Mini Resenhas #9

Hoje temos mais mini resenhas de contos, dessa vez de autores nacionais variados, que eu estou amando conhecer esse ano!

A Rosa de Isabela - Solaine Chioro
Páginas: 60
Nota: 42

Um reconto LGBT de A Bela e a Fera e eu amei cada página! Fiquei presa desde o início e só consegui largar quando terminei. As personagens são muito carismáticas e eu adorei a interação entre elas, apesar das poucas páginas, a Solaine soube criar muito bem a relação entre elas. Também gostei que ao invés do pai da Isabela, ser a mãe dela que encontra a "fera", amei como essa inversão de papeis foi feita, tornando essa uma história de mulheres. A leitura é deliciosa, a escrita da autora bem fluida e o conto te deixa com um sorriso no rosto no final. Recomendo muito!

Páginas: 46
Nota: 46

Desses contos que eu tenho lido, esse foi um dos meus favoritos! Em 46 páginas, o Vitor conseguiu me envolver na história dos personagens de uma forma incrível e eu estava LOUCA para que o Pedro e o Henrique ficassem juntos logo! Em poucas páginas, os personagens conseguiram passar um carisma maravilhoso, e no final eu já estava com o coração acelerado pra saber o final de tudo. Como a cereja do bolo, a escrita do Vitor é uma delícia, fazendo as páginas passarem voando e me deixando querendo mais.


Páginas: 53
Nota: 36

Mais um conto que me encantou bastante. Aborda o tema do primeiro amor e, em poucas páginas, o Victor conseguiu fazer os personagens passarem por várias coisas juntos. Manuel e Arthur se conhecem pela internet por gostarem da mesma série de livros, e depois de um tempo, as conversas deles passam a não ser mais apenas sobre a história fictícia, e isso vai fazendo um sentimento diferente surgir entre eles. Além do romance fofo, o autor encontra espaço para falar sobre as inseguranças que a baixa auto-estima trás, aquele sentimento de não ser suficiente e, também, fala um pouco sobre perda e a importância da amizade. Já quero ler mais histórias dele!

Páginas: 29
Nota: 22

Eu venho de uma leva de contos tão empolgantes, que esse aqui me esfriou um pouco. A história é bem curtinha e se passa apenas em um dia, mas o romance foi muito apressado, na minha opinião. Não quero comparar com outros autores, mas a Lorrane não conseguiu me convencer muito bem com o tempo em que ela escolheu dar pra história de Ana e Marcelo, que em apenas algumas horas já estavam apaixonados. Acho bem pertinente o ponto em que a autora quis tocar criando a história (racismo, relacionamento inter-racial), mas a forma que ela conduziu a história não me convenceu muito na parte do romance.