Quinta das Capas #115

Casas

Oi, gente! Mais uma semana e mais um Quinta das Capas! Hoje trouxe um tema que - acho - não tínhamos abordado ainda: casas! Encontrei várias capas com casas, sendo o elemento principal, ou apenas como pano de fundo, mas tem várias delas por aí. Selecionei só algumas pro post, mas talvez eu faça uma segunda parte. Primeiro, vamos às de hoje!

   
Pequenos Incêndio Por Toda Parte trás uma capa com uma imagem simples, mas pelo o que sei, se conecta bem com a história, já que vai contar sobre a relação entre vizinhos; a simplicidade dela faz ela se destacar, e eu também gostei bastante do tom de verde que predomina. Até Você Ser Minha também bem agrada por ser um design mais moderno, mesmo parecendo clichê, faz a capa ser diferente; é um thriller se passando no âmbito familiar, então tudo se encaixa, e adorei que decidiram colocar uma casa durante o anoitecer, para dar um tom mais sombrio. Amo a capa de O Vilarejo e de como ela é "torta"; as cores, a fonte usada, a imagem, tudo me deixou bem intrigada em relação à história antes de ler. A casa em Boa Noite ilustra perfeitamente a república descrita no livro, e gostei de ser ela representada na capa, pois as pessoas que vivem ali são de grande importância pro desenvolvimento da protagonista; o tom amarronzado cai bem com a história e gosto muito da fonte utilizada. 

   
Gritos na Escuridão já me deixa com medo da casa pela capa, que a representa de uma forma bem macabra; lendo a sinopse, dá pra entender a escolha, e eu gosto bastante da composição, trazendo esse ar mais sombrio. Eu Terei Sumido na Escuridão é um livro de não-ficção, e não sei se a casa retratada na capa é verdadeira (do caso), mas na composição combinou muito bem com todos os elementos. Bem-Vindo à Casa dos Espíritos trás essa capa velha que é um pouco assustadora, mas a foto estar durante o dia ameniza um pouco esse sentimento; porém, é uma imagem bonita e a composição da capa muito bem feita. A única coisa que não gosto em A Assombração da Casa da Colina - além do livro em si -, é o título ser tão pequeno, com algum jeitinho teriam conseguido colocá-lo maior; essa edição do livro é muito bem feita e em capa dura. 

   
Gosto muito da capa de Anna Vestida de Sangue e tudo nela combina com a história; a fantasma representa Anna perfeitamente, a casa é tão macabra quanto descrita, e a névoa em volta trás toda essa aura creepy que a capa precisava. Ícones tem uma imagem interessante, com o teto todo destruído - ou em construção? Não sei se a imagem tem a ver com a história, mas me deixou curiosa para saber mais; além disso, acho a cor escolhida bem bonita, e a fonte do título combinou muito bem. Só Escute trás as casa como pano de fundo, mas essa ilustração de "vizinhança" combina bem com a vibe do livro. Bullet Park é um dos piores livros que eu já li, mas ainda adoro a capa, que foi o que me atraiu para ele; o tom de marrom, a ilustração, o destaque do título, tudo foi composto muito bem, talvez eu só alterasse a fonte.

Essas foram as capas de hoje! Difícil escolher minha favorita, mas vou em O Vilarejo. E não acho que tenha uma pior, por incrível que pareça escolhi só as bonitinhas dessa vez. Qual vocês mais gostam?

Até a próxima!