Resenha - A Garota do Calendário: Janeiro

Título: Janeiro
Título Original: January
Série: A Garota do Calendário
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 144
Ano: 2016 
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Submarino

SinopseEla precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street JournalMia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

A TramaA sinopse já resume bem o livro, apesar de deixar parecer que o mesmo trará mais história do que ele realmente tem. A Garota do Calendário é uma série de livros eróticos, mas isso não deveria significar que, por esse motivo, a autora não precisaria desenvolver uma história além do sexo para o leitor acompanhar. Mas é basicamente o que acontece. O livro é curto e posso dizer que praticamente mais da metade dele é composta por cenas de sexo, o que é ótimo se é só isso o que você está procurando. Para mim faltou aquele "quê" a mais para eu me envolver melhor. Sem contar que a autora praticamente se atropela para fazer o livro andar mais rápido.

Os PersonagensApesar de todos os defeitos, Mia e Wes conseguem ser carismáticos. Sendo a protagonista, senti que a autora pecou em aprofundar mais a personalidade de Mia. Mesmo que ela falasse firmemente sobre alguma coisa, parecia que na hora dessa coisa realmente acontecer ela não tava mais nem aí. Wes é o típico "galã" desse tipo de história, bem charmoso enquanto você lê, mas nada memorável depois que termina a leitura.

Capa, Diagramação e EscritaApesar de bem genéricas, as capas dessa série têm uma composição bonita. A diagramação é simples e a revisão não possui muitos erros. A escrita da autora é fluida, mas, como disse antes, parece que ela se atropelou para fazer a história andar rápido. Não há muito desenvolvimento de um plot mesmo, se focando mais nas cenas de sexo, que são bem escritas.

Concluindo
Se você gosta desse tipo de livro, é um bom passatempo. Não vai trazer nada de novo e não tem muita história, mas provavelmente você vai se divertir com o objetivo principal dele.