Resenha - Conte-me Seus Sonhos

Título: Conte-me Seus Sonhos
Título Original: Tell Me Your Dreams
Livro Único.
Autor: Sidney Sheldon
Editora: Record
Páginas: 352
Ano: 2011
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon

Eu não poderia deixar de resenhar o livro que mais me surpreendeu esse ano, não é mesmo?!

SinopseConte-me seus sonhos é considerado o mais inusitado e surpreendente romance do mestre Sidney Sheldon. Nele, Ashley Patterson - uma bela executiva que trabalha com a desinibida Toni Prescott e a sensível Alette Peters numa empresa de tecnologia no Vale do Silício - torna-se suspeita de uma série de assassinatos. O mistério aumenta quando a polícia descobre um presente que uma das vítimas enviou para sua colega de trabalho Toni Prescott. As evidências apontam uma ligação entre as três suspeitas: Ashley, Tony e Alette Peters - mas apenas uma delas conhece a verdade.

A TramaEsse livro ficou parado na minha estante por uns dois anos, e não acredito que demorei tanto tempo para pegá-lo! Ao mesmo tempo fico feliz, porque tenho certeza que não conseguiria apreciá-lo da mesma forma alguns anos atrás. A história me pegou desde o começo, e era difícil deixar o livro de lado, por isso consegui lê-lo em um dia. A história é dividida em três partes, e uma conseguiu ser mais interessante que a outra (eu não conseguia parar de pensar que estava assistindo um episódio de Law & Order SVU na segunda parte). Algumas coisas do plot principal estão um pouco erradas e exageradas, mas é um thriller, então entendo o motivo do autor ter ido um pouco além com tudo.



Os PersonagensA parte mais interessante do livro com certeza são os personagens, e conhecê-los torna-se uma coisa que o leitor quer mais e mais. Ashley, Toni e Alette tem personalidades diferentes e, juntas, tornam a história mais empolgante. Não conseguiria falar muito sobre elas sem entregar algumas coisas importantes do plot, mas tenho certeza de que qualquer um iria adorar conhecê-las também.

Capa, Diagramação e EscritaEssas capas novas dos livros do Sidney são bem genéricas e não deixam transparecer muito sobre a história, mas nesse caso eu gosto do minimalismo dessa capa. A escrita do Sidney é bem fluida e consegue prender o leitor assim que se inicia a leitura. É quase impossível largar o livro, porque a curiosidade de saber o fim da história é mais forte que nossa necessidade de fazer qualquer outra coisa.

Concluindo
Eu amei muito esse livro! Não sei porque eu achei que fosse ficar empacada com a escrita do Sidney Sheldon, já que eu li Se Houver Amanhã alguns anos atrás e ele é um dos meus livros favoritos. Eu levei seis anos para finalmente ler outra coisa dele, e não posso deixar isso acontecer novamente. Quero muito ler mais de suas obras, e felizmente eu tenho mais dois livros na minha estante. Espero ter que comprar mais em breve.