Resenha - Geekerela


Título: Geekerela
Título Original: Geekerella
Autora: Asheley Poston
Editora: Intrínseca
Páginas: 384
Ano: 2017
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Saraiva 

Sinopse: 
Quando Elle Wittimer, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de seu pai morrer, ele transmitiu à filha sua paixão pelo clássico de ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca tinham ouvido falar da série. Mas a produção do filme anunciou um concurso de cosplay numa famosa convenção valendo um convite para um baile com o ator principal, e Elle não consegue resistir. Na Abóbora Mágica, o food truck vegano onde trabalha, ela encontra a ajuda de uma amiga cheia de talentos para moda que vai criar o traje perfeito para a ocasião. Afinal, o concurso é a chance de Elle se livrar das tarefas domésticas impostas pela terrível madrasta e das irmãs postiças malvadas. Já Darien Freeman, o astro adolescente escalado para ser o protagonista do filme, não está nada ansioso para o evento, embora o papel seja seu grande sonho. Visto como só mais um rostinho bonito, o próprio Darien também está começando a achar que se tornou uma farsa. Até que, no baile, ele conhece uma menina que vai provar o contrário. Esta releitura de Cinderela transporta para o universo nerd os principais elementos do clássico conto de fadas, fazendo uma verdadeira homenagem a todos aqueles que sabem o que é ser fã e se dedicar de coração àquilo que amam.

A TramaVou começar com a única parte que realmente não achei brilhante: é bem previsível. Principalmente por ser um retelling, a autora manteve todos os elementos que conhecemos da história clássica da Cinderella e, por isso, é fácil dizer para onde o livro vai te levar. Mas como já diz aquela velha história: o que importa não é o final, é o caminho! E, senhor, essa história foi sim uma grande aventura!
Gostei muito de que a autora criou todo um mundo particular que venera essa série de batalha no espaço, Starfield, e que ela conseguiu balancear toda essa magia intergaláctica com a magia de um clássico que a gente já conhece desde criança. As partes mais modernas da história foram o grande brilho da narrativa e o que me fez gostar tanto da leitura.

Os Personagens: É fácil saber o que esperar dos personagens principais - até porque todos nós conhecemos a história clássica da Cinderella. Então pode ter certeza de que a Danielle vai ser boazinha, a madrasta é malvada, uma das irmãs postiças é invejosa e a outra compactua com as maldades. Porém, o livro me ganhou nos personagens secundários. A grande riqueza foi a construção de vários personagens complexos que permeiam a história central e que (pasmem) também têm direito a um passado, presente e futuro! Gostei muito do fato da autora dar importância e vida a tantos outros personagens que constroem esse mundo geek e que te dão vontade de mergulhar de cabeça nesse mundo de Starfield.
Um amor em particular pela Hera, amiga-virada-em-fada-madrinha, e pelo próprio Darien, principe-encantado-da-federação-geek. Gostei muito de poder ver o passado deles entrando em cena e interferindo na narrativa.

Capa, Diagramação e EscritaA escrita da autora é de leitura extremamente rápida e me lembrou um pouco uma fanfic (mas daquelas bem escritas, óbvio). Porém, assim como em fanfics, não foi muito marcante.
Mas vamos falar em especial desse projeto de capa que ficou incrível. Além de ser uma capa que representa muito bem a história toda, nós temos praticamente todos os personagens principais da história representados na capa, contra capa e orelhas. Como se isso não bastasse, toda a parte interna da capa tem imagens de referências do próprio livro. É um conjunto de easter eggs para todo mundo que leu o livro e se apaixonou por todos esses elementos geeks. Gostei muito porque me lembrou o que é ser adolescente e ser muito fã de alguma coisa em especial - seja de uma banda, de um filme ou mesmo de um livro.

Concluindo: É um retelling de Cinderella? É. É previsível? Com certeza. Porém, foi uma das leituras mais gostosas que eu fiz em muito tempo. Se você algum dia já gostou de fanfics ou está procurando por uma leitura rápida para ficar de bom humor, esta é uma ótima opção. Você vai encontrar referências de Star Wars, Star Trek, passear por eventos de cosplay e se indignar por nunca poder assistir um episódio de Starfield.
Como fã assumidíssima da cultura nerd, esse foi um livro que me fez acreditar de novo em contos de fadas (talvez em alguns um pouco mais modernos e realistas). Acima de tudo isso, é um grande ode ao mundo geek e a todos os fãs desse universo.