Resenha - Nem Tudo Será Esquecido

Título: Nem Tudo Será Esquecido
Título Original: All Is Not Forgotten
Livro Único.
Autor: Wendy Walker
Editora: Planeta
Páginas: 266
Ano: 2016
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon 

Sinopse: Um dos suspenses psicológicos mais elogiados nos Estados Unidos Tudo parece perfeito na pequena Fairview, em Connecticut, até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores, ela é medicada com uma droga controversa para que as memórias da violência sejam apagadas. Mas, nas semanas que se seguem, enquanto se cura das dores físicas, Jenny percebe que guardou nuances daquela noite. O pai, obcecado por sua incapacidade de descobrir quem abusou de sua filha, busca justiça, enquanto a mãe tenta fazer de conta de que o crime não abalou seu mundo cuidadosamente construído. Segredos da família e do círculo próximo começam a vir à tona durante a busca incessante pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez sempre tenha estado lá –, guiando este thriller psicológico para um fim chocante e inesperado.

A TramaNem Tudo Será Esquecido conta a história de Jenny, uma garota que foi estuprada ao sair de uma festa. Para tentar amenizar a dor da filha, os pais (especialmente a mãe) autorizam que um tratamento seja feito em Jenny, onde algumas drogas a induziriam a esquecer o momento do ocorrido. Com o passar do tempo, isso se mostra uma péssima escolha, já que Jenny sofre ainda mais por não entender o porquê de tantos sentimentos angustiantes estarem dentro dela. Até que, por fim, a família decide ir para a terapia, onde o terapeuta ajudará Jenny a recuperar suas memórias do fatídico dia. Esse livro trás uma leitura agoniante e cheia de reviravoltas, onde você não sabe o que esperar dos personagens e nem da conclusão de tudo. Foi uma leitura difícil em alguns momentos, mas que me surpreendeu bastante no final. O livro trás alguns gatilhos, contendo cena de estupro detalhado (logo no primeiro capítulo), abuso sexual, tentativa de suicídio e auto-mutilação, então se você for sensível a algum desses tópicos, eu não recomendo a leitura.

Os PersonagensVamos descobrindo sobre os personagens aos poucos ao longo do livro. Jenny sempre foi uma menina doce e que se dava bem com todo mundo, até o dia em que foi violentada e passou a ser uma adolescente reprimida e solitária. Não ter nenhuma lembrança do ocorrido - apesar de saber que aconteceu - não a ajudou, por ela não ter uma "razão" para seguir em frente, apenas aquela angústia que crescia cada vez mais dentro dela. Seus pais, Tom e Charlotte, são personagens bem presentes e importantes pra história. Tom está sempre em busca de vingança pelo o que aconteceu com a filha, e estaria disposto até a fazer justiça com as próprias mãos. Charlotte, apesar de ser uma personagem que vai fazer raiva em alguns momentos, foi uma das mais interessantes também. Ela tem um passado conturbado, que molda quem ela é hoje em dia e as decisões que toma. O narrador também é um personagem na história, mas não descobrimos sua identidade até certa parte do livro. Ele é aquele tipo de personagem não confiável, principalmente em um certo ponto da história que faz crescer muito a antipatia do leitor por ele. É intencional o desconforto que esse narrador nos faz sentir, suas atitudes bem questionáveis não me deixaram gostar dele, mas foi tudo a intenção da autora, então dou pontos a ela por isso.

Capa, Diagramação e Escrita: Para mim, essa é uma capa bem genérica e não transmite em nada a história. Gostei bastante da escrita da autora, principalmente por ela ter me mantido presa à história até o final. O livro é narrado em primeira pessoa pelo narrador que falei antes, e foi uma escolha arriscada deixar a história ser guiada por um personagem que criaria tanta animosidade com os leitores, mas no final funcionou super bem. É intencional o desconforto que esse narrador nos faz sentir, suas atitudes bem questionáveis não me deixaram gostar dele, mas foi tudo a intenção da autora, então pontos pra ela por isso. A escrita flui muito bem e é difícil parar de ler, mesmo você ficando agoniado em algumas partes.

Concluindo
Nem Tudo Será Esquecido é um livro impactante que irá dividir opiniões. Se você não é sensível a nenhum dos gatilhos que eu mencionei anteriormente, recomendo que leiam o livro se for um gênero que vocês gostem. As reviravoltas e a surpresa do final valem a pena.

Vídeo: Também fiz uma resenha em vídeo sobre o livro, então se quiserem me ver falando um pouquinho mais sobre ele, é só dar o play!