Quinta das capas #94

Capas de Livros Invernais

 

Olá, Olá!! Já estão sentindo muito frio? Eu estou!! Por isso tentei escolher capas inspiradas no inverno, apesar de a maioria mostrar um pouco ou muita neve - algo que não temos em nosso inverno, exceto algumas raras exceções - mas o que vale é a intenção! Certo?

A capa de Scarllet é linda, ela apresenta uma dualidade muito agradável de se olhar, a floresta fria em tons de azul, branco e preto é claramente gelada, mas o manto da modelo nos remete á algo caloroso, forte, quente. Já me foi muito recomendada a leitura de Irmã, mas convenhamos, essa capa é tão sem graça, não chamaria a atenção em uma livraria. Gosto muito dos efeitos de  Winter Queen, as asas parecem holográficas e seu vestido parece se transformar em água. Apesar de não gostar muito da capa de A Week in Winter, coloquei aqui por  ter algo completamente oposto ao inverno - uma praia (sei que há muitas pessoas que gostam de praias no inverno, e é até bucólico e romântico, mas no geral praia combina com verão), então apesar de mostrar um coisa diferente ao se referir ao inverno, ela é mal acabada, um pouco pobre.



Inverno Negro é um pouco confusa, tem muita informação e a capa mostra uma imagem de uma ângulo não usual, mas depois de prestarmos atenção, podemos ver uma paisagem interessante, a vista de uma castelo ou torre com o observador acima de tudo olhando para baixo - seria muito legal, se a perspectiva não estivesse toda errada, quem conseguiria subir essa rampa? Sendo uma rampa e tão inclinada - além disso o restante da passarela vai se afunilando, isso não acontece em uma imagem real só por que está longe e a vista do horizonte está com tamanhos e ângulos errados, para algo que deveria parecer distante. Questões do coração é romântica, e remete a uma histórica calma, diária e rotineira. Escola Noturna - O legado é caricaturada - a capa parece uma cena de HQ, colorida e irreal. Escolhi Deixe a neve cair por ser um livro mais famoso, mas esta também se trata de outra capa sem graça, mais até do que Irmã - são só flocos de neve, sei que é pra ser minimalista, e que na verdade flocos de neve são lindos, mas podia ser melhor neh?

O Lobo é um animal muito invernal, na maioria das vezes - por isso essa capa de Os ventos do Inverno representa o frio tão bem, mesmo que a neve seja discreta. Uma Curva no Tempo brinca com as cores e imagens de forma divertida, torna o inverno menos frio e promete uma leitura leve. Misery é bem opressiva e não só pelas cores, mas também pelo que representa a máquina de escrever enterrada na neve. As cores de A menina da Neve sugerem uma história mais sobrenatural, mágica e até divertida - pena que o livro não é assim (apesar de eu ter gostado, mas se não me engano a Tay não gostou, ele é mais um drama paradão do que qualquer outra coisa).

Tormenta talvez seja a capa menos invernal a primeira vista, a modelo está com os braços de fora e ela e o vestido tomam quase toda a capa, chamando muita atenção, mas ao olharmos o todo dá quase para imaginar o início de uma nevasca, ou uma tormenta como diz o título. Um Inverno Inesquecível me lembrou do Natal - casinhas sobrepostas, como vilas de contos infantis e biscoitos de gengibre - mas logo que notei isso, percebi outra coisa; O nome da autora é claramente brasileiro mas o livro remete a um inverno tão internacional ( eu não acho que só por que o autor é brasileiro ele precise escrever literatura referente ao nosso país, mas a maioria dos autores faz isso e nesse caso específico foi tão contrastante que me chamou atenção ). The Winter Palace é o único com um edificação real e é engraçado por que o ambiente e o palácio me lembram aquelas fazendas do sul dos EUA, da época pré abolicionista e a impressão que temos é de que lá é quente - não sei se foram os filmes, mas sempre imagino cores terrosas e árvores amarronzadas ou esverdeadas. De longe a capa mais linda dessa edição Winter parece cintilar, e não sei se essa maça me parece mais apetitosa ou mais fascinante.


Comprei recentemente O Presente do Meu Grande Amor, estou esperando para ler em dezembro, ele é natalino daquela forma Han Cristen Anderson, entendem? Pra mim parece que captura o espírito do natal! Sou muito psicopata por achar bonito o Sangue na Neve? Acho que melhora se eu disser que também gosto da groselha na neve....ou não. O contraste de cores e texturas é tão legal, dá pra imaginar aquele barulhinho de gelo derretendo e estalando... O sangue penetrando no gelo. A Bússola de Ouro com certeza é a mais criativa, promete a história maravilhosa que ela guarda, e é exatamente por isso que esse livro não variou muito de capa com o passar dos anos.