Resenha - O Bicho-da-Seda

Resenha feita pela Tay!
Título: O Bicho-da-Seda
Título Original: The Silkworm
Série: Cormoran Strike
1- O Chamado do Cuco (2013)
2- O Bicho-da-Seda (2014)
3- Sem título
Autor: Robert Galbraith
Editora: Rocco
Páginas: 464
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Amazon // Submarino

Essa resenha não contém spoilers de O Chamado do Cuco.


SinopseO detetive Cormoran Strike, protagonista de O Chamado do Cuco, está de volta, ao lado de sua fiel assistente Robin Ellacott, no segundo livro de Robert Galbraith, pseudônimo de J.K. Rowling. Dessa vez, o veterano de guerra terá que solucionar o brutal assassinato de um escritor. Quando o romancista Owen Quine desaparece, sua esposa procura o detetive particular Cormoran Strike. Incialmente, ela pensa apenas que o marido se afastou por alguns dias - como fez antes - e quer que Strike o encontre e o leve para casa. Mas, à medida que investiga, fica claro para Strike que há mais no sumiço de Quine do que percebe a esposa.
O escritor acabara de concluir um livro retratando maldosamente quase todos que conhece. Se o romance fosse publicado, a vida deles estaria arruinada -assim, muita gente pode querer silenciá-lo. E quando Quine é encontrado brutalmente assassinado em circunstâncias estranhas, torna-se uma corrida contra o tempo entender a motivação de um assassino impiedoso, diferente de qualquer outro que Strike tenha encontrado na vida.

A Trama: A mulher de um escritor procura por Cormoran Strike para ele encontrar o marido dela. Leonora Quine pensa que o marido sumiu de propósito, como já fez muitas vezes antes. Mas o que parecia ser apenas mais um dos sumiços temporários de Owen Quine, acaba se tornando um dos assassinatos mais brutais. Agora Strike não tem apenas que lidar com sua própria investigação, mas também com a polícia que não está nada contente por ele ter solucionado o caso Lula Landry (no livro anterior).
Em  O Bicho-da-Seda, lidamos com um crime muito mais complexo e difícil de solucionar, além de conhecermos melhor nossos personagens centrais (Cormoran e Robin). Temos muito mais de suas vidas e de como eles são fora do ambiente de trabalho. Apesar de ser um pouco monótono em alguns momentos, a investigação é bem interessante, além de nos inserir um pouco no ramo editorial que tanto amamos, mas não sabemos um terço do que acontece realmente dentro de uma empresa dessas. O mistério é intrigante e instiga o leitor a querer saber sempre mais. Tive que reprimir minhas vontades de bisbilhotar as páginas finais do livro para descobrir logo o culpado. E, nesse quesito, o autor está de parabéns. Ele consegue segurar a grande revelação muito bem (melhor do que em O Chamado do Cuco) e, quando você pensa que já descobriu quem é o assassino, o jogo vira e isso é SENSACIONAL!

O ProtagonistaEu adoro o protagonista! Apesar de ser um excelente detetive, Cormoran Strike não é uma muralha imbatível como em muitos livros. Ele comete seus deslizes, age por impulso algumas vezes, além de ter uma carga emocional enorme. E conhecemos muito desse lado dele nesse segundo volume. Mas, claro, ele é muito inteligente e sabe guardar na memória as pistas. É um personagem com quem o leitor consegue se envolver e torcer por ele

Personagens SecundáriosRobin está mais incrível nesse livro! Apesar do impasse entre sua vida pessoal e seu emprego, ela consegue lidar com as coisas muito bem. Ela é autêntica, divertida e muito perspicaz, além de ainda sonhar que Strike a treine para também se tornar detetive. Conhecemos mais dela aqui e eu adorei, apesar de não gostar nenhum pouco de Matthew, seu noivo. Ele é muito irritante e adora implicar com seu trabalho e, principalmente, com Strike. Eu não gosto dele e não acredito que isso mudará algum dia. Como sempre, prefiro que vocês conheçam os outros personagens conforme leem, por eles fazerem parte da trama do livro.

Capa, Diagramação e Escrita: Eu gosto das cores da capa, acho que combinam com a história de certa forma. A diagramação está muito boa e o texto contém apenas alguns erros de revisão. A escrita é fantástica! Robert Galbraith, a.k.a. J.K. Rowling, tem uma narrativa incrível, que introduz o leitor na história e o faz ficar intrigado, preso e encantado por ela. As descrições são incríveis e reais, bem gráficas em certos momentos. E ela consegue nos ludibriar muito bem, nos fazendo pensar em uma coisa, mas a resposta sendo outra. Sou suspeita pra falar, mas ela não consegue escrever livros ruins.

Concluindo: O Bicho-da-Seda é uma excelente sequência, sendo melhor que o primeiro volume. A narração policial é ótima e os personagens são muito bem construídos. Quando terminei, fiquei querendo ter o próximo volume apenas para continuar na companhia de Cormoran e Robin por mais um tempinho. Se seguir nessa linha, os próximos livros serão fantásticos (são previstos 7 livros para a série). Recomendo para quem gosta de quebrar a cabeça em romances policiais. 

Classificação: