se mantém de pé, mas ao longo da trajetória do livro todas acabam adormecendo... Exceto por Evie, inesperadamente ela consegue dormir e acordar sem nenhum problema, além de ter algumas outras... peculiaridades. A trama então se centra em Dooling, onde Evie reside e nas várias vertentes comportamentais masculinas decorrentes da epidemia.


Personagens: Jesus, por onde eu começo? Não sei se King se superou mas com certeza esse é um dos seus livros com mais personagens; Eles são tantos que há uma lista extensa no inicio do livro responsável por indicar ao leitor, as ocupações e ambientações das personagens na estória. Eu ainda não li Sobre a Redoma, que está encalhado na minha estante há um tempo, mas depois de ver alguns episódios da série posso confirmar que é razoavelmente o mesmo nível de personagens e ambientação local (muitas vezes ele me faz enxergar essas pequenas cidades como organismos vivos). Amei a abordagem crítica e claro feminista em expor todas as consequências de um mundo sem mulheres, inclusive há até um discurso sobre isso no próprio livro - não por expor essa ideia, mas sim por desenrolar e trabalhar no resultado dela. Todas as personagens são intrincadas e desenvolvidas, mas há várias nuances de personalidade apenas insinuadas pelos autores, vi varias críticas negativas aos personagens, mas acho que na verdade há uma dificuldade em enxergar por trás da superfície do livro e das personagens. Principalmente em relação à própria Evie.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa é divina, amei a ilustraç
ão, a diagramação é simples e polida, e a escrita... King, não há melhor forma para definir isso, para quem já leu algo do autor sabe de sua apreciação por descrições e detalhes, pessoalmente eu diria que gosto disso na medida certa, não li nem metade do compêndio do autor, mas na maioria dos livros que li, ele usa isso como uma ferramenta de imersão, absorvo tanto seus livros que esqueço o mundo ao redor - e apesar de Belas adormecidas ser um "daqueles" calhamaços, a leitura fluiu fácil e muito rápido.
 
Concluindo
:
O final me surpreendeu, n
ão tão "King Pai" talvez? Seria mentira se eu dissesse que consigo diferenciar a escrita de cada um, o livro é completo, unificado e muito imersivo, só o final que me gerou uma falta de acidez - não que ele já não tenha feito alguns do mesmo tipo anteriormente - mas de qualquer forma foi um final satisfatório, explicativo e convincente; Para alguns talvez pai e filho tenham deixado pequenas pontas soltas, mas na minha interpretação tudo foi explicado de forma explícita ou plausível de dedução. Belas adormecidas é um daqueles livros que me faz suspirar e amar ser uma leitura, recomendo para todos! Seja você fã de King, de suspense,  sobrenatural, da vida humana, do horror ou... da arte, leia Belas Adormecidas e se deleite na perfeição.