Resenha - Neon Azul

Título: Neon Azul
Livro Único.
Autor: Eric Novello
Editora: Draco
Páginas: 168
Ano: 2010
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar: Amazon 

Sinopse: "Neon Azul" é uma boate onde habitam os seus mais sombrios desejos e tentações. É um lugar diferente, repleto de acontecimentos estranhos, mas que poderia estar na esquina da sua casa ou no caminho entre o trabalho e o metrô. Enquanto acompanha a história do bar e de funcionários e clientes peculiares, descubra que realizar seus desejos pode ter efeitos colaterais imprevisíveis.Homens de negócio, prostitutas, artistas e boêmios imersos em uma solidão que só quem passeia pela noite já experimentou, um sentimento comum aos que vivem cercados de gente, com um sorriso no rosto e um copo na mão.
Nesse jogo de luzes e sombras que revelam a fantasia e encobrem a realidade, está nas mãos do leitor a decisão de acreditar ou não no que lê e decidir quem conta as verdades e as mentiras ao longo da história.
Assim como o insone gerente do bar, o leitor terá muito o que lembrar quando deitar na cama e fechar os olhos por própria conta e risco.

A TramaUm livro bem diferente de tudo o que eu li, Neon Azul vai contar em cada capítulo a história de um personagem que passou pela boate homônima. As histórias se entrelaçam em determinados momentos, mas não são contadas de forma linear. É como se cada capítulo fosse um conto, e há vários elementos de fantasia urbana. Eu não gostei de todas as histórias, fiquei até bem perdida em algumas, mas num geral é um bom livro de fantasia noir, ótimo para te tirar da zona de conforto.

Os PersonagensOs personagens são a alma do livro, o que pode fazer o leitor amar ou odiar a obra. Não vou citar todos, porque são muitos, mas os mais recorrentes são Armando, gerente da boate Neon Azul e portador de uma "doença" bem peculiar; Oscar, um homem que antes era rico, e agora vive mendigando na porta da boate; Lucas, um escritor que não consegue se segurar ao escrever sobre tudo a sua volta; Ricardo, que apesar de bastante popular, trás um segredo que o perturba; e o Homem, o dono da boate, que nem todos podem conhecer, mas quem o conhece sabe que vai ter alguns desejos realizados.

Capa, Diagramação e Escrita: A escrita, como o restante do livro, é bem característica e peculiar. Às vezes a história é narrada de uma forma corrida ou confusa, tudo vai depender do personagem que estamos acompanhando. A capa tem tudo a ver com a história, apesar de eu não achá-la particularmente bonita. A diagramação é simples, com desenhos representando cada capítulo nos inícios dos mesmos.

Concluindo
Num geral, eu gostei de acompanhar a história se desenrolar, mas achei algumas partes confusas, e nem todas as histórias me agradaram tanto. De qualquer forma, Eric Novello é um autor que vale a pena dar uma conferida.