Resenha - Nightflyers

Título: Nightflyers
Título Original: Nightflyers
Livro Único.
Autora:  George R. R. Martin
Editora: Suma de Letras
Ano: Edição: 2019 | Original: 1985
Páginas: 144
Saiba mais: Skoob | Goodreads
Comprar: Amazon


Sinopse: Misturando ficção científica e terror, Nightflyers é um conto único em enredo e narrativa, e uma obra-prima de George R. R. Martin, um dos maiores nomes da literatura fantástica de todos os tempos. Nas fronteiras do universo, uma expedição científica composta de nove acadêmicos dá início à missão de estudar os volcryn, uma misteriosa raça alienígena. Existem, no entanto, mistérios mais perigosos a bordo da própria nave. A Nightflyer, única embarcação que se dispôs à missão, é uma maravilha tecnológica: completamente automatizada e pilotada por uma única pessoa. O capitão Royd Eris, porém, não se mistura com a tripulação – conversando apenas através de comunicadores e se apresentando somente por holograma, ele mais parece um fantasma do que um líder. Quando Thale Lassamer, o telepata do grupo, começa a detectar uma presença desconhecida e ameaçadora por perto, a tripulação se agita e as desconfianças aumentam. E a garantia de Royd sobre a segurança de todos é posta à prova quando uma entidade malévola começa uma sangrenta onda de assassinatos.

Trama: Um grupo pouco convencional, composto de cientistas e especialistas, embarca em uma viagem aos confins do universo em busca de uma antiga raça alienígena chamada volcryn, e que supostamente viaja eternamente pelo espaço. Logo no início da jornada,  a equipe  se depara com o estranho  Capitão Royd, que notavelmente consegue guiar e operar a super moderna Nightflyer sozinho, mas em nenhum momento aparece pessoalmente em frente aos seus tripulantes, enervando esses últimos por se fazer presente através de hologramas e estar sempre vigiando a tripulação por câmeras de segurança. Logo, o grupo instalado na Nightflier percebe estranhos e suspeitos acontecimentos relativos à nave e ao capitão.


Personagens: Karoly d'Branin é um acadêmico idoso (e desacreditado), obcecado por encontrar qualquer rastro e conhecimento ligados aos Volcryn. Decidido a buscar a única chance de se aproximar de seu sonho, ele reúne nove especialistas, dentre elas nossa protagonista, Melantha Jhirl. Ela se denomina um "modelo avançado", aperfeiçoada geneticamente para ser a melhor, exalando arrogância, certeza, liderança, saúde, beleza, destreza e inteligência. Royd Eris, capitão da Nightflyer, é o único que aceita levar o grupo de Karoldy ao seu destino, fazendo todo o possível para recepcionar os tripulantes e deixá-los confortáveis. Ele guarda muitos segredos e parece tentar coexistir entre eles e sua nova tripulação. Os demais especialistas, Thale um instável telepata, Rojan, o casal Daneel e Lindran, Agatha e Lommi são excêntricos e fascinantes.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa dura em conjunto das cores vivas trazem um refinamento empolgante, a edição está em um formato confortável que possibilita a sua mobilidade e torna sua leitura acolhedora. Martin tem uma escrita fluída e o suspense misturado a ficção científica nos mantêm tensos e curiosos até o fim.

Concluindo: Talvez o mais interessante sobre a trama de Nightflyers seja que, além da deliciosa premissa de uma "aventura thriller espacial", podemos admirar a psiquê humana através das interações e atitudes peculiares de seus personagens. Nightflyers consegue reunir diversas vertentes que, bem desenvolvidas, são um deleite para os leitores de ficção científica. Ele pode não ser tão completo e "amarradinho", mas além disso ser intencional, ao se reconhecer o cerne da leitura, alguns detalhes se tornam dispensáveis (embora eu entenda que algumas pessoas não irão concordar comigo). Martin entrega um livro divertido e instigador, que cairá no gosto dos leitores do gênero, mas que talvez não seja a melhor escolha pra quem deseja começar a conhecer o SciFi.