Resenha - Geek Girl

Resenha feita pela Luh!
Título: Geek Girl
Título Original: Geek Girl
Série: Geek Girl
1- Geek Girl
2- Model Misfit (2013 US)
3- Picture Perfect (2014 US)
Autor: Holly Smale
Editora: Fundamento
Páginas: 256
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fundamento

Muito divertido!

Sinopse: Harriet Manners tem 15 anos e sabe tudo... sobre quase tudo. Ela só não sabe porque ninguém na escola parece gostar dela - especialmente sua arqui-inimiga Alexa, que adora humilhá-la todos os dias. Harriet só queria que sua vida fosse diferente... Quando Nat, sua melhor amiga, a arrasta para fazer compras num evento badalado, Harriet é descoberta por uma agência de modelos. É a grande chance de recomeçar! Mas tem um pequeno detalhe: Harriet não conhece nada sobre moda. Na verdade, ela não "Dá a mínima para a moda". E, claro, tem a Nat, que é linda, fashionista e sempre quis ser modelo. Seria como roubar o sonho da sua melhor amiga, não é? Harriet decide fazer uma sessão de fotos com o famoso - e incrivelmente lindo! - Nick, mas esconde a verdade e mente para as pessoas que ama. O que ela não esperava é que no dia seguinte essas fotos fossem estar nas capas de todas as revistas de moda! Em meio a muitas confusões, Harriet descobre que ser modelo não é nada fácil... Afinal de contas, também existem "Alexas" nas passarelas. Será que Harriet vai gostar do mundo da moda? Ou melhor, será que o mundo da moda vai gostar dela? 

A Trama: Harriet é considerada uma geek. Ela conhece muitos fatos aleatórios, não faz ideia de como conversar com um garoto e praticamente só tem uma amiga, Nat, que também é sua melhor amiga. Ela está cansada de se sentir diferente, até que uma agência de modelos decide que Harriet é perfeita para a nova campanha de uma marca famosa e a vida da garota muda completamente.
Para mim, Geek Girl foi como um filme de sessão da tarde. A trama era clichê e o final foi bem previsível, mas o livro passa uma mensagem forte de aceitação e fiquei rindo alto com os comentários da protagonista! Talvez não seja o livro mais profundo, mas definitivamente é divertido, eu não encontrava uma protagonista tão engraçada há muito tempo.

A Protagonista: Harriet definitivamente tem problemas. Sua auto-estima é baixa e ela não é uma pessoa muito sociável, além de ser bem desastrada e ter tendência a se esconder debaixo das mesas. Entretanto, a garota me conquistou com sua personalidade fofa e inexperiente. Ficava claro que, mesmo quando fazia algo errado, Harriet tinha boas intenções e não passava de uma adolescente tentando se enturmar, além de seus monólogos internos serem hilários. Só espero que ela consiga amadurecer e ser mais segura, porque seus comentários auto-depreciativos cansavam um pouco.

Os Personagens SecundáriosO pai da protagonista parecia ser mais imaturo que ela, realmente me lembrou demais um adolescente, mas ele também era bem fofo. A personagem mais interessante para mim foi Nat, melhor amiga de Harriet, que era complexa e segura de si, além de muito leal.
Muitos personagens foram bem clichês, como Alexa, a "garota malvada" que atormentava a protagonista sem motivo aparente. Além disso, não consegui gostar de Nick, o garoto por quem Harriet parece ter uma quedinha. A autora tentou dar a ele um ar fofo, mas para mim Nick simplesmente pareceu arrogante e enigmático demais.

Capa, Diagramação e Escrita: A capa não é ruim, mas é muito simples. Acho que faltou algo especial, algo que chamasse a atenção. Infelizmente, também não sou fã da capa original. A diagramação interna é a coisa mais fofa! Tem muitas listas, recadinhos, planos e outros detalhes que tornam o livro mais dinâmico.
A Holly soube escrever a história de uma maneira que vejo pouquíssimas vezes, com a protagonista contando os fatos como se estivesse conversando com uma amiga, com direito a pausas para explicações e etc. Adorei demais esse estilo de narrativa!

Concluindo: O livro não tem a trama mais original do mundo, mas me fez rir bastante e soube me prender. Recomendo para quem está procurando algo mais leve e engraçado, um contemporâneo ótimo para adolescentes, especialmente porque a trama foca na jornada da protagonista e não em romances e etc.

Quotes:
Então, antes de entrarmos no ônibus, você pode querer saber um pouco mais sobre mim.
Ou não, obviamente. Pode estar dizendo mentalmente "Ande logo com isso, Harriet, porque não tenho o dia inteiro", que é o que Annabel diz o tempo todo. Adultos raramente têm o dia inteiro, pelo que posso perceber.

Até o momento, hoje, eu quase morri da minha própria doença inventada, caí três vezes, as pessoas gritaram comigo, humilharam-me, vomitaram em cima de mim e me abandonaram, e consegui destruir a seção inteira de uma feira. E agora, quando começava a pensar que era impossível que as coisas piorassem...
Acabo de ser presa.
Classificação: