Resenha - Liberta-me


Resenha feita pela Mari!
Título: Liberta-me
Título Original: Unravel Me
Série:  Estilhaça-me
1- Estilhaça-me (2012)
1.5- Destrua-me (2013)
2- Liberta-me
Autor: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
Páginas: 448
Ano: 2013
Saiba mais: Skoob
Comprar: Submarino // Fnac // Saraiva

Atenção: Contém spoilers do primeiro volume (Estilhaça-me).

Sinopse: Se no primeiro livro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette. Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor.

O Conto: Quando comecei a leitura do conto eu já não lembrava mais nada de Estilhaça-me (faz mais de um ano que o li), mas conforme fui lendo tudo começou a voltar, a autora faz algumas menções ao que havia acontecido, por isso (e porque o conto é ótimo) eu recomendo a leitura de Destrua-me. O conto nos mostra um pouco do lado de Warner e tudo que ele tem que vivenciar no Restabelecimento logo depois que Juliette consegue fugir, ele encontrou o 'diário' com os pensamentos mais secretos e perturbadores da amada e fica fissurado em ler e decorar cada página dele. Não consegue mais trabalhar direito, comer ou dormir, tudo que consegue pensar é em encontrar Juliette e dizer a ela como ele se sente, a paixão predomina no conto e cada vez mais Tahereh consegue fazer com que nos apaixonemos pelo vilão da história.

PS. O conto é uma parte importantíssima da trama, meu conselho é que não comecem o segundo volume sem lê-lo, além de ser rápido e muito prazeroso de se ler, eu amei! A Novo Conceito disponibilizou Destrua-me gratuitamente nesse site.

A Trama:  Estilhaça-me foi um dos meus livros favoritos de 2012 e essa continuação consegue bater todos os recordes, eu amei a trama, cheia de aventura, romance e ação.
Agora Juliette está entre amigos, todos no Ponto Ômega tem poderes incríveis, mas uma guerra contra o Restabelecimento está por vir e ela precisa dar o máximo de si pra poder ajudar o 'lado do bem'. Juliette vai descobrir novos poderes, novas amizades e um novo Warner.

Os Protagonistas:  Juliette é a protagonista, assim como no primeiro volume, mas foi ótimo ter Warner como protagonista no conto. Juliette é aquela garota sofrida de sempre, eu me obrigava a pular alguns parágrafos, pois não conseguia mais aguentar toda a choradeira da garota. Eu imagino que deva ser horrível não poder ter contato com ninguém, mas é realmente irritante acompanhar todo esse sofrimento. A protagonista consegue estragar um pouco do livro, ela tem seus pontos positivos, mas os negativos definitivamente predominam.

Os Personagens Secundários: São poucos os personagens secundários que ganham espaço na história, Warner e Kenji são os que mais 'crescem' nesse segundo volume, aprendemos um pouco sobre seu passado e presente. Tahereh consegue trabalhar muito bem com os secundários, ao contrário do que acontece com a protagonista.
Warner é o vilão mais amado de todos os tempos, quanto mais conhecemos ele, mais nos apaixonamos, sofremos conhecendo a sua história e queremos que Juliette largue logo Adam e seja feliz com ele... Eu amei esse personagem e estou torcendo para que ganhe ainda mais espaço no último volume. Adam aparece bem pouco se comparado com o primeiro  livro, já Kenji ganha muito espaço e (logo depois de Warner) se torna o melhor personagem, querido, companheiro e muito dedicado ao Ponto Ômega ele parece estar sempre lá, não só por Juliette, mas por todos sem pedir nada em troca.

Capa, Diagramação e EscritaA capa desse segundo volume deixa um pouco a desejar se comparado ao primeiro, as capas americanas são muito mais bonitas. A letra é grande e não encontrei nenhum erro de português ou palavras mais difíceis, o livro é extenso (quase 450 páginas), entretanto é uma daquelas leituras você lê 200 páginas e nem percebe, eu não queria que o livro acabasse nunca.

Concluindo: Vale super a pena, quem já amou o primeiro volume vai gostar ainda mais desse, recomendo para todas as idades e gostos, um distopia super agradável pra qualquer momento. Agora vem a notícia ruim: o terceiro volume será lançado apenas em fevereiro de 2014 nos EUA, aguardarei ansiosamente por ele.

Quotes:

 É estranho. O quanto me sinto oca. Como se pudesse haver ecos dentro de mim. Como se eu fosse um daqueles coelhos de chocolate que costumavam ser vendidos na Páscoa, aqueles que não eram nada mais do que uma casca doce envolvendo um mundo de nada. Eu sou assim. Eu envolvo um mundo de nada.

Classificação: