Quinta das Capas #117

Flores

Oi, gente! Mais um Quinta das Capas chegando pra vocês, e o tema de hoje é um muito bonito e cheiroso (hahaha): flores! Existem muitas capas com esse tema - como vários outros que já fiz -, então também entrará na lista de uma futura segunda parte.

   
Meu Querido Astronauta tem uma capa muito fofinha que me chamou a atenção de cara; não sei o que os elementos têm a ver com a história, mas tudo me deu vontade de descobrir mais sobre a trama, sem contar que, num geral, a ilustração ficou muito bonita e a fonte escolhida se encaixou bem no restante do design. 13 Segundos tem uma capa que eu adoro, principalmente por ter uma das minhas combinações de cores preferidas (preto, vermelho e branco); as fontes estão perfeitas, o desenho trás uma simbologia da história e o destaque das flores em vermelho (como se fosse gotas de sangue) é um toque maravilhoso. A Linguagem das Flores é um livro que se passa em volta de flores, já que a protagonista se torna uma florista; eu gosto bastante da capa, da fonte usada no título, das cores, só me incomodo um pouco com o rosto da menina, que ficou meio esquisito. Tudo e Todas as Coisas é uma capa um pouco "bagunçada", para representar a forma como a protagonista vê o mundo - uma ameaça para ela -, então todos os elementos representam tudo a que ela é alérgica - literalmente o mundo.

   
É Assim Que Acaba tem uma capa linda e que representa muita coisa na história; a flor despedaçada é uma simbologia enorme para a protagonista e o que acontece com ela. Gostei bastante da capa de Ninfeias Negras, essa mistura do preto com amarelo fica muito legal, e o contraste do branco no título fez a combinação perfeita, além dos efeitos da capa serem muito bem feitos. Flores Partidas tem uma ideia bem legal, mas achei que ficou um pouco confusa e com informação de mais na parte de baixo. Uma Garota de Muita Sorte trás a mesma proposta do Ninfeias Negras, mas achei que ficou uma capa mais "preguiçosa", onde só foi colocado uma imagem de fundo com o texto por cima; não ficou feia, só desinteressante.

   
Sussurros do País das Maravilhas é a minha capa preferida da série, por isso escolhi ela para colocar aqui; gosto de como ela emana uma aura de fantasia, todos os elementos parecem mágicos e a composição ficou bem linda e fofa no final, além das cores combinarem bem. As últimas três capas são de releituras de A Bela e a Fera, e acho que nenhuma história se encaixa melhor no tema de hoje. Fera é uma releitura LGBTQ+, com uma personagem trans, e apesar da capa não realmente transparecer isso, ela é muito bonita e a combinação de cores ficou perfeita. A Rosa de Isabela também é uma releitura LGBTQ+, e eu amo essa capa e todos os elementos, a rosa tendo um destaque especial ali embaixo, como sendo a coisa que une as duas personagens. Beleza Cruel é um que eu não li, mas achei a capa interessante, o vestido da personagem se transformando na rosa. 

Essas foram as capas de hoje, muitas capas lindas fazendo parte da seleção. Acho que minha favorita é a de É Assim Que Acaba, por toda a simbologia que trás da história. A que menos gostei foi a de Uma Garota de Muita Sorte, porque não tem muita personalidade. Quais vocês gostaram mais?

Até a próxima!