Resenha - Silêncio

Resenha feita pela Beatriz!
Título: Silêncio
Título Original: Silence
Série: Hush, Hush
1- Sussurro (2010)
2- Crescendo (2011)
3- Silêncio
4- Finale (2013)
Autora: Becca Fitzpatrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 301
Ano: 2012
Saiba mais: Skoob
Comprar: Saraiva // Cia dos Livros // Submarino

Se você gostou da série, com certeza vai sentir um misto envolvente de sentimentos nesse livro. 
Contém SPOILERS dos volumes anteriores.

Sinopse: Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da mãe. Em meio a tudo isso, Nora é assombrada por constantes pensamentos com a cor preta, que surge em sua mente nos momentos mais improváveis e parece conversar com ela. Alucinações, visões de anjos, criaturas sobrenaturais. Aparentemente, nada disso tem a ver com sua antiga vida. A sensação é de que parte dela se perdeu. É então que o caminho de Nora cruza o de um sexy desconhecido, a quem ela se sente estranhamente ligada. Ele parece saber todas as respostas… e também o caminho até o coração de Nora. Cada minuto a seu lado confirma isso, até que Nora se dá conta de que pode estar apaixonada. De novo.

A Trama: Diferente do volume anterior, nesse livro a história tem mais ritmo, os personagens me agradaram e a série toma um rumo diferente. Um detalhe interessante foi a autora ter aproveitado a amnésia de Nora para fazer uma trama onde parte dos detalhes nós já sabemos e, ao contrário do que eu achava que seria, não foi uma leitura entediante, pois a história tem continuidade, mesmo com Nora relembrando aos poucos as lembranças perdidas. É acrescentada mais tensão ao suspense e alguns mistérios são "esclarecidos", normal de livros que antecedem o encerramento da série. O final reserva uma surpresa enorme, mas eu achei um tanto instantâneo demais, pois os personagens nem tiveram tempo de se adaptar à novidade.

A Protagonista: Nora está perdoada por sua chatice em Crescendo. Nesse livro, a protagonista tomou mais iniciativa e atitude ao invés de ficar trancada em seu quarto choramingando. Não posso culpá-la totalmente por ser humana numa guerra de anjos e nephilins, ou seja, seres com força sobrenatural. Porém, também cumpriu sua cota de reclamações, sem deixar de mencionar as vezes em que ela passou trechos tentando se convencer com diversos argumentos/desculpas a fazer algo que sabia que era errado.

Os Personagens Secundários: Marcie chata Miller apareceu bem menos (ainda bem), e dessa vez pude realmente acreditar que a protagonista era Nora e não ao contrário.
Sempre gostei de Vee, mas simplesmente não sei por que continua no livro. Acho que a autora só a mencionou para não acusarem de ter amnésia igual a Nora, mas ela não teve nenhum peso na história e nem ajuda Nora a recuperar sua memória, na verdade só adiou o desenrolar da história com suas "mentiras para proteção".
Patch, ou Jev (seu nome verdadeiro) me irritou nas suas primeiras aparições com sua crise de "Don't touch me", me tirando do sério quando estava óbvio que os dois iriam voltar a ficar juntos. Em outras palavras, essa enrolação toda só serviu para aumentar o número de páginas do livro ao invés de a autora ter sido direta, em minha opinião. Mas seus diálogos cheios de charme salvaram a história. E eu entendo que Scott tem certa importância na luta que está por vim, mas enfiar o garoto em uma das pontas de um triângulo amoroso onde está óbvio quem será o escolhido? Tive que rir. A descoberta de quem é o Mão Negra, o vilão, foi bem planejada, pois é realmente a última pessoa que eu pensaria, (na verdade eu nem me lembrava da existência), e o melhor são as reações dos personagens com as consequências de tudo isso!


Capa, Diagramação e Escrita: A capa segue o padrão da série, em preto e branco, textura áspera e letras simples. Só não gostei de terem mostrado o rosto dos dois personagens principais. A diagramação também continua a mesma (e eu ainda acho que a fonte é pequena). O que eu mais gosto na escrita de Becca é de sua simplicidade. Ela não exagera nas descrições e nem descreve cada movimento dos personagens durante o diálogo (algo bem irritante), mas torna a história dinâmica e com cenas de luta eletrizantes que me fez ler 100 páginas sem nem perceber. A narrativa em primeira pessoa deixa os acontecimentos mais próximos de nós, e como já mencionei, saber de algo que Nora está tentando lembrar foi divertido, principalmente quando ela errava o próprio julgamento!

Concluindo: Eu gostei bastante do livro, apesar da reviravolta no final que eu sabia que iria acontecer, só não tinha certeza do que ela traria.Tenho a impressão que a autora acrescentou o sobrenatural para camuflar o foco no romance e dar motivos para os conflitos que separam o casal, pois o melhor da série, e isso serve para os três livros lidos, são os diálogos Nora e Patch... Tá bom, admito, são as falas do Patch! Se você começou a ler série, vale a pena continuar sim :D

Quotes:
Nora:"Isso tudo é uma brincadeira para você?" Patch:"Nem tudo." Nora:"O que não é?" Patch: "Você."

Nora:"Todos esse ruídos e gemidos fazem você parecer... primitivo." Seu sorriso se alargou. Patch:"Primitivo." Nora:"Você é impossível." Patch:"Mim Jev, você Nora. [...] Patch:"Já que estamos no nível primitivo, seu cheiro é bom." Ele observou. E se aproximou ainda mais, o que me fez tomar consciência de seu tamanho, dos movimentos de seu peito, do calor da sua pele sobre a minha. [...] Nora:"O nome disso é chuveiro..." comecei automaticamente, mas parei. Minha memória sofreu um solavanco, tomada de assalto por um sentimento intenso e poderoso de inadequada familiaridade. "Sabão, xampu, água quente..." Acrescentei com a voz fraca. Patch:"Nua, sei como é." Jev respondeu, e algo indecifrável passou por seus olhos.

Classificação: