Resenha - Em Pedaços


Título: Em Pedaços
Título Original: Broken
Série: Recomeços
0.5 - Como Num Filme (2018)

1 - Em pedaços (2018)
2 - Imperfeitos (2019)
Autora: Lauren Layne
Editora: Paralela
Páginas: 248
Ano: 2018
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Submarino

Adeus, ressaca literária! Olá, Lauren Layne.

Sinopse: Uma garota com segredos corrosivos. Um ex-soldado com cicatrizes externas e internas. Um amor que pode salvar ambos... ou destrui-los de vez.
Aos vinte e dois anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa — mas, por dentro, guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém-saído da guerra. O que ela não esperava era que seu paciente seria um jovem enigmático de vinte e quatro anos tão amargurado quanto atraente.
Paul Langdon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, principalmente, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da Guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesinha nova-iorquina linda, mimada e irritante. A presença de Olivia parece tóxica para Paul: ela o incomoda, mas ele não consegue afastá-la, por mais que tente. 
Nessa recontagem moderna de A Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.

A Trama: Garota problemática conhece garoto problemático. Os dois se odeiam - embora logo no primeiro encontro já role um beijão daqueles. E aí a história segue, aquele clichê de amor e ódio que a gente já conhece muito bem - e nem por isso deixa de adorar.
Li várias resenhas de pessoas que falaram que esperavam mais do livro, e confesso, a premissa poderia, sim, ter sido melhor explorada. Mas gente, vamos combinar, new adult normalmente não é aquele estilo de livro que lemos esperando grandes reflexões né? 
E, levando isso em conta, se tem uma coisa que esse livro cumpre, e com maestria, é seu propósito de entreter.   

Os Personagens: Olivia me lembrou muito Serena Van der Woodsen - de Gossip Girl -, tanto em sua aparência quanto em sua personalidade. E apesar de em alguns momentos a mocinha me irritar um pouco, essa semelhança fez com que ela ganhasse a minha simpatia. 
Paul é aquele clássico cara perfeito que se tornou meio bad boy por algum trauma do passado. Assim como Olivia, em alguns momentos ele me tirou do sério - principalmente porque eu não curto muito auto-piedade -, mas nem por isso se tornou menos sexy.
De início, achei a relação dos dois bastante forçada - mas com o passar das páginas fui sendo convencida e, no final, já estava torcendo loucamente pelo casal
Como Olivia parte para Bar Harbor em uma espécie de auto exílio, não conhecemos muito profundamente os personagens secundários - afinal, na maior parte do livro os protagonistas estão praticamente sozinhos. 

Capa, Diagramação e EscritaSendo repetitiva, como sou a cada resenha da editora Paralela, preciso destacar o trabalho maravilhoso feito com a capa - que, como sempre, ganha de lavada da capa original. 
A história é narrada alternadamente por Olivia e Paul - e as vozes dos dois são bem marcadas. A escrita de Lauren Layne não tem nada de extraordinária, mas é envolvente e flui super bem. 

Concluindo: Eu não comecei essa leitura esperando um livro que fosse marcar a minha vida. Pelo contrário, escolhi essa história bem despretensiosamente, procurando apenas algo que finalmente conseguisse me tirar da maior ressaca literária da minha vida. 
E foi isso que encontrei: um romance envolvente e divertido - que me prendeu às páginas e cumpriu o que prometeu.