Resenha - Layla

Título: Layla

Título Original: Layla
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 368
Ano: 2020 (Edição: 2021)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: Após Layla sofrer um acidente que deixou sequelas neurológicas graves, seu namorado resolve levá-la para uma viagem romântica para a pousada onde eles se conheceram. Mas acontecimentos inexplicáveis fazem ambos suspeitarem de uma presença sobrenatural. 

Quando Leeds conhece Layla, ele está convencido de que passará o resto de sua vida com ela. Ela é espontânea, divertida, e a vida ao seu lado é fácil e tranquila. Até que um ataque inesperado faz com que Layla precise lutar por sua vida. Após semanas no hospital, Layla se recupera fisicamente, mas as cicatrizes mentais e emocionais alteraram significativamente a essência e personalidade da mulher por quem Leeds se apaixonou. Com o objetivo de colocar o relacionamento dos dois de volta nos trilhos e tentar fazer com que os dois voltem a ser o que eram antes da tragédia, Leeds leva Layla para a pousada onde se conheceram, na esperança de que o lugar desperte em Layla os vívidos sentimentos de antes, no início da relação dos dois. Mas, assim que chegam ao lugar, situações bizarras começam a acontecer, uma após a outra, e o comportamento de Layla sofre uma mudança ainda mais drástica. Confuso e sentindo-se cada vez mais solitário, Leeds passa a investigar o porquê dos eventos e, sem que realmente perceba, se vê, de repente, obcecado. Sentindo-se a cada dia mais distante e apático com relação a Layla, Leeds encontra consolo em Willow – outra hóspede da pousada onde estão instalados. Os dois estabelecem uma rápida e intensa conexão, e Leeds começa a perceber, atônito, que prefere a companhia da mulher à de Layla, fazendo o possível – e impossível – para encontrá-la, evitando deixar Layla tomar ciência do que acontece ao seu redor. No entanto, à medida que sua curiosidade por Willow cresce, aumentam também os riscos à segurança e bem-estar de Layla. Rapidamente, Leeds percebe que precisa fazer uma escolha, depressa. No entanto, uma decisão errada pode prejudicar a todos.

TramaComo a sinopse já resume bem a história sem dar spoilers, vou focar somente em falar o que eu achei do livro em si. Fiquei muito intrigada no início sobre como a história iria proceder, porque é tudo meio confuso, mas aos poucos a trama que a Colleen Hoover criou foi ficando mais clara e o suspense foi ficando mais presente. Pra mim, essa poderia ter sido uma história muito boa caso a autora não tivesse focado tanto em romance. Eu sei que escrever romance é a marca registrada dela, mas em muitos momentos desse livro aqui, isso mais atrapalhou do que ajudou, porque acabou tornando muitas coisas da história em acontecimentos ridículos e que não faziam sentido se o protagonista tivesse o mínimo de escrúpulo. Mesmo achando a maior parte da história péssima e mal construída/desenvolvida, ainda assim consegui me divertir com o livro (apesar de passar MUITA raiva também), porque a partir de um momento eu só desliguei um pouco o reloginho do senso e me deixei levar pra ver onde aquilo tudo ia terminar.

Resenha - Crooked Kingdom

Título: Crooked Kingdom - Vingança e Redenção

Título Original: Crooked Kingdom
Série: Six of Crows
1- Six of Crows (2015)
2- Crooked Kingdom (2016)
3- Sem título
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 376
Ano: 2015 (Edição: 2016)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Essa resenha NÃO CONTÉM SPOILERS desse livro ou do anterior.

Sinopse: Confiar na pessoa errada pode custar a sua vida. Após se safarem milagrosamente de um ousado e perigoso assalto na notória Corte do Gelo, Kaz Brekker e sua equipe se sentem invencíveis. Mas o destino está prestes a dar uma perigosa guinada e, em vez de dividir uma vultosa recompensa, os seis comparsas terão que se munir de forças, de armas e de seus talentos para lutar pelas próprias vidas. Traídos e devastados pelo sequestro de um valioso membro da equipe, o Clube do Corvo agora conta com poucos recursos e aliados, e quase nenhuma esperança. Enquanto isso, forças descomunalmente poderosas se abatem sobre Ketterdam para desenterrar os segredos mais sombrios da potente droga conhecida como jurda parem, ao passo que antigos rivais e novos inimigos surgem para desafiar a perspicácia de Kaz e testar a frágil lealdade de seus parceiros. Agora, todos terão de enfrentar seus próprios demônios, e será preciso muito mais do que sorte para sobreviver à guerra que está se armando nas ruas obscuras e tortuosas desse implacável submundo – uma batalha por vingança e redenção que decidirá o futuro do mundo Grisha.

TramaSeguindo diretamente o plot do final de Six of Crows, o segundo livro da dulogia (possível trilogia) começa de forma frenética e prendendo a atenção de quem já tinha amado e surtado com o primeiro livro. Como eu já tinha estabelecido uma conexão forte com a trama e os personagens antes, foi muito fácil ficar imersa em Crooked Kingdom, principalmente sabendo o que estava em jogo. Eu gostei, principalmente, do livro não se focar só em um objetivo, porque tem várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, e fiquei feliz por um certo plot não demorar tanto assim para ser resolvido. Gostei muito do ritmo da história, sinceramente achei tudo perfeito do início ao fim, trazendo uma carga emocional grande também - chorei duas vezes no final por motivos distintos.

Resenha - Salem

Título: Salem

Título Original: 'Salem's Lot
Livro Único.
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 464
Ano: 1975 (Edição: 2013)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: Ambientado na cidadezinha de Jerusalem's Lot, na Nova Inglaterra, o romance conta a história de três forasteiros. Ben Mears, um escritor que viveu alguns anos na cidade quando criança e está disposto a acertar contas com o próprio passado; Mark Petrie, um menino obcecado por monstros e filmes de terror; e o Senhor Barlow, uma figura misteriosa que decide abrir uma loja na cidade.
Após a chegada desses forasteiros, fatos inexplicáveis vêm perturbar a rotina provinciana de Jerusalem's Lot: uma criança é encontrada morta; habitantes começam a desaparecer sem deixar vestígios ou sucumbem a uma estranha doença. A morte passa a envolver a pequena cidade com seu toque maléfico e Ben e Mark são obrigados a escolher o único caminho que resta aos sobreviventes da praga: fugir.
Mas isso não será tão simples, os destinos de Ben, Mark, Barlow e Jerusalem's Lot estão agora para sempre interligados. E é chegada a hora do inevitável acerto de contas.

TramaSalem é o segundo livro publicado por Stephen King, e aqui ele já demonstrou o que viria a ser uma de suas marcas registradas: sua capacidade de ser bem prolixo. O livro começa já deixando o leitor intrigado por relatar os desaparecimentos da cidade de Jerusalem's Lot e outras regiões vizinhas, e depois vamos acompanhar como isso aconteceu. É uma história de vampiros clássicos, mas acredito que o autor conseguiu dar seu toque ao criar a ambientação e os personagens. A trama demora a engatar e o desenvolvimento de tudo é bem lento, mas acabou sendo uma história interessante no final das contas.

Resenha - O Impulso

Título: O Impulso

Título Original: The Push
Livro Único.
Autor: Ashley Audrain
Editora: Paralela
Páginas: 328
Ano: 2021
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: O que você faria se seus filhos não fossem quem você esperava? O impulso é o romance mais viciante do ano, uma leitura que irá questionar tudo o que assumimos sobre maternidade, sobre aquilo que devemos aos nossos filhos e sobre o que acontece quando deixamos de acreditar em mulheres cujas histórias são incômodas.

Blythe Connor está decidida a ser a mãe perfeita, calorosa e acolhedora que nunca teve. Porém, no começo exaustivo da maternidade, ela descobre que sua filha Violet não se comporta como a maioria das crianças. Ou ela estaria imaginando? Seu marido Fox está certo de que é tudo fruto do cansaço e que essa é apenas uma fase difícil.
Conforme seus medos são ignorados, Blythe começa a duvidar da própria sanidade. Mas quando nasce Sam, o segundo filho do casal, a experiência de Blythe é completamente diferente, e até Violet parece se dar bem com o irmãozinho. Bem no momento em que a vida parecia estar finalmente se ajustando, um grave acidente faz tudo sair dos trilhos, e Blythe é obrigada a confrontar a verdade.
Neste eletrizante romance de estreia, Ashley Audrain escreve com maestria sobre o que os laços de família escondem e os dilemas invisíveis da maternidade, nos convidando a refletir: até onde precisamos ir para questionar aquilo em que acreditamos?

TramaAo mesmo tempo que é instigante e tenso, O Impulso me decepcionou um pouco em certo nível. De certa forma, eu esperava algo um pouco diferente do livro quando comecei a ler, principalmente pelas recomendações dizendo que era um thriller para surtar, mas o que eu recebi na história não me satisfez nesse aspecto. A trama traz, sim, um aspecto de suspense bem interessante, mas eu fui para esse livro esperando um thriller que fizesse minha cabeça explodir, e ele não é bem isso. Mesmo assim, ele tem seu ponto forte, porque todas as reflexões que a autora traz sobre maternidade (principalmente maternidade compulsória) foram bem abordadas ao longo do livro e são ótimas para debate.

Resenha - Six of Crows

Título: Six of Crows - Sangue e Mentiras

Título Original: Six of crows
Série: Six of Crows
1- Six of Crows (2015)
2- Crooked Kingdom (2016)
3- Sem título
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 376
Ano: 2015 (Edição: 2016)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: Ketterdam, capital de Kerch, um lugar agitado onde tudo pode ser conseguido pelo preço certo. Nas ruas e nos becos que fervilham de traições, mercadorias ilegais e assuntos escusos entre gangues, ninguém é melhor negociador que Kaz Brekker, a trapaça em pessoa e o dono do Clube do Corvo. Por isso, Kaz é contratado para liderar um assalto improvável e evitar que uma terrível droga caia em mãos erradas, o que poderia instaurar um caos devastador. Apenas dois desfechos são possíveis para esse roubo: uma morte dolorosa ou uma fortuna muito maior que todos os seus sonhos de riqueza. Apostando a própria vida, o dono do Clube do Corvo monta a sua equipe de elite para a missão: a espiã conhecida como Espectro; um fugitivo perito em explosivos e com um misterioso passado de privilégios; um atirador viciado em jogos de azar; uma grisha sangradora que está muito longe de casa; e um prisioneiro que quer se vingar do amor de sua vida. O destino do mundo está nas mãos de seis foras da lei – isso se eles sobreviverem uns aos outros.

TramaCom a história se passando dois anos depois do final da Trilogia Sombra e Ossos, Six of Crows nos fará acompanhar seis personagens bem distintos em uma aventura por dinheiro, cada um com suas motivações e utilizando de suas habilidades para conseguir o que querem. Eu consegui notar desde o começo o quanto a autora se aprimorou para conseguir contar a história com uma trama e personagens mais complexos do que na trilogia original. Esse é um livro que dá pra ser lido sem ter lido a Trilogia Sombra e Ossos, mas tendo lido ela primeiro você tem muito mais contexto do mundo, do sistema de magia e dos povos, porque isso não é muito explicado aqui. Eu fiquei muito envolvida com a história, mas achei que certas coisas foram conseguidas de uma forma muito fácil. Claro que tinha vários desafios e complicações no caminho, mas senti que a autora facilitou um pouco em certos momentos.

Resenha - Por Trás de Seus Olhos

Título: Por Trás de Seus Olhos

Título Original: Behind Her Eyes
Livro Único.
Autor: Sarah Pinborough
Editora: Intrínseca
Páginas: 345
Ano: 2017
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: Louise é mãe solteira, trabalha como secretária e está presa à rotina da vida moderna: ir para o escritório, cuidar da casa, do filho e tentar descansar no tempo livre. Em uma rara saída à noite, ela conhece um homem no bar e se deixa envolver. Embora ele se vá logo depois de um beijo, Louise fica muito animada por ter encontrado alguém.
Ela só não esperava que seu novo e casadíssimo chefe seria o homem do bar. Apesar de ele fazer questão de logo esclarecer que o beijo foi um equívoco, em pouco tempo os dois passam a ter um caso. Em uma terrível sequência de erros, Louise acaba ficando amiga da esposa do amante. E, se você acha que sabe para onde esta história vai, pense de novo, porque Por trás de seus olhos não se parece com nenhum livro que já tenha passado por suas mãos. À medida que é arrastada para a história do casal, Louise acaba com mais perguntas que respostas e a única coisa certa é que algo naquele casamento está muito, muito errado.

TramaAcredito que a sinopse contenha o suficiente de resumo da história sem dar spoilers, então não vou detalhar muito além dela, só minhas impressões durante a leitura. No começo, é difícil saber pra onde esse livro vai, e isso foi me deixando cada vez mais curiosa. Algumas coisas começam a acontecer em certo ponto e eu já estava imaginando onde aquilo tudo ia dar. Chegando no finalzinho do livro, tem dois plot twists um atrás do outro. O primeiro é isso que eu mencionei que estava imaginando, então não me pegou de surpresa, a história foi bem na direção que eu pensei que iria. Mas o segundo plot twist... O SEGUNDO!! Pode ser que estava na cara, mas eu não estava esperando por aquilo.

Resenha - Ruína e Ascensão

Título: Ruína e Ascensão

Título Original: Ruin and Rising
Série: Sombra e Ossos
1- Sombra e Ossos (2012)
2- Sol e Tormenta (2013)
3- Ruína e Ascensão (2014)
Autor: Leigh Bardugo
Editora: Planeta
Páginas: 336
Ano: 2014 (Edição: 2021)
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
 Amazon

Sinopse: Terceiro volume da trilogia Sombra e ossos, que inspirou a série da Netflix
"Não estou arruinada. Eu sou a ruína."
Após o seu embate com o Darkling, Alina Starkov se vê encurralada no subsolo, tentando recuperar as forças para salvar Ravka das garras de seu oponente. Sob a proteção e a vigilância do Apparat, Alina atinge outro status – agora não é somente a Conjuradora do Sol, mas sim uma Santa que carrega em seus ombros a esperança de fiéis que rezam por um futuro mais brilhante. No entanto, invocar a luz nunca foi tão difícil.
Com o futuro do país em suas mãos, Alina partirá em busca do terceiro amplificador de Morozova, o mitológico pássaro de fogo, com o objetivo de derrotar o Darkling e libertar Ravka de uma vez por todas.
Eletrizante do começo ao fim, Ruína e Ascensão é a conclusão impecável da aclamada trilogia Sombra e Ossos, que inspirou a megaprodução da Netflix.

TramaO livro começou meio morno pra mim, mas a história foi crescendo mais conforme passavam os capítulos. Existe muita coisa em jogo nesse terceiro e último volume da trilogia, e acho que a autora conseguiu inserir boas cenas cheias de impacto e de ação. Porém, para mim, a história continua com um problema de ritmo. Achei interessantes algumas decisões da autora, apesar de faltar desenvolvimento em alguns aspectos (como achei nos outros dois livros) e uma explicação melhor para algumas coisas. Me pareceu que ela teve medo de seguir em frente com algumas coisas e escolheu a saída mais fácil.

Resenha - Depois

Título: Depois
Título Original: Later
Livro Único.
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 192
Ano: 2021
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar:
Amazon

Sinopse: Um livro que demonstra todo o talento de Stephen King, Depois é assustador e emocionante, e fala dos desafios de crescer e aprender a distinguir o certo do errado. Uma história poderosa, perturbadora e inesquecível sobre o preço de encarar o mal, não importa sob qual forma ele se esconda. James Conklin não é uma criança comum: ele vê gente morta. Com que frequência? Jamie não sabe bem; afinal, os mortos em geral se parecem muito com os vivos. Exceto pelo fato de que eles ficam para sempre nas roupas em que morreram, e são incapazes de mentir. Sua mãe implora para que ele mantenha essa habilidade em segredo, o que não é problema na maior parte do tempo. Pelo menos até Liz Dutton, a companheira de sua mãe e detetive do Departamento de Polícia de Nova York, aparecer na saída da escola e anunciar que precisa de ajuda. É assim que Jamie embarca em uma corrida para desvendar o último segredo de um falecido terrorista, e começa a jornada mais assustadora de sua vida.

TramaA sinopse faz um bom trabalho em explicar o plot do livro e, por ser uma história curta (pros padrões do autor), qualquer coisa que eu diga a mais pode ser spoiler. Num geral, eu achei a trama divertida do início ao fim, com aquele toque meio bizarro já esperado das histórias do King, mas que sempre me mantém envolvida e curiosa até o final. Mesmo o livro já sendo curto, senti que ele se estendeu um pouco de mais envolvendo um "segundo plot" chegando no final, que não foi tão interessante assim (pra mim, pelo menos). Inclusive, acho que a história toda seria mais sinistra e arrepiante se tivesse terminado antes disso tudo (mas ainda envolvendo uma coisinha que o protagonista descobre no fim).

O Livro é Melhor? - Adoráveis Mulheres (Mulherzinhas)

 


Título: Adoráveis Mulheres
Original: Little Women
Livro: Mulherzinhas - Louisa May Alcott
Ano: 2019
Sinopse (do filme): As irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta enquanto os Estados Unidos atravessam a Guerra Civil. Com personalidades completamente diferentes, elas enfrentam os desafios de crescer unidas pelo amor que nutrem umas pelas outras. Baseado no romance "Mulherzinhas", de Louisa May Alcott.

Adoráveis Mulheres é um filme que eu queria muito assistir, mas precisava ler o livro antes. Esse ano eu finalmente consegui ler a obra original, e agora estou aqui para falar minhas impressões sobre essa adaptação mais recente.

Resenha - Trocas Macabras

Título: Trocas Macabras
Título Original: Needful Things
Autora: Stephen King
Editora: Suma
Páginas: 656
Ano: 2020
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon 

Apenas um dos melhores livros que já li do autor.

SinopseCastle Rock, na Nova Inglaterra, é um lugar tranquilo para se viver. Mas a chegada de Leland Gaunt desestabiliza a cidade através do preconceito, ódio, fraqueza e cobiça, provocando mortes e sofrimentos. Gaunt consegue isto através de uma loja de utilidades, que sempre tem algo especial para cada morador, que para conseguirem o que desejam pagam um preço simbólico para Leland, além de conceder a ele um simples “favor”.


A Trama: A premissa da trama lembra algo a vocês? Consiga o que deseja, através de um intermediário um tanto quanto suspeito, e em troca conceda um "simples" favor? Porque a mim lembrou...
Porém, apesar dessa premissa que já é bastante conhecida, King consegue surpreender e criar uma obra incrível. Cada pequena troca contribuiu para aumentar a confusão entre os moradores da cidade e, no clímax do livro, o caos é instaurado. E aí... prefiro evitar spoilers, então apenas digo que vale cada página.

Resenha - 4 Homens em 44 Capítulos

Título: 4 Homens em 44 Capítulos
Título Original: 44 Chapters About 4 Men
Autora: B. B. Easton
Editora: Paralela
Páginas: 325
Ano: 2020
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon 

Infelizmente, não era o livro certo para mim...

Sinopse: 4 homens em 44 capítulos é um irreverente e espirituoso livro de memórias que resultou de experiências malucas, recheado de episódios divertidos e cenas muito, muito quentes.
Depois de anos tentando apimentar minha vida sexual, resolvi me contentar com um diário sobre aventuras do passado. Talvez meu marido, um nerd lindo e frio, só não fosse capaz de sentir a paixão que eu esperava, já que era totalmente diferente dos meus ex-namorados supertatuados e tarados. Bom, se eu não podia ter o amor que desejava na vida real, pelo menos podia escrever sobre ele no diário. Seria meu segredinho.
Mas adivinha? Meu marido leu tudo. E sabe o que mais? Depois disso, ele foi tomado pela paixão, se é que você me entende.
A partir daí, resolvi seguir o conselho da minha melhor amiga e usar o diário para manipular o comportamento dele. Eu só queria convencê-lo a: me dar um apelido fofo; me elogiar mais; fazer sexo selvagem e apaixonado; e fazer uma tatuagem completamente amadora do meu nome e/ou rosto em uma parte do corpo bem visível!
Não é pedir demais, é? O que poderia dar errado?

A Trama: Eu confesso que não tinha expectativas muito altas quanto a esse livro... Esperava apenas uma história divertida e leve, pra ser bem sincera. Porém, ainda assim consegui me decepcionar.
Como adianta a sinopse, o livro conta a história de como uma mulher infeliz no casamento utiliza seu diário e histórias do passado para manipular seu marido e tentar apimentar a relação. E isso deveria ter servido como um alerta para o fato de que não era muito o meu estilo de leitura, mas... As críticas estavam tão incríveis que resolvi dar uma chance. Spoiler: não funcionou comigo, como eu deveria ter previsto.

Resenha - O jardim Secreto

 Título: O Jardim Secreto

Título Original: The Secret Garden
Autora: Frances Hodgeson Burnett
Editora: Zahar
Páginas: 351
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon

Apesar de improvável, se você NÃO souber nada sobre esse livro, NÃO leia a sinopse.

Sinopse: Uma história encantadora de transformação e empatia. Um clássico da literatura inglesa infantojuvenil adorado há mais de um século por leitores de todas as idades. Ao perder os pais numa epidemia de cólera na Índia, onde nasceu e foi criada, a pequena e mimada Mary Lennox é enviada para viver na lúgubre mansão de seu tio, no coração da Inglaterra rural. Deprimido pela morte da esposa, o tio está sempre viajando, enquanto seu filho Colin, primo de Mary, passa a vida na cama como inválido. Solitária, Mary tenta se divertir vasculhando a propriedade, até que descobre um segredo incrível: o deslumbrante jardim de sua falecida tia, trancado e abandonado. A descoberta do jardim faz com que Mary conheça Dickon, menino que conversa com os animais e as plantas, e se aproxime do primo, que volta a sair da casa numa cadeira de rodas improvisada. Assim, a amizade das três crianças e o encantamento causado pelo jardim começam a transformar a vida de todos na casa. Publicado em 1911, O jardim secreto já inspirou diversas adaptações para teatro, TV e cinema.


Trama: Mary Lennox cresce na Índia a sombra de pais ausentes, sendo cuidada pelos criados em especial por sua aia; Após uma infestação de cólera no país ela é deixada sozinha em uma casa abandonada - achada por soldados dias depois ela viaja para a Inglaterra para viver com o irmão de seu pai, o recluso e infeliz Archibald Craven. Exposta a novas pessoas e experiências ela inicia uma jornada de auto - conhecimento, e ganha um interesse peculiar pelos segredos mantidos na imensa propriedade de Misselthwaite - que vão desde um jardim proibido, a um choro insistente que assombra a mansão todas as noites.

Resenha - 1984 Graphic Novel

Título: 1984
Adaptação gráfica: Fido Nesti
Autor: George Orwell
Editora: Quadrinho da Cia.
Páginas: 224
Saiba mais: Skoob\Goodreads
Comprar: Amazon

"obra-prima"

Sinopse: A obra-prima de George Orwell adaptada para os quadrinhos. Clássico moderno, 1984 ganha vida e movimento na arte de Fido Nesti. No traço magistral do artista paulistano Fido Nesti, a obra mais poderosa de George Orwell ganha sua primeira adaptação para os quadrinhos. 1984 conta a história do angustiado Winston Smith, refém de um mundo feito de opressão absoluta. Em Oceânia, ter uma mente livre é considerado crime gravíssimo. Numa sociedade em que a mentira foi institucionalizada, Winston se rebela e, em seu anseio por verdade e liberdade, arrisca a vida ao se apaixonar por uma colega, a bela Julia, e se voltar contra o poder vigente. Publicada originalmente em 1949, a profecia de Orwell encontra seu rosto neste romance gráfico extraordinário.



Trama: O mundo de Winston é divido em três grandes potências autoritaristas - Oceania, Lestásia e Eurásia. Vivendo em uma Londres distópica localizada em Oceania, ele tem sua vida controlada pelo partido do Grande Irmão, responsável por findar a liberdade o espírito e as vidas da população através de lavagem cerebral, tortura, assasinato, mentiras, etc. 1984 retrata com exatidão o perigo do poder centralizado, e como de forma assustadora ele pode ceifar qualquer tipo de individualidade.

Resenha - Depois do Sim

 

Exibição Original: Depois do Sim
Título Original: After I Do
Adaptação: Taylor Jenkins Reid
Estúdio: Paralela
Demografia | Gênero: 320
Ano: 2020
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Saraiva 


Sinopse: 
Após onze anos de casamento, Lauren e Ryan chegam à triste conclusão de que não estão felizes juntos. Esse poderia ser o fim, mas para os dois é só o começo. Eles vão passar por um ano diferente de tudo aquilo que já viveram, no qual aprenderão muito mais sobre si mesmos do que seriam capazes de imaginar. "Depois do sim" é uma história sobre o que acontece quando a paixão parece não estar mais lá. Sobre as várias facetas do amor. Sobre aprender a mantê-lo, perdê-lo, redescobri-lo e aceitá-lo como ele é. Acima de tudo, é a história de um casal preso nas armadilhas de seus hábitos e manias, mas disposto a buscar um novo e inusitado caminho para fazer dar certo.

TramaLauren e Ryan tiveram um longo casamento apenas para descobrir que, onze anos depois, não estão felizes e acabam arranjando brigas pelas coisas mais simples, sem conseguir mais ver as coisas lindas da vida. O livro é narrado com capítulos alternados entre a atual situação do casal e de como eles se conheceram e o desenvolvimento de sua história ao longo dos anos. Uma história que fala sobre autoconhecimento, respeitar o seu tempo e suas opiniões, principalmente dentro de um contexto que envolva outras pessoas e seus sentimentos. Acima de tudo, é um livro sobre a importância do diálogo nas relações humanas.

Resenha - Mulherzinhas


Título: Mulherzinhas
Título Original: Little Women
Autor: Louisa May Alcott
Editora: Penguin Companhia
Páginas: 592
Ano: 2020
Saiba mais: Skoob
Comprar: Amazon // Submarino // Saraiva 


Sinopse: 
Mulherzinhas é considerado um dos livros mais influentes de todos os tempos. Ultrapassando a barreira das idades, esse romance é lido com a mesma paixão por adultos e jovens. A história das irmãs March se tornou um clássico feminista que reflete sobre a tensão entre obrigação social e liberdade pessoal e artística para as mulheres. Cada leitor terá sua irmã favorita: a independente Jo, a delicada Beth, a bela Meg ou a artista Amy. Essas quatro mulheres e sua mãe, Marmee, enfrentam com diligência e honra as privações da Guerra Civil americana, e se tornaram um sucesso instantâneo já em 1868.

A Trama Um clássico da literatura americana que beira o princípio do gênero Jovem Adulto de hoje em dia, Mulherzinhas conta a história das irmãs March em plena Guerra Civil e como a personalidade de cada uma das meninas interfere em seus sonhos, aspirações para o futuro e formas diferentes de lidar com a vida. Uma história que mostra o poder e força das mulheres, mesmo em uma época tão marcada pelo machismo estrutural.

Resenha - Com Sangue

Título: Com Sangue
Título Original: If It Bleeds
Livro Único.
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Páginas: 400
Ano: 2020
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar: Amazon 

Sinopse: Do mestre do terror, uma nova coleção de contos que levará os leitores a momentos aterrorizantes da vida… e da morte.

Brilhante em narrativas curtas, King já escreveu alguns contos que viraram sucesso em todo o mundo, como as histórias que inspiraram os filmes Conta comigo e Um sonho de liberdade. Neste livro, assim como em Quatro estações e Escuridão total sem estrelas, ele cria uma coleção única e emocionante, demonstrando mais uma vez por que é considerado um dos maiores contadores de histórias de todos os tempos.

Este é um livro sobre amor, amizade, talento e justiça… em suas formas mais deturpadas. Em Com sangue, Stephen King reúne quatro contos com protagonistas inteligentes e complexos, que têm sua vida comum transformada por algum elemento inexplicável.

Os Contos

O Telefone do Sr. Harrigan: É um conto com um andar até meio lento, mas eu gostei de todo o desenvolvimento da história. Apesar de não ser exatamente um conto de horror, conseguiu me deixar arrepiada com algumas coisas. Não é a primeira vez que o King brinca com os mortos "fazendo coisas", e acho que nesse conto aqui ele conseguiu deixar um certo ar de mistério quanto a veracidade do que parecia estar acontecendo. 

A Vida de Chuck: Eesse teve um início muito interessante, o conto é dividido em três atos, e o primeiro é angustiante e me deixou questionando o tempo inteiro. Porém, nos outros dois o peso da história se perdeu completamente. É uma história contada de forma reversa, do fim para o começo, e eu entendi o que ele quis fazer aqui, mas não funcionou pra mim, porque conseguiu tornar uma história com muito potencial em algo sem graça. Se fosse um romance, talvez tivesse um desenvolvimento melhor, mas não é o caso aqui.