Resenha - A Conquista

Título: A Conquista - Amores Improváveis
Título Original: The Goal
Série: Off-Campus
1- O Acordo (2016)
2- O Erro (2016)
3- O Jogo (2017)
4- A Conquista (2017)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Paralela
Páginas: 336
Ano: 2017
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Americanas

Como me despedir dessa série que tem um pedaço tão grande do meu coração, sem sentir ele ser completamente esmagado pela saudade?
Atenção! Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores. 

Sinopse: De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila - esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai virar a vida desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.

A Trama: Esse é mais um livro da série recheado de clichês? É claro que sim! Mas também é mais uma história incrível e envolvente que vai te deixar com um sorriso no rosto e o coração quentinho.
Dessa vez a dinâmica foi um pouco diferente dos demais livros da série, que iniciavam mais ou menos onde o anterior tinha terminado. Aqui, a história volta um pouco no tempo - já que O Jogo terminou com Tucker jogando sua novidade como uma bomba para cima de Dean e Allie (um suspiro aqui em homenagem ao meu casal), e o leitor precisava entender como tudo aquilo aconteceu. 
E eu sei que deveria falar sobre como a relação de Tucker e Sabrina foi construída aos poucos, e sobre como a ele sempre foi um cavalheiro com ela, e um cara incrível e tal... E o ok, tudo isso é verdade. 
Porém, eu sou oficialmente um caso perdido e não resisto: mesmo com toda a construção do novo casal, o ápice para mim foi conhecer a visão "dos caras" sobre o início da relação de Dean e Allie - já que quando esse livro começa, os dois ainda não assumiram o relacionamento sequer para si mesmos.


Os Personagens: Tucker é o estereótipo do príncipe encantado - gentil, carinhoso, calmo e muito tranquilo. Desde o primeiro livro tive uma simpatia instantânea pelo cara, então sabia que não levaria muito tempo para ele ganhar minha torcida (a torcida, afinal o coração da maria bad boy aqui é de Dean, não adianta). 
Sabrina, por sua vez, não foi uma tarefa fácil. Em todas as suas aparições anteriores ela foi descrita como uma bruxa louca, e quebrar essa imagem pré-construída levou algum tempo - mas talvez esse seja um dos maiores diferenciais desse último livro. 
A construção da protagonista foi bastante original - ela é revelada aos poucos para o leitor, assim como as razões que fizeram com que construísse essa armadura em volta de si. E, conforme fui compreendendo a personagem, ela foi me conquistando mais e mais a cada página.
Além disso, ter a chance de ver um pouquinho do "depois" dos outros personagens foi uma delícia - mas também foi uma pequena tortura, já que eu não queria, de jeito nenhum, me despedir dessa série que se tornou uma das minhas favoritas.

Capa, Diagramação e EscritaSendo inevitavelmente repetitiva, a Editora Paralela arrasou, mais uma vez, no trabalho de capa. E, preciso dizer, as lombadas também ficaram incríveis - a série fica linda na estante.
A história é narrada alternadamente pelos protagonistas, tal como nos livros anteriores. Além disso, outra coisa que se repete é o fato de que eu não sei como colocar, em palavras, o quanto Elle Kennedy consegue me fazer viajar com sua escrita.

Concluindo: Essa série me surpreendeu muito, em diversos aspectos - na evolução dos personagens, no desenvolvimento da trama e, principalmente, no quanto ela ganhou o meu coração completa e perdidamente.
E eu sei que deveria estar falando sobre esse último livro, mas vamos ser sinceros, ninguém começa uma série pelo último volume (pelo menos eu espero que não). Então, o que eu posso dizer é que, por mais que eu deteste despedidas, encerramentos às vezes são necessários - portanto, é claro que eu recomento essa leitura. Assim como a de todos os outros volumes. 
E ok, depois de todo o drama eu confesso: The Chase, o primeiro spin-off da série, que conta a história da irmã de Dean, já está na minha pilha de leitura - afinal, como eu já disse, eu detesto despedidas (e não sei lidar muito bem com elas). 


Quotes: 


Meu objetivo, um dia, foi ter sucesso. Não tinha percebido que o sucesso não
estava em diplomas, bolsas ou realizações, mas nas pessoas que tive a sorte de
encontrar na vida.
Olhando à minha volta, quero dar um abraço em todo mundo e dizer “obrigada”.
Um abraço para expressar o quanto os amo, e um “obrigada” por me amarem de
volta.
Porque o amor é a conquista mais importante. Não é algo que eu tenha buscado,
mas que tive sorte, muita sorte, de alcançar.