Resenha - O Maior Espetáculo da Terra

Título: O Maior Espetáculo da Terra
Livro Único.
Autor: Leo Oliveira, Glau Kemp, Juliana Daglio e Ivan 
Editora: Amazon
Páginas: 342
Ano: 2018
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon 

SinopseRespeitável público! Bem-vindos ao maior espetáculo da terra, onde a magia embaixo das lonas é tão verdadeira como o ar em seus pulmões. Ninguém pode ver ou tocar, mas está dentro de nós. Um sopro de vida em um circo de almas perdidas.Senhoras e Senhores das fileiras da frente, me perdoem se um pouco de sangue ultrapassar o picadeiro. Senhoras e senhores das arquibancadas, se virem algum gatuno passar por baixo da lona saibam que o ingresso tem o custo de uma alma e no final todos têm que pagar.
Mantenham os olhos bem abertos pois o espetáculo só acaba quando as luzes se apagarem.
Por isso, espero que ninguém tenha medo do escuro.

A TramaDos livros de contos nacionais que eu venho lendo ultimamente, esse aqui foi o que mais me desapontou. Não consegui me conectar muito bem com esse livro, o começo me deixou intrigada e animada para a leitura, mas essa animação foi ficando morna ao longo do livro. Ele começa com um tipo de "prólogo", e continua com quatro "contos" que formam a mesma história, como se cada autor tivesse escrito um capítulo. A ideia do livro é boa, mas a execução ficou um pouco confusa, sem contar que as histórias se repetiam um pouco e nos erros de continuidade de um conto pro outro.

Os Personagens: Se tratando da mesma história, os personagens também são os mesmos, cada autor contando sobre a perspectiva de cada um em seus contos. Bernard é o grande vilão da história, tomando poder sobre as almas daqueles que trabalham no Circo das Almas, e sempre querendo mais. Não posso falar muito sem dar grandes spoilers, só digo que poderia ter sido um personagem bem mais interessante se tivesse sido feito um pouco mais carismático. Quanto aos outros, são personagens que vamos conhecendo ao longo do livro e a história de um leva à história do outro. Alguns são personagens odiosos, mas outros são de dar pena, como Llewelyn e Alyssa, por exemplo.

Capa, Diagramação e EscritaAcho a capa lindíssima, tenho certeza que ficaria linda numa edição física. Esse livro foi escrito a quatro mãos, mas parece que foi apenas uma pessoa que escreveu. Não sei se essa homogenia é uma coisa boa, já que os quatro autores soam os mesmos, sem chance de identificar alguma particularidade na escrita de cada um ou apontar qual escrita foi melhor. Avaliando ao todo, a escrita é boa, mas um pouco morosa.

Concluindo
Num geral, eu gostei da ideia, mas o desenvolvimento poderia ser melhor. De qualquer forma, recomendo que leia e tire suas próprias conclusões se ficou interessado na história.