Resenha - Vilão

Título: Vilão
Título Original: Vicious
Série: Vilão
1 - Vilão
2 - Vengeful
3 - Sem título
Autor: V.E. Schwab
Editora: Record
Páginas: 364
Ano: Edição: 2019 | Original: 2013
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar: Amazon 

Sinopse: Uma história sobre ambição, inveja, desejo e superpoderes, da autora da série Tons de Magia.
Victor e Eli, dois jovens brilhantes, arrogantes e solitários, se conheceram na Universidade de Merit e logo se deram bem, identificando um no outro a mesma sagacidade e a mesma ambição. No último ano da faculdade, o interesse em comum numa pesquisa sobre adrenalina, experiências de quase morte e poderes sobrenaturais lhes oferece uma possibilidade antes inimaginável: de que uma pessoa, sob as condições certas, seja capaz de desenvolver habilidades extraordinárias. No entanto, quando colocam em prática essa teoria, as coisas dão muito errado.
Dez anos depois, Victor foge da prisão, determinado a encontrar seu antigo amigo ― agora inimigo. Para localizá-lo, ele conta com a ajuda de uma garotinha, Sydney, cuja natureza reservada esconde uma habilidade sem igual, mas extremamente perigosa. Enquanto isso, há dez anos Eli tem uma única missão: erradicar todas as pessoas ExtraOrdinárias que encontra ― exceto sua ajudante, Serena, uma mulher enigmática e persuasiva, capaz de impor sua vontade a qualquer um.
Armado com poderes terríveis e movido pela lembrança da traição e da perda, Victor caça seu arqui-inimigo em busca de vingança e de um embate no qual sabe que um dos dois deve morrer.

A TramaVictor e Eli se conheceram na faculdade e se tornaram amigos inseparáveis. Para o trabalho de conclusão de curso, Eli decide pesquisar sobre pessoas ExtraOrdinárias, que possuem dons especiais. Mais do que isso, ele deseja testar suas teorias em si mesmo, e Victor decide acompanhar o amigo, já que também queria a oportunidade de fazer parte daquela descoberta. Anos depois, Victor acabou de fugir da prisão e está indo atrás de Eli procurando por vingança. O livro é contado sob os pontos de vistas dos dois protagonistas, alternando entre passado e presente, e essa foi uma forma muita inteligente de contar essa história. Eu não sei direito como explicar o quanto eu fiquei fascinada e imersa nessa história. A autora conseguiu construir personagens tridimensionais de uma forma impressionante, sem realmente transformar nenhum dos dois protagonistas em mocinhos ou vilões, Victor e Eli apenas queriam, cada um, defender e lutar por aquilo que acreditavam.



Os PersonagensVictor e Eli são personagens totalmente imperfeitos e que trazem um certo tipo de vilania dentro de si, e eu amei essa dualidade que a autora conseguiu trazer pra história. Talvez por ter passado mais tempo com Victor, eu consegui me apegar mais a ele e entender mais seus motivos. Eli talvez não tenha tido tanto desenvolvimento assim em algumas questões, mas acho que de qualquer forma eu torceria mais o nariz para sua motivação, porque eu não suporto fanáticos religiosos! De qualquer forma, com uma sequência (que eu estou DOIDA pra ler!), espero que a autora se aprofunde mais no passado do Eli e nos mostre o porquê de ele ter pendido para esse lado. Também preciso falar dos personagens secundários, que são excelentes! Sydney é incrível, com apenas seus 12/13 anos a menina conseguiu me conquistar muito e se tornou uma das minhas personagens favoritas. Mitch também foi incrível e eu amei ficar sabendo mais sobre ele com o decorrer do livro, já que tudo é narrado em capítulos alternados com passado e presente no ponto de vista dos personagens mais importantes. Serena também foi uma personagem muito bem construída e achei inteligente a forma que a autora a inseriu na trama principal.


Capa, Diagramação e EscritaEu amo essa capa e o significado que ela tem com a história. A diagramação está boa, só achei o texto um pouco perto de mais da margem. A revisão, no entanto, deixou muito a desejar; encontrei alguns erros horrorosos enquanto lia e algumas frases não faziam muito sentido, parecendo erro na tradução que deixaram passar. A escrita da V.E. Schwab me encantou completamente, me deixou presa às páginas e querendo desesperadamente ler mais sobre essa história. Ela soube construir seus personagens e dar nuances a eles, o que faz o leitor se inserir mais na trama e se importar com o que está acontecendo.

Concluindo
: O final me deixou MUITO ansiosa pela continuação! Espero conseguir saber mais sobre alguns personagens e que a autora não estrague essa história que foi tão perfeita. Recomendo para quem gosta de histórias com personagens imperfeitos, anti-heróis e muito tiro, porrada e bomba.