Resenha - Aqui é o Melhor Lugar

Resenha feita pela Maay!  
Título: Aqui é o Melhor Lugar
Título Original: A Place Called Here
Livro Único.
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Rocco
Páginas: 384
Ano: 2009
Saiba mais: Skoob
Comprar: Cia dos Livros // Submarino // Saraiva

Com dor no coração, eu confesso: essa foi minha segunda decepção com Cecelia.

Sinopse: Desde os dez anos de idade, Sandy Shortt é obcecada em encontrar coisas e pessoas perdidas. O início dessa louca procura começa com o desaparecimento, sem pistas ou rastros, da pequena Jenny-May Butler, vizinha e companheira de classe, de mesma idade. Não que sentisse afeto pela menina, pelo contrário, mas não cabia em sua pequena cabeça como algo poderia, simplesmente, desaparecer – a colega deveria estar em algum lugar.
Desde então, ela desenvolve uma obsessão por achar coisas ou objetos desaparecidos, de diários a meias. Sandy não consegue descansar enquanto não descobre pelo menos uma pista que seja daquilo que sumira. Insiste que nada perdido pode ser reposto, mas achado.
Já adulta, ela decide transformar a obsessão em dom, abrindo uma agência para procurar pessoas desaparecidas. Até que um dia, em uma dessas procuras, ela mesma desaparece, caindo em um “mundo mágico” onde encontra praticamente tudo e todos considerados perdidos ou desaparecidos. Presa num mundo mágico e ideal, agora tudo o que Sandy deseja encontrar é o caminho de volta para casa. Inicia-se aí a busca da jovem para retornar ao lar.

A Trama: É difícil falar da trama desse livro, quando a sinopse já conta boa parte da história. Sandy é complexada com objetos perdidos, um dia ela se perde e vai parar em "Aqui", onde encontra tudo o que alguma vez perdeu. Mas quando chega lá, tudo o que ela quer é voltar para casa...Claro que há vários desdobramentos da história entre esses acontecimentos, mas parece faltar algo que ligue esses desdobramentos, fazendo com que eles não parecem tão importantes a ponto de serem citados.
Estou até agora tentando entender a razão de alguns trechos existirem. E quanto a outros, continuo me perguntando se não mereciam mais explicações. Sinceramente, o livro tem um bom começo e até mesmo tem potencial... A questão é que Cecelia parece ter se perdido ao longo da trama, e infelizmente não se encontrou antes do final.

A Protagonista: Sandy não me convenceu, não me conquistou, nem mesmo me agradou. Achei sua fixação em coisas perdidas pouco convincente, assim como sua forma de lidar com os relacionamentos.

Personagens Secundários: Dos personagens secundários eu gostei mais, mas ainda assim, nenhum foi marcante o suficiente.
Jack é chato. Até entendo sua fixação em encontrar o irmão, mas não por encontrar Sandy, uma mulher que até então ele não conhecia. Pra mim, honestamente, ele é louco.
Helena me conquistou ao longo da trama, mas não há forma de acreditar que a velha ranzinza que conhecemos na floresta habite o mesmo corpo da senhora doce que cuida de Sandy durante sua adaptação em "Aqui".
Bobby tinha tudo para ser um bom personagem, porém, as tentativas de fazê-lo engraçado acabam tornando-o tedioso.
E nesse meio tempo, meu personagem favorito acabou sendo Joseph, marido de Helena que, infelizmente, aparece em poucos trechos, sempre com as mesmas falas e sem receber o destaque que merecia.

Capa, Diagramação e Escrita: Sinceramente acho a capa bem infantilizada, puxando muito (mais do que o necessário) para o conto de fadas, e esse tom de rosa calcinha não é uma cor que me agrade muito.
Agora, quanto à narrativa, mais uma vez é com dor no coração que admito, não gostei. O livro é narrado em primeira pessoa por Sandy, mas também em terceira pessoa nos trechos em que Jack é o foco principal e algumas vezes Jack também narra em primeira pessoa. Sim, é essa coisa toda confusa mesmo.
Por várias vezes me perguntei se era possível a pessoa que escreveu três de meus livros favoritos ser a mesma a escrever aquela história. E se não fossem por pequenos detalhes característicos da autora, eu jamais acreditaria que o livro é uma obra dela.

ConcluindoNão vou dizer para vocês não lerem, porque mais de uma vez falei aqui que cada um tem direito a tirar suas próprias conclusões. Mas por favor, não criem uma imagem da autora por essa obra. Deem mais uma chance à Cece, ela consegue ser maravilhosa em outros livros.
Aqui é o Melhor Lugar tem uma "moral" legal, preciso dar esse crédito à história. Porém, o restante deixa muito à desejar.

Quotes:
- O fato de você ter parado aqui conosco poderia ser uma das grandes coincidências da vida.
Concordei com a cabeça.
- Mas minha avó não acreditava em coincidências. Eu também não acredito. Você está aqui por algum motivo, Sandy.

Tenho notado que muitas das injustiças das nossas vidas individualmente resultam de um equilíbrio mais geral no mundo. O que quero dizer é que não importa o quanto eu ache injusto que algo aconteça, preciso apenas ter uma visão geral para ver que, de certa forma, tudo se encaixa. 
Classificação: