Resenha - Vestígios da Terra

Resenha feita pela Luh!
Título: Vestígios da Terra
Título Original: Shades of Earth
Série: Através do Universo
1- Através do Universo (2012)
2- Um Milhão de Sóis (2013)

3- Vestígios da Terra
Autor: Beth Revis
Editora: Novo Século
Páginas: 416
Ano: 2014
Saiba mais: Skoob
Comprar: Fnac // Saraiva

Uma conclusão épica.
Atenção: Essa resenha não contém spoilers de nenhum livro da série (exceto na sinopse).

Sinopse: Finalmente Amy e Elder se veem livres das angustiantes paredes da nave espacial Godspeed. Agora, estão prontos para começar uma nova vida e construir seus lares em Terra-Centauri, o planeta que desejavam tanto conhecer, viajando trilhões de quilômetros para encontrá-lo. Porém, essa nova Terra não é o paraíso que esperavam encontrar. Os dois precisam descobrir quem, ou o quê, também habita o planeta, se quiserem ter alguma esperança de salvar sua colônia e construir um futuro juntos. A cada nova descoberta, novos problemas surgem, e Amy e Elder terão de entrar em sua mais perigosa jornada: olhar para dentro de si mesmos e entender o que os torna seres humanos. E se a colônia entrar em colapso? Conseguirão os viajantes reunir todos os sobreviventes em um mesmo objetivo? 

A Trama: Para quem já leu minhas resenhas dos livros anteriores, sabe que a autora não cansa de me surpreender e este livro não foi exceção. Cada vez que eu formava uma opinião sobre um personagem ou uma situação, Beth Revis fazia questão de virar tudo de cabeça pra baixo e me fazer questionar minhas escolhas - e as dos personagens.
A trama é ótima, com muitas cenas de ação, reviravoltas, mortes e descobertas, passei a maior parte do livro sentindo um misto de esperança e desespero. Acontece tanto que em certos trechos eu quase me sentia zonza com o ritmo frenético, e a autora fez um ótimo trabalho mantendo apenas as cenas necessárias para o avanço da trama ou o desenvolvimento dos personagens. Amei o desfecho e a maneira como tudo pareceu se encaixar, porém sem aquela solução fácil demais.

Os Protagonistas: Apesar de ainda possuírem muitos defeitos, há uma evolução enorme nos protagonistas. Ambos começam a demonstrar sua independência e passam a tomar decisões pessoais, sem permitir a interferência de ninguém. Mesmo quando eles tomavam as decisões erradas, eu gostava simplesmente por terem a iniciativa de tentar.
Amy enfrenta muitas situações difíceis e acredito que a garota lidou muito bem com elas, nem parecia a personagem mimada do livro anterior, apesar de ela ainda ter a mania de acreditar que está sempre certa. Amy foi minha personagem predileta, principalmente porque eu a compreendia.
Elder está muito maduro, porém na minha opinião ele não recebeu tanto destaque nesse livro. Na maior parte do tempo, o personagem parecia estar apenas aguardando que algo acontecesse, porque sua situação simplesmente não tinha saída. Adorei ver seu lado altruísta, sempre pensando primeiro em seu povo, o único problema é que ele não me convenceu no romance, parecia frio demais.

Os Personagens Secundários: Conhecemos muitos personagens novos e tive sentimentos mistos sobre eles, porém não vou mencionar os poucos que receberam destaque para não dar spoilers. Posso dizer que não gostei da maioria dos novatos e senti muita falta dos personagens antigos, aos quais já tinha me afeiçoado. Ainda assim, vários dos personagens tinham papéis importantes na trama e a autora faz questão de demonstrar que nenhum deles é mau, apenas tem objetivos diferentes.

Capa, Diagramação e Escrita:  Tenho que começar pela capa. A editora seguiu o padrão americano no início da série, porém os americanos mudaram todas as capas e a terceira não combinava em nada com as anteriores. Sendo assim, a Novo Século criou uma capa nova para o terceiro livro, que não me pareceu tão bonita quanto as anteriores, mas combinou com a série e por isso só posso agradecer. A diagramação interna segue o padrão dos livros anteriores, com uma fonte boa.
A escrita da Beth Revis só melhora e nesse livro está perfeita. A autora definitivamente entrou para meus favoritos e pretendo acompanhar suas próximas obras.

Concluindo: Estava com medo de não gostar do desfecho da trilogia, porém foi perfeito para a trama e agora posso, sem medo, recomendar os três livros para todos! Há alguns poucos defeitos, principalmente no romance que nunca me convenceu, porém a trama foca nas dificuldades das pessoas e em como elas lidam com situações de vida ou morte. Há ação e reviravoltas suficientes para agradar qualquer fã de distopias, além de personagens cativantes. Recomendo demais, entrou para minhas séries favoritas!

Classificação: