Resenha - A Herdeira das Sombras

Resenha feita pela Tay!
Título: A Herdeira das Sombras
Título Original: Heir to the Shadows
Série: Trilogia das Jóias Negras
1- A Filha do Sangue (2014)
2- A Herdeira das Sombras 
3- A Rainha das Trevas (2014)
Autor: Anne Bishop
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 480
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Fnac // Extra

Essa resenha não contém spoilers do livro anterior

SinopseHá 700 anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens são meros súditos, uma profetisa viu na sua teia de sonhos e visões a chegada de uma poderosa Rainha. Jaenelle é essa Rainha. Mas mesmo a proteção dos Senhores da Guerra não impediu que os seus inimigos quase a destruíssem. Agora é necessário protegê-la até as últimas consequências.
Três homens estão dispostos a dar a vida por Jaenelle. Mas há quem seja capaz de tudo para controlar ou destruir a Rainha. Conseguirá ela cumprir seu destino como detentora do maior poder que o mundo já conheceu?

A TramaO começo do livro, ao contrário do anterior, nos instiga bastante a continuar  lendo. Apesar de algumas partes parecerem cansativas, são muito importantes para o desenvolvimento da trama e dos personagens, principalmente Jaenelle, que começa a ascender como a Rainha esperada por todos. Algumas cenas poderiam ter sido descartas, por não fazerem grande diferença no livro, mas nem por isso ele deixa de ser bom. A autora conseguiu preparar muito bem o terreno para o que está por vir na conclusão da trilogia e eu não poderia estar mais ansiosa para finalizá-la! A trama é muito rica em mitologia e personagens, a autora soube criar esse universo fantástico muito bem, além de nesse livro percebermos até onde essa trama pode chegar. Uma das coisas que não gostei muito é como foi feita a passagem do tempo. Durante o livro, passamos por um período de 8 anos e na maioria das vezes nem vemos isso acontecer, porque, por exemplo, num momento algo está acontecendo num capítulo - ou prestes a acontecer -, e no outro já se passaram dois, três anos sem uma verdadeira transição desse tempo.

Os Protagonistas: Jaenelle fica mais poderosa a cada dia, mesmo ainda sendo "fraca" em certas coisas. Com todo o poder que tem e terá - afinal, ela é a Feiticeira aguardada por todos! -, muitos desejam controlá-la, até mesmo matá-la. Ao longo do livro temos várias provas de seu poder e ela com certeza é uma personagem bastante forte, mesmo sendo chorona e dramática às vezes, mas como tudo nesse mundo criado pela autora é diferente, as emoções são bem mais fortes e intensas.

Personagens SecundáriosAgora que Jaenelle está tomando força na trama, os outros personagens que também poderiam ser considerados protagonistas, passam para o papel de secundários bem importantes. Eu gosto bastante de Saetan, principalmente por ele não ser realmente aquele ser terrível que muitos o julgam. Lucivar não teve grande participação no livro anterior, mas nesse ele toma a frente e tem grande destaque. Gostei bastante do personagem, apesar do humor inconstante - porque ele já sofreu muito com outras Rainhas, por ser controlado por um Anel da Obediência. Daemon está distante por um motivo que é melhor não citar (spoilers!), mas nem por isso ele deixa de ser importante para a trama e continuo gostando muito dele. E, claro, não posso deixar de falar de Surreal, uma das minhas personagens favoritas, apesar dela não ter tido muito destaque nesse livro. Continua sendo incrível e destemida. E também conhecemos um novo tipo de Sangue, os parentes, e gostei bastante desses personagens. Temos vários outros personagens na trama, alguns mais importantes que outros, mas é melhor conhecê-los ao ler o livro.

Capa, Diagramação e Escrita: Essa capa está tão fantástica quanto a primeira, continuando com aquele "buraco" na moldura oval. No texto, a diagramação é simples, mas boa para ler. Encontrei alguns erros durante a leitura, como algumas palavras faltando no meio de frases e erros de revisão, e isso pode atrapalhar um pouco, mas se você entender o contexto da frase, consegue encontrar a palavra perdida, haha. A escrita da autora é ótima,  mesmo não sendo bem fluida no início, aos poucos você pega o ritmo de sua narrativa. E ela realmente tem uma imaginação incrível, para criar uma trama tão complexa como essa (até o momento, não há nenhuma ponta solta que eu tenha percebido).

ConcluindoAté o momento está sendo uma excelente trilogia de fantasia adulta (digo adulta pelo teor erótico que emana da narrativa; não vulgar, como em muitos livros por aí), apesar da trama complexa, assim que se adentra nesse mundo, você se sente fazendo parte dele e consegue entender perfeitamente cada complexidade. Estou adorando acompanhar os personagens e quero muito saber como tudo vai terminar.

Classificação: