Resenha - Sussurros do País das Maravilhas

Título: Sussurros do País das Maravilhas
Título Original: Untamed
Série: O Lado Mais Sombrio
1- O Lado Mais Sombrio
1.5- A Mariposa no Espelho

2- Atrás do Espelho
3- Qualquer Outro Lugar
3.5- Sussurros do País das Maravilhas
Autor: A. G. Howard
Editora: Novo Conceito
Páginas: 272
Ano: 2017
Saiba Mais: Skoob
Comprar: Amazon // Saraiva // Submarino

"Desnecessário" seria a palavra.

Essa resenha não contém spoilers de Qualquer Outro Lugar, exceto em "Personagens".

SinopseAlyssa Gardner entrou na toca do coelho para assumir o controle do seu destino. Ela sobreviveu à batalha pelo País das Maravilhas e pelo seu coração. No conto O Menino Na Teia, a mãe de Alyssa relembra o período em que viveu no País das Maravilhas e resgatou o homem que se tornaria seu marido e pai de sua filha. No A Mariposa No Espelho, conhecemos as lembranças de Morfeu, de quando ele mergulhou nas memórias de Jeb para descobrir os segredos dele e tentar ganhar, de uma vez por todas, o disputado coração de Alyssa. No Seis Coisas Impossíveis, Alyssa revive os momentos mais preciosos de sua vida após Qualquer outro lugar, e sobre o papel mágico que desempenhou para preservar a felicidade daqueles que ela ama. Neste livro você encontrará três contos de lembranças inéditas e inesquecíveis. Junte-se novamente aos personagens da série O Lado Mais Sombrio e embarque no fantástico mundo do País das Maravilhas.

A TramaApesar de não estar tão empolgada para esse livro, fiquei curiosa para ver o País das Maravilhas ser explorado um pouquinho mais em alguns contos, mas, honestamente, eles não foram lá essas coisas. O Menino na Teia fala um pouco sobre a adolescência de Alison e como ela descobriu o País das Maravilhas e conheceu Thomas. Apesar do início promissor, o conto acaba se tornando um pouco enfadonho, o que é uma pena, pois poderia ter sido mais interessante e empolgante se a autora tivesse decidido dar foco no momento certo (que é quando Alison resgata Thomas). Já tinha lido A Mariposa no Espelho antes e acho que gostei um pouco mais dele na época, mas dessa vez só consegui achá-lo chato, acredito que por já ter terminado a série para mim ele só conseguiu ser repetitivo e cansativo de ler. Seis Coisas Impossíveis é de longe o melhor, mesmo que também não seja excelente. É um conto até fofo, com um toque de estranheza que a gente sempre espera dessa série, mas possui alguns flashbacks de Alyssa que, admito, eu pulei. Ele se passa após o final de Qualquer Outro Lugar e dá alguns respostas sobre algumas coisas que ficaram sem ser explicadas.

Os PersonagensOs personagens não estão muito diferentes dos livros anteriores, com exceção de Alyssa e Morfeu no último conto, mas continuam com a mesma essência. Spoiler de Qualquer Outro Lugar: ainda não consigo entender como Alyssa conseguirá passar a eternidade sem ver sua família humana enquanto constrói outra no País das Maravilhas, achei de uma frieza bem grande. Isso condiz com sua parte intraterrena, mas não deixa de ser menos esquisito por isso.
  
Capa, Diagramação e Escrita: Eu gosto muito das capas dessa série, e essa não é diferente, todos os elementos combinam perfeitamente com os contos. A diagramação é a mesma dos livros anteriores e não encontrei muitos erros de revisão. A escrita da autora continua no mesmo nível, gostosa de acompanhar, apesar da história não estar se desenvolvendo de forma tão interessante assim.

Concluindo: Num todo, exceto pela última história (Seis coisas impossíveis), tudo aqui é desnecessário (até a última é um pouco se você parar para pensar), acredito que vale a pena você gostar seu tempo lendo apenas se você for MUITO fã da série.