Resenha - Contos Clássicos de Terror

Título: Contos Clássicos de Terror
Autor: Vários autores
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 408
Ano: 2018
Saiba Mais: Skoob / Goodreads
Comprar: Amazon 

Sinopse: O melhor das histórias de medo, uma seleção de tirar o fôlego e perder o sono. Neste livro, Stephen King, Shirley Jackson, Machado de Assis e outros dividem as páginas para mostrar toda a potência das histórias assustadoras.
Transitando entre o gótico, o horror e o terror ― mas sem se afiliar a nenhuma dessas categorias com exclusividade ―, os dezenove contos deste livro reúnem o melhor das histórias de medo. De Machado de Assis e João do Rio a Lygia Fagundes Telles; de Edgar Allan Poe e Robert Louis Stevenson a Stephen King, grandes nomes da literatura mostram ao leitor toda a potência do gênero.
Com seleção e introdução de Julio Jeha, esta antologia traz uma história de H. P. Lovecraft inédita no Brasil, além de uma nova tradução do conto "A loteria", de Shirley Jackson. Em Contos clássicos de terror, o mal absoluto, o sofrimento de ocasião e até a maldade disfarçada de bem revelam personagens complexos e narrativas impressionantes.

A TramaContos Clássicos de Terror é uma coletânea com 19 contos de autores famosos pelo gênero horror/terror. Achei uma boa coletânea, apesar de não ter gostado de todos os contos. Alguns são um pouco confusos, outros extremamente entediantes; inclusive, tenho que confessar que pulei um, porque estava muito chato, sem nada de interessante e era enorme. Em uma coletânea é quase impossível você gostar de todos os contos selecionados, mas pelo menos os que conseguiram me agradar, eu gostei de verdade e consegui sentir essa atmosfera sombria e aterrorizante que eles quiseram passar.

Os ContosComo falei antes, não gostei de todos os contos. De um total de 19 contos, apenas 6 realmente conseguiram me passar o que eu queria lendo esse livro, sendo então meus favoritos. São eles:

Bárbara, da Casa de Grebe - Thomas Hardy: Um conto um pouco mais longo, que leva seu tempo, mas conseguiu me assombrar. Basicamente é a história de um casal que foge para se casarem, mas acabam tendo que retornar à casa dos pais da moça (Bárbara), porque estão sem dinheiro. O pai os aceita de volta, com a condição de que Willowes viajasse com um tutor para estudar e ser mais erudito. Após um incêndio durante a viagem, o marido de Bárbara fica gravemente ferido e precisa passar mais um tempo fora para se recuperar. Quando ele finalmente volta, as coisas não são mais como costumavam ser, e Bárbara precisará passar por uma provação pelo resto da vida.

A Selvagem - Bram Stoker: Um casal leva um amigo junto para sua lua-de-mel, e uma certa noite, eles vêm uma gata brincando com seu filhote logo abaixo de sua varanda de hotel. Querendo "brincar" com os gatos, o amigo acaba jogando uma pedra lá de cima, acerta a cabeça do filho e acaba o matando. Após isso, a gata os segue para todos os cantos, e eles conseguem ver o ódio nos olhos dela. Gostei desse conto por mostrar como "karma is a bitch".

A Mão do Macaco - W. W. Jacobs: Uma família recebe um visitante em casa, que acaba contando sobre a mão do macaco e como ela realmente realiza três desejos de apenas três pessoas, falta agora só uma pessoa para fazer os pedidos. O pai da família acaba pedindo pela mão, e o visitante, depois de um aviso sombrio, acaba deixando com eles. Logo toda a família vai descobrir que a mão do macaco realmente realiza desejos, mas cobra um valor muito alto em troca. Esse conto é de arrepiar, mas gostaria que tivesse tido um impacto maior no final.

Na Cripta - H. P. Lovecraft: George Birch trabalha em um cemitério e, certa noite, quando leva um dos caixões para a cripta, acaba ficando preso lá dentro. Em sua tentativa de fuga, algo muito estranho e horripilante vai acontecer. Um conto curto e simples, mas que me deixou um pouco assustada e de estômago revirado.

A Loteria - Shirley Jackson: Em um vilarejo, todo ano há uma loteria, onde um membro da comunidade será sorteado. Mas isso não quer dizer que seja um sorteio para alguma coisa boa. Esse foi o primeiro conto que eu quis bem mais depois de a história terminar. Foi bem curtinho, mas tinha tanta coisa pra explorada, que daria um livro maravilhoso e muito creepy (bem naquele estilo de filme de terror em vilarejo, sabe? adoro!). Tem uma vibe meio Jogos Vorazes também.

Vovó - Stephen King: Meu conto favorito de todos, e isso choca absolutamente ninguém. Depois que o irmão sofre um acidente na escola, a mãe de George o deixa sozinho em casa com a vovó - a temível vovó. Uma senhora que só fica na cama, precisa de ajuda para tudo e de vez em quando tem uns "acessos" assustadores. No início algumas coisas podem parecer paranoia da cabeça de George, mas aos poucos a história vai se tornando mais sinistra e assustadora. O final me deixou querendo bem mais.


Capa, Diagramação e Escrita: Essa edição ficou linda, toda trabalhada no preto e roxo, e adorei como conseguiram compor uma capa maravilhosa só utilizando o título. Além de tudo, é em capa dura, sendo tudo muito bem trabalhado. São 19 autores diferentes, então fica um pouco difícil falar sobre a escrita de todos, mas acho que fica um pouco óbvio que os seis contos citados acima também têm as escritas que eu mais gostei. Um destaque especial para Shirley Jackson, que conseguiu me surpreender por eu gostar tanto do conto e da forma que ela conduziu a história, já que eu não gostei nada do livro dela que eu li, A Assombração da Casa da Colina.

Concluindo
Como já disse, não é uma coletânea perfeita, porque nunca todos os contos de alguma coletânea vão agradar, sempre tem aqueles que não conseguem chegar lá para nós. Mas os que eu gostei, realmente me prenderam e até tenho vontade de reler em algum outro momento. Existem outras coletâneas com alguns dos mesmos contos, então se está procurando por alguma coletânea de contos clássicos, recomendo essa pela edição linda - e vai que você gosta dos contos que eu não gostei?!