Resenha - La Belle Sauvage

Título: La Belle Sauvage: O Livro das Sombras #1
Série: O Livro das Sombras
Autor: Philip Pullman
Editora: Suma de Letras
Ano: 2017
Páginas: 434
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon

Sinopse: Phillip Pullman volta ao mundo da trilogia Fronteiras do Universo, para outra aventura eletrizante envolvendo daemons, aletiômetros, o Magisterium e, claro, o Pó. La Belle Sauvage é o primeiro volume de uma nova trilogia chamada O Livro da Sombras, e se passa dez anos antes dos acontecimentos de A Bússola de Ouro, se centrando em Lyra e Pantalaimon, ainda bebês. Apesar de ser uma história diferente, os fãs de Fronteiras do Universo vão reconhecer muito do mundo e dos personagens que povoam La Belle Sauvage. Enquanto o protagonista, Malcolm, se envolve em uma assustadora aventura para tentar salvar a pequena Lyra das garras do Magisterium, outros mistérios e vilões surgem para complementar a trama que já conhecemos tão bem. “Sempre quis contar a história de como Lyra acabou morando na Faculdade Jordan. Este livro e o próximo cobrem dois momentos da vida dela: partindo bem do início e retornando vinte anos depois.

Trama: Malcon leva uma vida ocupada. Ajuda seus pais na hospedaria, estuda, está sempre em comunhão com a população local e curte seu tempo praticando canoagem na La Belle Sauvage (sua canoa). Criativo e sonhador, espera que um dia possa explorar toda a Britânia em seu pequeno barco. Entre seus amigos locais, se encontram as freiras do convento próximo a sua casa. Em um dia comum, um bebê desconhecido chega ao templo e todas as irmãs ficam agitadas, estranhamente pessoas suspeitas andam rondando a região e perguntando sobre o bebê em questão, que se chama Lyra. Malcon e Asta - seu daemon -, descobrem que Lyra é a protagonista de um profecia e acaba sendo recrutado por uma organização secreta para obter mais informações sobre o bebê e de onde ele veio. A trilogia Fronteiras do Universo foi a minha primeira preferida da vida, eu li aos 11 anos e já a reli pelo menos umas cinco vezes. Claro que eu pirei quando esse livro saiu!,  mas só consegui ler agora. A trilogia O Livro das Sombras atua como uma prequel para a série Fronteiras do Universo, se passando dez anos antes dos acontecimentos de A Bússola de Ouro, que é o primeiro volume. Para os fãs, sim se empolguem! O livro traz de volta alguns personagens saudosos como Lorde Asriel, Marisa Coulter e Farder Coram. A trama demora a se desenrolar, já que o autor busca apresentar Malcon e o tornar o foco do livro ( imagino que quase todo mundo vá ao enredo ávido por Lyra e tudo que conhecemos na trilogia anterior, e é óbvia a ideia do autor em esclarecer que isso não vai acontecer pelo menos por enquanto).

Personagens: Malcolm é gentil, corajoso, prestativo, criativo, sonhador, esperto e muito curioso. Claro que lembra muito a personalidade de Lyra e acredito que os dois se dariam muito bem! Apesar da ignorância acerca de tudo que cerca o bebê, Malcon cria um grande vínculo com Lyra e dá tudo de si para protegê-la. Sua abordagem com as outras personagens é muito madura e, decorrente disso, principalmente os adultos, demonstram respeito pelo rapaz, como A Dra. Ralf e a Irmã Frenella.

Diagramação e escrita: Mesmo que lento o começo é típico de Pullman, rico em detalhes, criatividade e encanto. A temática de suas histórias continua com abordagens profundas, com diversas críticas principalmente à religião. Além disso, ele sempre sabe temperar muito bem suas tramas, com ação, mistério e criatividade. A diagramação é simples e a escrita é fluida, absorvente e detalhista.

Concluindo: Ahhhhh, como é maravilho ler Pullman outra vez! Leitor, você que precisa de originalidade na sua vida, precisa de Phillip Pullman.